Bem-estar

31 resoluções (realistas) para 2020

“Ano novo, vida nova”. Este é o ponto de partida para a nossa lista de resoluções de ano novo que, muitas vezes, acaba por não ser cumprida. E que tal optar por objetivos mais pequenos, mas que a levarão a grandes mudanças?

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
31 resoluções (realistas) para 2020
© Unsplash
Escrito por
Dez. 28, 2018

3… 2… 1… 2020! O novo ano está a chegar e isso é, para muitas pessoas, sinónimo de recomeçar, definir novas metas e criar outras oportunidades. É altura de fazer um balanço do ano que ficou para trás e planear o que aí vem.

No entanto, fazer uma lista com as metas que pretendemos alcançar, nem sempre é uma tarefa fácil. Deve afastar-se das resoluções mais comuns (mas menos concretizáveis) e focar-se em ideias mais concretas e alcançáveis.

Há quem comece a traçar estes objetivos nos dias que antecedem o 31 de dezembro ou quem só o faça no decorrer das doze badaladas. Seja qual for o seu caso – e, para que chegue ao fim do próximo ano com a sensação de dever cumprido – sugerimos 31 resoluções de ano novo para pôr (mesmo) em prática.

31 resoluções (realistas) de ano novo

1. Ter (pelo menos) um pensamento positivo todos os dias

Ver a vida de forma positiva é um hábito que se treina. Comece por ter um pensamento positivo por dia (pode definir uma hora para o fazer e definir um alarme no seu smartphone para não se esquecer). Parece estranho mas funciona como qualquer treino com hora marcada!

Com o tempo, vai começar a ver (mais vezes) o copo meio cheio, em vez de meio vazio.

2. Retomar contacto com uma velha amiga

Sabe aquela amiga de infância que já não vê há anos? Ligue-lhe.

3. Sair a horas do trabalho

Quantas vezes já ficou com a sensação de que vive no trabalho e visita a sua casa? Se já cumpriu o seu dever, saia a horas do local de trabalho (sem medo dos olhares reprovadores) e aproveite o tempo para fazer o que mais gosta.

4. Reduzir o plástico descartável

Substituir as garrafas de água descartáveis ou os copos de plástico para o café é um bom primeiro passo. Hoje em dia há várias alternativas giras, baratas e reutilizáveis!

Se já tem estes hábitos, passe para o nível seguinte: abolir as palhinhas, substituir a escova de dentes por uma em bambu ou trocar os sacos de plástico pelos de pano.

5. Dançar mais!

Um estudo recente defende que, nas escolas, a dança devia ser uma disciplina tão importante como a matemática ou as ciências, devido aos seus inúmeros benefícios. Estimula a socialização entre as crianças ou contribuiu para o desenvolvimento de valores como a partilha ou o respeito pelo próximo, para além de todas as vantagens que tem para o corpo.

Seja sozinha, com os seus filhos, com o seu companheiro ou em grupo. Ao som de salsa, hip hop, jazz ou flamenco, em casa ou na rua. Da próxima vez que lhe perguntarem “A menina dança?”, responda afirmativamente!

© Thinkstock

6. Aprender uma língua nova

Dizem que nunca é tarde para aprender, certo? Se o inglês é o seu “calcanhar de Aquiles”,está na hora de tratar do assunto. Para os mais corajosos, o italiano, o alemão ou o mandarim são boas opções.

7. Aprender a tocar um instrumento

Tocar piano, violino ou, até mesmo, saxofone, faz parte do imaginário de muitas de nós. Se tocar um instrumento é algo que sempre quis aprender, saiba que esta atividade lhe trará inúmeros benefícios, tanto para o corpo como para a mente. No caso dos adolescentes que iniciam esta prática ainda enquanto crianças, está provado que têm melhores notas. Esta é, portanto, uma ótima atividade para fazer em família!

8. Mexer-se mais

Não precisa de ir a correr inscrever-se no ginásio mais próximo (onde, provavelmente, nunca irá meter os pés). Comece por pequenas mudanças: corra com a preguiça da sua vida e levante-se do sofá com mais frequência, faça pequenas caminhadas ao ar livre ou divirta-se com os seus filhos em atividades mais dinâmicas.

9. Ultrapassar um medo/fobia

Todas nós temos medo (muitas vezes escondido) de alguma coisa, certo? Andar de avião? Falar em público? Esta é uma resolução que, depois de cumprida, é altamente libertadora. Arrisque e saia da sua zona de conforto.

10. Aprender a cozinhar

É daquelas que conseguiu fintar a falta de gosto por cozinhar graças à preciosa ajuda do robot de cozinha? Acredite que é possível aprender e despertar o gosto pela arte de (bem) cozinhar.

Como? Recorrendo a cursos presenciais, online ou livros de receitas. Pode ser bastante terapêutico, ajudando-a relaxar numa tarefa que é rotineira.

© Thinkstock

11. Fazer uma massagem

É uma pequena resolução que pode uma enorme diferença no nosso bem-estar. Seja para ter mais energia ou para relaxar, de 30 ou 50 minutos, hoje em dia já há muitas opções e bastante acessíveis a qualquer carteira. Todas nós merecemos, certo?

12. Poupar todos os dias

Este pode ser um exercício divertido para fazer com as crianças ou, até mesmo, com o seu companheiro. Comprometa-se a por de lado uma pequena quantia fixa de dinheiro todos os dias e, no fim do ano, surpreenda-se com o resultado. Pode ainda descobrir as nossas 21 dicas práticas para poupar.

