Relações e família

10 atividades para fazer em casa com as crianças

As escolas fecharam – aliás, o mundo fechou – e agora as famílias encontram-se reunidas nos seus lares, crianças inclusive. Se por um lado é a oportunidade do momento para aprofundar a relação com os seus filhos, por outro pode, legitimamente, sentir-se à beira de um ataque de nervos. Controle o panorama com estas sugestões.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
10 atividades para fazer em casa com as crianças
© Getty Images
Marta Vieira
Escrito por
Mar. 24, 2020

Nada fazia prever no início do ano 2020, cheio de resoluções fresquinhas, que o mundo iria mudar de um dia para o outro. E, ainda assim, aqui estamos: em plena pandemia Covid-19.

As alterações ao quotidiano de toda a população foram imensas, mas a principal e mais urgente de todas foi, sem dúvida, a contenção social. Um distanciamento social, em tudo necessário, para evitar não só a propagação desta doença infecciosa como a sobrecarga do sistema de saúde.

Assim, no caso português e fora as exceções de profissionais que continuam no ativo lá fora – mais uma vez um aplauso ao esforço tremendo de todos eles – a maioria de nós encontra-se, ora pois, em casa. Por tempo indeterminado, até mais atualizações.

E se pode parecer uma realidade quase apocalíptica para alguns adultos, é importante não esquecer que as crianças também a percecionam, pensam e sentem.

Com todos os estabelecimentos de ensino encerrados e um futuro cheio de incertezas, as nossas crianças estão agora com o ano letivo em stand by. Encontram-se em casa com os pais que, mais do que nunca, valorizam o papel dos agentes educativos que todos os dias acompanham e bem os seus filhos.

A falta de ideias do que fazer com os mais novos é uma realidade que assiste grande parte dos progenitores no agora. Para além do mais, pode dar-se o caso de muitos se encontrem em regime de teletrabalho a partir de casa, e a sua disponibilidade física e mental não estar nos píncaros.

Pense assim, esta é uma oportunidade única para ter o tempo de qualidade com os seus filhos, que há tanto deseja e lhes promete. Deste modo, não se assuste ou perca o norte, mas antes muna-se com estas sugestões, pensadas para um tempo em família em pleno.

10 ideias para fazer em casa com os mais pequenos

1. Uma rotina no meio do caos

Tal como para os adultos, é importante normalizar, o mais possível, a situação. Procurar acordar as crianças à mesma hora, vesti-las – por tudo não as deixe de pijama estes dias todos – cumprir o b-a-b da higiene e dar-lhes um delicioso pequeno-almoço, parece um bom começo de dia.

Depois, encontre um local tranquilo, habitual ou improvisado, para que estas possam aprender. Isso mesmo, não é porque a escola fechou que de repente para tudo. Cada instituição terá as suas próprias diretrizes internas, pelo que também pode depender muito de professor para professor o apoio prestado, nesta altura. Especialmente a criatividade aqui aplicada.

Independentemente disto, estão ao dispor de todos plataformas de educação de acesso gratuito, como a Escola Virtual da Porto Editora ou o Banco Aula Digital do Grupo Leya. O importante, sem dramatizar, é tentar minimizar os efeitos negativos desta pausa na aprendizagem.

2. Coronavírus, quem és tu?

Dependendo da faixa etária do seu filho deverá adaptar esta explicação, até porque as crianças apercebem-se do que as rodeia, muito mais do que imaginamos ou mesmo gostaríamos. Mas calma, não está sozinha nesta tarefa.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses desenvolveu este material informativo para auxilia-la. Também a Direção-Geral da Saúde se uniu à editora Ideias com História na criação de vários materiais pedagógicos para o efeito como uma história e até um jogo, o STOP Contágio. .

Para além do mais, aqui pode encontrar um outro livro sobre o assunto, elaborada por uma psicóloga e professora colombiana e, entretanto, editado em várias línguas. Também o site coronakids, cheio de notícias, curiosidades e informação adaptada aos mais novos pode ser-lhe muito útil.

