Ficar em casa o dia todo não é preguiça – é saudável!

Hoje não lhe apeteceu sair? Não tirou o pijama, fez uma maratona de filmes e acabou de ler o livro que estava há meses na mesa de cabeceira. Não está deprimida. Os especialistas dizem que ficar em casa durante o dia é o “novo sair”.

As suas amigas vão tomar um brunch no novo café da moda. Passeiam ao pé do rio e vão ao cinema durante a tarde. “Cortes”, “Estás deprimida?” e “O que é que se passa, posso ajudar?”, são algumas das SMS que caem na caixa de entrada do seu telemóvel ao longo do dia. Porquê? Porque decidiu ficar em casa.

Mas, afinal, por que não aproveitou o dia de sábado? Não está triste, o trabalho corre bem e até foi elogiada durante a semana. Simplesmente preferiu passar o dia com roupa de andar por casa e aproveitar para ter o seu tempo!

Ficar em casa o dia todo (agora) é saudável. Mas ocupe o seu tempo

Sabe que mais? Os especialistas estão consigo. De acordo com o site Well + Good, ficar em casa um dia inteiro é mesmo o “novo sair”. Ruby Warrington, terapeuta, explica mesmo que “se antes ficar em casa poderia ser sinal de depressão, agora já não. Estamos muito mais conscientes de como as nossas escolhas de estilo de vida afetam a nossa noção geral de bem-estar”.

 Estamos muito mais conscientes de como as nossas escolhas de estilo de vida afetam a nossa noção geral de bem-estar.

E o que fez para existir esta mudança de padrão? É simples. As pessoas começaram a perceber que, em casa, no conforto do lar, podem também fazer atividades que contribuem significativamente para a sua saúde… mental.

Ficar em casa é o “novo sair”.

Como aproveitar este momento?

 Praticar exercício físico. Se o ar livre é um bom impulsionador para o exercício físico, também em casa o podemos fazer em condições. Porque não acordar com alguns exercícios de ioga e, já na sala, depois de desviar a mesa de centro, continuar com exercícios específicos para certas zonas do corpo?

 Ver uma maratona de filmes. Todos os filmes contam uma história e há muitos que, sem dúvida, não podemos deixar de ver – nem que seja por nos tornarem mais ricas culturalmente. Assim, se não lhe apetece sair para ir ao cinema aposte numa maratona de filmes em casa;

 Experimentar receitas saudáveis. Tem frequentado vários restaurantes saudáveis e biológicos? Por que não se torna uma chef na sua própria casa e aposta em receitas que mantém a sua dieta variada e equilibrada?

 Pôr a leitura em dia. Quanto não vale termos algumas horas para devorar aquele livro que há tanto tempo “marina” na nossa mesa de cabeceira? Aproveite que vai ficar em casa para o fazer. Aqui também encontra as nossas sugestões de livros;

 Dizer adeus à tralha. Como já lhe dissemos muitas vezes, tem mesmo de dar outra vida a tudo aquilo que já não usa. Se lhe apetece ficar em casa aproveite para o fazer. Aqui encontra oito consequências de viver rodeada de tralha.

 

Conte-nos lá: é daquelas pessoas que adora passar um dia em casa? Como se ocupa?

Comentários

Ficar em casa o dia todo não é preguiça – é saudável!

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.