13. Beber (mais) água

Todas sabemos que devemos beber (pelo menos) 1,5 de água por dia, mas nem sempre é fácil cumprir esse objetivo.

Beba um grande copo de água ao acordar, outro ao deitar e tenha uma garrafa (reutilizável) sempre por perto. Se for necessário, ative um alarme no seu smartphone para a despertar para este hábito.

14. Fazer alguma coisa pela primeira vez

Já pensou quando foi a última vez que fez algo pela primeira vez? Seja pisar outro continente, experimentar um novo restaurante ou, simplesmente, mudar o caminho para o trabalho.

15. Fazer um digital detox

Passar menos tempo nas redes sociais tem muitas vantagens. Ok, sabemos que não é uma tarefa fácil… Mas pode começar por fazê-lo uma vez por mês, depois estender a um fim de semana por mês, até conseguir colocar em prática durante um período total de férias.

Muitas vezes nem nos apercebemos a ansiedade que as inúmeras notificações e o scroll infinito provoca em nós!

© Unsplash

16. Visitar um dos sítios da sua bucket list

As bucket lists são como as listas de resoluções de ano novo: são para ser cumpridas! E não têm de ser compostas, apenas, por destinos longínquos e paradisíacos. De certeza que há sítios bem perto que gostaria de visitar.

17. Comer de forma equilibrada

Em vez de fazer dieta (que, muitas vezes, significa fazer restrições alimentares que têm consequências para a saúde), opte por fazer escolhas acertadas e comer de forma equilibrada, sem se privar de nada. Siga estes 5 (bons) hábitos.

18. Relembrar o quanto gosta de alguém todos os dias

Esta é uma das resoluções mais fáceis e, ao mesmo tempo, mais gratificantes desta lista. Ligue, envie uma mensagem, um ramo de flores ou um bilhete escrito à mão, seja aos seus pais, avós, filhos ou companheiro.

19. Aprender a maquilhar-se

Este passo pode já fazer parte do dia a dia de muitas de nós. Porém, ainda há quem olhe para a maquilhagem como um bicho de sete cabeças.

Saiba que é possível conseguir uma maquilhagem natural, com produtos baratos e sem gastar muito tempo. Faça um workshop, tire todas as suas dúvidas e invista em si e na sua autoconfiança.

20. Deixar de pôr açúcar no café

Pode não parecer, mas esta é uma das resoluções mais fáceis de por em prática e com um grande benefício. Reduza gradualmente o açúcar no café ou substitua-o por canela.

© Thinkstock

21. Deixar um mau hábito de lado

Não diga já que não consegue. Ser pessimista e derrotista é, por si só, um mau hábito que poderá querer mudar.

Quando falamos em adquirir novos hábitos, a direção (da mudança) é mais importante que a velocidade. Assim, caso um dos seus objetivos para o novo ano seja, por exemplo, deixar de fumar, pode começar por pesquisar sobre o assunto, estudar as várias possibilidades e delinear a melhor estratégia para que este se torne um desejo realizado. Não adie mais.

22. Fazer um detox ao seu armário

Lembre-se da premissa “menos é mais” e faça uma limpeza ao seu roupeiro. Nós damos uma ajuda e dizemos-lhe 5 coisas que tem de tirar do guarda-roupa.

23. Fazer voluntariado

Sabia que fazer voluntariado está diretamente ligado a um aumento da sensação de felicidade? Não precisa de ir para o outro lado do mundo, ok? De certeza que, onde vive, há vários sítios onde o pode fazer.

24. Aprender a meditar

Com algum treino, bastam poucos minutos por dia para meditar. Desligue, respire e relaxe. Veja estas 8 apps que a vão ajudar a meditar.

25. Fazer um álbum de fotografias

Há quanto tempo não faz um álbum de fotografias? E não deve ser por não serem boas, certo? Digitalize as dezenas de fotografias que tem no seu telefone ou máquina digital e eternize os seus (melhores) momentos. Esta pequena mudança vai fazê-la sorrir mais vezes!

© Thinkstock

26. Conhecer novas pessoas

Há quanto tempo não faz uma nova amiga? Manter os velhos amigos é um ótimo sinal, mas conhecer novas pessoas é igualmente importante. Se é tímida e precisa de um empurrão, aqui ficam alguns desbloqueadores de conversa que podem ajudar.

27. Não comer carne uma vez por semana

Esta é uma pequena mudança que trará grandes benefícios, não só para o ambiente, como para a sua saúde.  Conheça estas três receitas vegetarianas fáceis que a vão ajudar.

28. Mudar de visual

O início de um novo ano é a altura ideal para mudar de visual. Pode optar por uma mudança mais discreta ou algo mais drástico, desde a cor ao corte de cabelo. Caso esteja a pensar fazer uma franja, veja estas nossas 6 sugestões.

29. Plantar uma árvore

Ter um filho, escrever um livro e… plantar uma árvore. Quem nunca ouviu dizer que esta é a fórmula para uma vida completa? Seja por este motivo ou, simplesmente, por gosto, faça-o. O ambiente agradece.

© Thinkstock

30. Voltar a um sítio onde já foi feliz

Repetir o destino de uma viagem inesquecível, voltar ao local onde tirou aquela mítica fotografia… Quem disse que não se deve voltar a um sítio onde se foi feliz?

31. Retomar uma atividade que fazia em criança

Volte às aulas de ballet ou a andar de bicicleta. Entregue-se à nostalgia e regresse à infância. É muito provável que a antiga paixão ainda a faça sentir borboletas na barriga de felicidade.

Últimos