3. Juntos somos mais fortes

Como já indicámos, esta pausa e simultâneo resguardo social tornaram-se a desculpa ideal para aprimorar os seus laços humanos. Passe esta ideia também às crianças. Mas mais do que falar-lhes disso, faça-as sentir e vivenciar em pleno.

Aproveite esta oportunidade que não pediu à vida para mimar muito os seus filhos e, acima de tudo, mostrar-lhes o poder da força conjunta e a importância dos laços familiares agora, mais do que nunca. Faça deste tempo algo verdadeiramente especial.

Inclua os mais novos nas chamadas telefónicas ou videochamadas online com a família alargada, amiguinhos e até colegas de escola. Mas também lhes dê a oportunidade de serem criativos e irem mais além neste contacto à distância.

Porque não incentivá-los a escreverem uma carta aos avós? Outra oportunidade de génio será estimulá-los a fazerem, finalmente, a árvore genealógica da família, com direito a desenhos, fotos, purpurinas e todos os pormenores desejados. Mostrar-lhes como é possível ser solidário em tempos de crise é outra hipótese.

4. Old School

Quantas vezes refletiu sobre o facto de a sua infância ter sido completamente diferente da dos seus filhos, muito também ao nível da brincadeira e tempos livres. Pois bem, agora não é possível subir às árvores ou ir para o campo ou para a rua brincar, totalmente desaconselhável na verdade, mas há outras opções.

Esta é a oportunidade de ouro de mostrar aos seus filhos que há mais para além da vida tecnológica (tv, smarthphone, tablet, playstation, etc.). Apresente-lhes jogos de papel como o galo, o stop ou a batalha naval e os jogos de tabuleiro que mais gosta – Monopólio, Cluedo, Party & company, Trivial, Scrabble – alguns sites com estes materiais estão mesmo com promoções nesta altura. Divirta-se ainda com todos os jogos de cartas que conhecer; faça um puzzle de 1000 peças e organize noites de bingo. Tudo em família, claro.

5. Quarto que se recomenda

Uma das nossas sugestões para quem está em quarentena ou em isolamento social é que aproveite este tempo para limpar, organizar, destralhar a casa. Neste sentido, não perca a oportunidade de dar a volta que sempre quis também ao quarto dos seus filhos, mas que o tempo, ou falta dele, ainda não o haviam permitido.

Melhor ainda, inclua as crianças nesta tarefa. Na realidade, de acordo com a idade destas, existem várias tarefas diárias que já consegue realizar, como se pode ver no quadro abaixo. Incuta-lhes este espírito de equipa, em que todos participam para um bem comum.

Procure entusiasmá-las para esta demanda e organize um sistema de recompensas se achar adequado. Assim, organizem gavetas e o roupeiro, separem brinquedos, encontrem itens perdidos em combate, sejam criativos na arrumação e sobretudo doem tudo o que já não vos sirva, mas que ainda esteja em condições para outrem.

Se lhes ensinar como fazer, tiver paciência e adaptar as responsabilidades à idade, estará não só a desenvolver as suas habilidades motoras e capacidade de colaboração como a promover a autoconfiança e aumentar a autoestima.

6. Agenda artística e cultural

As principais formas de contenção social nesta altura incluem não só o distanciamento social, isolamento ou quarentena como também o encerramento de estabelecimentos/serviços públicos ou privados (cinemas, teatros, restaurantes, etc.) e ainda o cancelamento de eventos em massa (concertos, desfiles de moda, palestras, etc.).

Isto não quer dizer, no entanto, que a sua criança estará longe de oportunidades culturais indeterminadamente. Assim, promova sessões de cinema com direito a luz apagada e pipocas e incentive à leitura – ler, ler, ler, ler muito – mais além da típica história para adormecer.

Mas também participe ou sugira a criação de peças de teatro, espetáculos de dança ou stand up comedy para toda a família. Já imaginou um concurso de piadas secas depois do jantar? Visitar os melhores museus de todo o mundo via online também é possível. Seja criativa e esteja atenta ao que a rodeia.

Para além de incentivar à cultura, como no ponto anterior, promova também a produção de arte ao nível do desenho (aguarelas, lápis, guaches, lápis de cera ou canetas de feltro) ou trabalhos manuais.

