Bem-estar

Crónica. Pequenos gestos pelo planeta que fazem a diferença

Para Saber Viver, também é preciso saber abrandar. Todos os meses, Ana Milhazes, fundadora do movimento Lixo Zero Portugal, partilha connosco as melhores dicas para viver sem desperdício e com consciência, sempre de forma sustentável.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Saber abrandar. Pequenos gestos pelo planeta que fazem a diferença
Escrito por
Ana Milhazes
Set. 06, 2019

Imagino uma sociedade que vive de forma leve, sem preocupações e problemas de saúde e que vive em profunda conexão com a Terra. Poderão dizer-me que isto é utópico. Prefiro continuar a acreditar que é possível e é isso que me move todos os dias!

Precisamos de agir, se queremos continuar a ter onde viver. O grande problema é saber por onde começar… Uma sugestão será perceber a os resíduos que produzimos em maior quantidade. Será o lixo orgânico? Serão as embalagens de plástico? Nada como olhar atentamente para os nossos baldes do lixo lá em casa.

Partilho consigo pequenas dicas que possa implementar já hoje.

1. Como reduzir resíduos orgânicos?

Fazer mais refeições vegetarianas;
• Comprar produtos biológicos e consumir cascas e talos;
• Planear bem as refeições;
• Comprar a granel apenas a quantidade que necessitamos;
• Congelar o que sobra;
• Levar refeições para o trabalho com as sobras;
• Fazer compostagem ou entregar os nossos resíduos orgânicos a alguém que o faça (experimente perguntar a produtores de legumes biológicos);

2. Reciclar já não basta, é preciso reduzir. Como reduzir as embalagens de plástico?

• Substituindo as garrafas de água de plástico por uma garrafa reutilizável (podemos reutilizar uma garrafa de vidro, de polpa de tomate por exemplo).

• Bebendo directamente água da torneira ou adquirir um bom filtro.

• Ter um kit de sacos de compras de vários tamanhos, sempre pronto na mala/mochila ou no carro, com saco para o pão e sacos leves para vegetais e frutas.

• Optar sempre por produtos não embalados. Caso não seja possível, optar pelo vidro e cartão.

• Fazer compras no mercado local.

ana milhazes

 

“A partir do momento em que conhecemos este estilo de vida, não há como querer voltar atrás! Então de que está à espera para começar já hoje?”

3. Já parou para pensar como comprar é uma espécie de voto?

Quando decidimos comprar um determinado produto, estamos indiretamente a concordar com o tipo de materiais utilizados, a forma como o mesmo foi produzido e com as condições dos trabalhadores que produziram o produto.

Da próxima vez que for adquirir alguma coisa, pense duas vezes.

• Recuse tudo aquilo que não necessita verdadeiramente. A publicidade diz-nos que precisamos de uma série de coisas para sermos mais felizes… é urgente romper com este pressuposto, pelo nosso bom-estar e pelo planeta.

• Cultivar um olhar crítico e questionar: será que preciso efetivamente disto? Pode esperar uma, duas ou três semanas e perceber se ainda faz falta.

• Sempre que precisar de adquirir alguma coisa, avalie se consegue pedir emprestado a amigos e familiares ou comprar em segunda mão. Procure lojas de segunda mão especializadas, na sua cidade ou na Internet.

• Participe em mercados de trocas, visite a Feira da Ladra.

• Partilhe. em conversa com os amigos e familiares ou nas redes sociais. as mudanças que está a implementar.

• Ande mais a pé ou de bicicleta.

Como colocar tudo isto em prática?

Participe em desafios como o #SetembroSemCarne, #JulhoSemPlastico, ‘Um Mês Sem Carro’. Saber que é um tempo delimitado ajuda-nos a manter o compromisso.

Durante o desafio percebemos que é fácil implementar muitos dos hábitos, conhecemos novas pessoas que nos vão apoiar e percebemos que a nossa vida é muito mais simples assim, pois deixamos de estar dependentes de uma série de coisas que só nos limitam.

Passamos a ter um estilo de vida mais saudável, poupamos dinheiro, sentimo-nos mais felizes. Como? Através da nossa contribuição para um mundo melhor, acabamos por sentir que fazemos parte de um todo, sentimo-nos mais inseridos na nossa comunidade, interagimos mais uns com os outros de cada vez que questionamos ou partilhamos as nossas mudanças.

A partir do momento em que conhecemos este estilo de vida, não há como querer voltar atrás! Então de que está à espera para começar já hoje?

Se precisar de inspiração, subscreva a newsletter no meu site e receba gratuitamente o guia “Desperdício zero: como começar”.

Ana Milhazes, 34 anos, socióloga, formadora, instrutora de Yoga, autora do Ana, Go Slowly, um blogue sobre tudo aquilo que nos leva em direcção a uma vida mais feliz, baseada no ser em vez do ter. É ainda fundadora do movimento Lixo Zero Portugal e vive com a missão diária de fazer o mínimo de lixo possível, de partilhar os desafios que enfrenta e de inspirar a mudança.


Pronta para viver com mais consciência e reduzir o desperdício? Estas dicas simples de como ser mais sustentável também podem ajudar.

Últimos

Dormir a sesta não é sinal de preguiça, é bom para o coração
Saúde
Dormir a sesta não é sinal de preguiça, é bom para o coração
Pão de castanhas: uma sugestão deliciosa e nutritiva
Receitas
Pão de castanhas: uma sugestão deliciosa e nutritiva
19 bandoletes para palmilhar as ruas com o acessório da estação
Moda
19 bandoletes para palmilhar as ruas com o acessório da estação
Como reduzir manchas e ter uma pele luminosa em três passos
Beleza
Como reduzir manchas e ter uma pele luminosa em três passos
Seremos realmente livres de deixar crescer os nossos pelos?
Beleza
Seremos realmente livres de deixar crescer os nossos pelos?
Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres
Cultura
Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres
Experimente estes jogos de sexo e quebre a monotonia da relação
Sexo
Experimente estes jogos de sexo e quebre a monotonia da relação
Síndrome pré-menstrual: tem estes sintomas?
Saúde
Síndrome pré-menstrual: tem estes sintomas?
27 frases de empoderamento feminino para se inspirar todos os dias
Sociedade
27 frases de empoderamento feminino para se inspirar todos os dias
Crónica: Yoga. Por onde começar?
Bem-estar
Crónica: Yoga. Por onde começar?
Os 5 modelos de botas que todas deveríamos ter no guarda-roupa
Moda
Os 5 modelos de botas que todas deveríamos ter no guarda-roupa
Crónica: Astrologia, a poesia esquecida
Horóscopo
Crónica: Astrologia, a poesia esquecida