Sociedade

10 boas razões para fazer voluntariado

Tem algum tempo livre, mas está farta das opções do costume? Quer ter impacto na sociedade e sentir-se realizada mas não sabe como? Apresentamos-lhe 10 argumentos onde o voluntariado é a resposta a esta conversa.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
10 boas razões para fazer voluntariado
© Getty Images
Marta Vieira
Escrito por
Fev. 22, 2020

Ensinar inglês a crianças no outro lado do mundo; limpar uma praia paradisíaca mas tremendamente poluída; resgatar comida em boas condições do destino lixo; ser um modelo para jovens em risco num bairro carenciado; passar tempo de qualidade com idosos num lar mesmo ao lado de sua casa; cuidar dos animais no canil local.

São (quase) infinitas as opções que tem para mudar a vida de alguém e/ou do planeta.

Voluntário é aquele que, livremente e de forma desinteressada e responsável, se compromete a realizar ações de cariz social e comunitário no âmbito de uma organização promotora. Faz uso das suas capacidades e dá o seu tempo em prol de um projeto maior.

Tem direitos e deveres – oficialmente estipulados – e rege-se pelos princípios de solidariedade e cooperação; participação e gratuitidade; responsabilidade e complementaridade.

Com apenas 10 letras se escreve a palavra voluntário pelo que, em consonância, lhe mostramos 10 excelentes razões por que se vai querer tornar uma.

10 motivos para fazer voluntariado

1. Permite-lhe pôr as suas dificuldades em perspetiva

Às vezes é positivo um certo distanciamento com a realidade que nos rodeia, que nos permite simultaneamente sair da tão badalada zona de conforto e ao mesmo tempo ganhar “mundo”.

Ao deparar-se com as complexidades da vida alheia, provavelmente até mais básicas do que as suas, verá como ter um olhar sobre o todo lhe foi extremamente benéfico.

2. Ajuda a promover a sua carreira

O mundo laboral é bastante competitivo e qualquer nuance que faça destacar o seu CV é uma mais-valia.

Estará a mostrar ao seu empregador proatividade e empenho por um mundo mais equilibrado, ainda que disso dependa o seu bem mais precioso: o (seu) tempo.

3. Dá-lhe um sentido de propósito

Um dos pressupostos do trabalho voluntário é não ser monetariamente compensatório, logo a escolha da atividade à qual vai dedicar o seu tempo deverá apelar diretamente ao seu coração e reger-se pelos seus interesses, claro.

Dar um sentido e direção à sua vida através desta prática vai com certeza aproximá-la bastante do significado de felicidade.

4. Melhora a sua saúde física e mental

A comunidade científica associa, em diversos estudos, o tempo despendido ao serviço do outro com benefícios ao nível do cuidado com o corpo e mente, nomeadamente: pressão arterial mais baixa (sendo a hipertensão responsável por varias doenças cardiovasculares); aumento da longevidade, melhor gestão de condições crónicas, fortalecimento do sistema imunitário, redução do stress, ansiedade e até depressão e ainda uma melhoria do humor e satisfação com a vida.

5. Ajuda na construção da sua autoconfiança e autoestima 

Fazer o bem em prol do outro e da comunidade dá-lhe uma sensação de realização dificilmente replicada.

Ao testar novas experiências, com pessoas que desconhece e até em culturas e lugares distintos estará a criar uma visão mais positiva da sua própria vida e em consonância com os seus objetivos. Isto é válido mesmo para adolescentes, como mostra a ciência.

6. Conecta-a com o outro de uma forma ímpar

Praticar voluntariado vai, sem dúvida alguma, afastá-la da solidão. Não se trata só de conhecer pessoas novas, mas antes pessoas com quem normalmente não teria uma ligação se não fosse por este objetivo e paixão em comum.

Estabeleça relações com pessoas de diferentes grupos etários, sociais ou étnicos. Dê-se por inteiro.

7. Possibilita-a a adquirir novas competências

Ao embarcar numa aventura destas, quer tenha noção ou não, estará, invariavelmente, a treinar novas habilidades que lhe poderão ser úteis tanto no campo pessoal como profissional.

Poderá aperfeiçoar as suas competências em áreas como o trabalho de equipa, resolução de problemas, liderança, comunicação, planeamento, organização, entre outras tantas.

8. É uma forma de se envolver em pleno na comunidade

Seja a comunidade onde vive ou outra que lhe seja mais remota, quer por razões socioeconómicas quer pela distância geográfica.

Vai poder imergir nas vivências, hábitos, crenças e formas de estar dos residentes locais, o que lhe dará uma perspetiva alargada do país onde esteja. Do mundo, na verdade. Uma troca cultural sem precedentes.

9. Vai poder inspirar os outros

A rotina diária instalada nas nossas vidas precisa de heróis que façam a diferença e abanem o nosso mundo de quando a quando. Ser voluntário é isso mesmo, ser o mundo para alguém, um herói dos tempos modernos.

Ao tomar a decisão consciente e com a responsabilidade adjacente de enveredar por este caminho de entrega, estará a inspirar outros à sua volta, nomeadamente amigos e família que lhe podem seguir as pisadas, contribuindo para um mundo global mais próspero.

10. Vai alargar a sua visão do mundo

Há quem diga que as pessoas são o coração do voluntariado e poder viajar (mesmo dentro do seu bairro) uma das principais benesses de ser voluntário.

A verdade é que ambos são razões por si só mais do que suficientes para que saia de casa e explore um mundo que a espera, e mais do que tudo, que está a precisar de si. Vai ver que a sua perceção da realidade se alterará por completo.

Últimos