Tire algumas ideias daqui e também nas contas de Instagram de ilustradoras como a Violeta Cor-de-Rosa ou Ana Fonseca, que disponibilizaram online printable gratuitos. Ainda numa ode ao DIY (Do It Youself), ou faça você mesmo passe, pelo site de O Mundo de Sofia.

7. Uma chef de cozinha e os 7 ajudantes

Já lhe havíamos dito que tirar partido efetivo desta divisão da casa numa altura como esta seria algo a ponderar.

Senão veja: para além de aprimorar os seus dotes e surpreender toda a gente com pratos novos e quiçá, elaborados, poderá também manter ou adquirir o hábito para uma alimentação saudável agora que tem tempo para o fazer e disponibilidade para controlar o que come.

Neste sentido, não deixe as crianças de fora deste panorama. Incentive-as não só a participar em atividades úteis e necessárias, mas também a criar novos pratos.

Façam bolos de chocolate – algumas indulgências devem ser permitidas nesta altura –, scones, batidos, uma salada de frutas ou snacks para os próximos dias. Criem pequenos-almoços ou lanches especiais e quiçá um piquenique. Sim, mesmo dentro de casa. Sobretudo, não tenha medo da confusão e sujidade, no fim todos limpam e arrumam.

8. We like to move it, move it

Não entregue as crianças ao sedentarismo, tal como considerou fazer consigo mesma. Nós entendemos, estar por casa pede conforto acima de tudo. E, de repente, já se havia esquecido de como manter as resoluções de fitness que fez para este ano.

A verdade é que, mais do que fazerem o que lhes dizemos, as crianças funcionam essencialmente pelo exemplo. Assim, seja um bom modelo.

Façam uma aula de ginástica em casa, dancem muito e até podem recorrer a jogos virtuais que implicam movimento físico. Mas também pratiquem ioga ou pilates, com ou sem a ajuda de vídeos, e iniciem-se na meditação e no mindfulness. Sim, é possível com as crianças também. Videos tik tok também são uma opção divertida e muito em voga.

9. Oportunidade única

E para quê, exatamente? Pergunta-se e muito. Para ensinar ou dar as condições necessárias para que os seus filhos aprendam algo novo nestes dias que se encontram fechados em casa.

A área que decidirem celebrar pode ser qualquer uma, desde que eles gostem, se sintam confiantes e adquiram competências e capacidades novas e, não vamos mentir, se mantenham entretidos. Assim, podem aprender a tocar flauta ou guitarra, falar inglês ou espanhol, ou mesmo dominar o xadrez e as damas.

Pode, por exemplo, promover as ciências em casa. Comece com a experiência da professora norte-americana Amanda Lorenzo sobre higienização (nunca ouvimos tanto a mesma palavra), com sabão e pimenta preta. Fácil e muito cativante, quer para crianças como adultos.

A Science For You é sempre uma aposta segura, educativa e muito divertida. Para além de o site estar com uma campanha de desconto em vigor para compras online no momento, no seu canal de Youtube pode também encontrar algumas atividades para se fazer em casa.

10. Volta ao Mundo

Viajar a partir de casa também é possível. E as suas crianças vão delirar. O importante é ser criativo, elevar sonhos, criar alguma expectativa e, claro, render-se por completo ao mundo da imaginação.

Assim, concebam passaportes para toda a família e descubram um país de cada vez. Vejam vídeos e fotos sobre esses sítios, pintem onde desejam ir, façam quizzes para testarem conhecimentos e até podem mesmo experimentar receitas típicas desse local.

Mas também é importante reportar o que por cá se passa. Porque não desenvolver um diário gráfico e escrito com direito a colagens e recortes de revistas e jornais, mas também com fotografias e, basicamente, tudo o que puderem imaginar sobre estes dias em isolamento? Criar um blog ou mesmo um vlog nesta altura pode também ser uma ideia interessante para fazer em família.

Da mesma forma, fazer e organizar álbuns de fotografias reais ou digitais pode ser algo que os seus filhos lhe agradeçam mais tarde. Não descure o poder da recordação.

Últimos