Tecnologia

5 apps para a ajudar a lutar contra o desperdício

Elaborámos uma lista em que a tecnologia é a sua aliada principal na demanda contra o desperdício. Recursos importantes na luta por um planeta mais sustentável diretamente no seu smartphone.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
5 apps para a ajudar a lutar contra o desperdício
© Grafismo: Carolina Carvalhal
Marta Vieira
Escrito por
Jan. 13, 2020

Com o início do ano, calculamos que tenha feito uma lista de resoluções a atingir, sendo muito provável – senão, pode aproveitar aqui para repensar a ideia – que tenha priorizado o ambiente neste conjunto de objetivos.

A verdade é que o desperdício, e não falamos só em desperdício alimentar, vem sendo um problema há muito alertado pela comunicação científica e social e que se prende com a problemática ambiental que se vive atualmente.

Qualquer atitude que vise proteger o meio ambiente conta. Por mais pequena que seja.

Sabe onde deixar os artigos mais impensáveis como cápsulas de café, óleos alimentares, termómetros ou resíduos de obras? Quer fazer compostagem, mas não tem condições e por isso os seus resíduos orgânicos acabam sempre no mesmo sítio? Ou tem dezenas de maçãs lá em casa – seja por que razão for – que sabe que se vão desperdiçar?

Também pode dar-se o caso de desejar encomendar comida em ótimo estado a preços irrisórios. Seja qual for a sua situação, dê uma vista de olhos ao conjunto de aplicações que selecionámos e faça as suas escolhas por um planeta em pleno de forma mais informada.

5 apps que dizem não ao desperdício

1. Too Good to Go

apps desperdício too good to goo

Recém-chegada a Portugal, esta app originária da Dinamarca (2016) conta já com 17 milhões de utilizadores e mais de 31 mil estabelecimentos com quem forma parceria.

Partindo da estatística que revela que cerca de 1/3 de toda a comida produzida é desperdiçada – só em Portugal, este valor chega a um milhão de toneladas anualmente – pretende criar um movimento consciente de waste warriors.

Depois de descarregar a app, os utilizadores ficam a saber quais os estabelecimentos perto de si com excedentes alimentares (restaurantes, hotéis, supermercados), fazem o pagamento e recolhem a encomenda no local e horário indicado.

Funciona com o conceito de caixa surpresa, em que a pessoa não sabe o que vai levar para casa, apenas que pagará entre 2 a 6 euros para qualquer tipo de refeição em ótimo estado.

2. Waste App

apps desperdício waste app

Esta aplicação móvel foi desenvolvida pela Quercus e pretende auxiliar-nos no processo de colocar os mais variados tipos de resíduos, que não podem ser colocados nos ecopontos, para reutilização ou reciclagem. A ideia é “destralhar” muito à Marie Kondo, mas de uma forma responsável e sustentável.

A verdade é que, diariamente, cada português produz em média 1,32kg de lixo. Esta atividade contribui para uma produção anual de 4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos.

Muitas vezes, devido à heterogeneidade das embalagens e materiais não sabemos bem como fazê-lo. Assim surge esta app, de utilização intuitiva, que mostra o local de depósito do produto mais perto de nós, através de geolocalização e também qual a distância a percorrer.

Baterias de automóveis, CDs e DVDs, lâmpadas, madeiras, pneus usados, rolhas de cortiça, toners e tinteiros, telemóveis e acessórios, radiografias e, na verdade, tudo o que possa imaginar. Agora já sabe como fazê-lo.

3. Olio

apps desperdício olio

Fundada em 2015, no Reino Unido, foi desenvolvida para fazer o match perfeito entre aqueles que têm excedentes de comida e aqueles que a desejam. O seu objetivo primordial? Acabar com o desperdício alimentar a todo o custo. Mas não só, a verdade, é que esta tecnologia tem sido muito utilizada por pessoas com dificuldades económicas, como forma de suprimirem esta necessidade tão básica.

Quem doa os produtos alimentares podem ser indivíduos ou entidades (como lojas e restaurantes) e não interessa se estes estiverem soltos, crus, cozinhados, abertos ou fechados, desde que claro, sejam comestíveis. Basta tirar uma fotografia do item com uma breve descrição, contactar a pessoa interessada, combinar um local de encontro e no final avaliá-la.

Isto fará com que a aplicação se torne mais segura uma vez que todas as pessoas têm um perfil com o seu rating de avaliação.

Atualmente conta com cerca de 1,2 milhões de utilizadores e pretende ser uma mais-valia para o ambiente, comunidades locais e finanças pessoais de cada um.

4. Share Waste

apps desperdício share waste

Esta aplicação revela ser a forma mais fácil para a reciclagem de resíduos orgânicos (sobras de animais ou vegetais já sem utilidade). A ideia é juntar pessoas, que vivam sobretudo em apartamentos, e que desejem reciclar as sobras da cozinha com vizinhos que já façam compostagem, ou que tenham, por exemplo, galinhas.

Recordamos que a compostagem se refere ao conjunto de técnicas aplicadas para estimular a decomposição de materiais orgânicos. Assim, este “lixo” terá um fim ecológico ao invés de ir parar ao comum dos aterros.

Esta app não é portuguesa mas funciona bem no nosso país. Pode inscrever-se como alguém que gostaria de ver os seus resíduos orgânicos convertidos em fertilizantes naturais, procurando ao redor vizinhos que já façam compostagem. Ou, pelo contrário, é possível inscrever-se na app enquanto coletores de resíduos, de forma a que pessoas em redor vão ter consigo para deixar o seu lixo orgânico.

5. FairMeals

apps desperdício fairmeals

O duplo objetivo aqui é combater o desperdício alimentar aliando o aumento dos lucros na restauração, convergindo numa situação em que todos ficam a ganhar.

Em Lisboa desde 2018, chegou para combater o facto de cada habitante em Portugal desperdiçar cerca de 97 kg num ano, em alimentos perdidos ou desperdiçados, ao mesmo tempo que a área da restauração desperdiça anualmente uma média de 9600€ em excedentes alimentares.

Desta forma, restaurantes, cafés, padarias ou hotéis podem anunciar na app excedentes alimentares com descontos superiores a 50% – poderão acrescentar, inclusivamente, informações sobre o estabelecimento, imagens e menus disponíveis.

O consumidor que descarregue esta tecnologia, poderá selecionar as suas ofertas preferidas e dirigir-se à loja no horário indicado, de forma a proceder ao pagamento e levantamento da encomenda.

Últimos