Cultura

41 livros para ler pelo menos uma vez na vida

Nesta lista vai encontrar os clássicos, sim, mas sobretudo uma seleção pessoal de toda a equipa da Saber Viver. Livros para ler hoje, amanhã e sempre, que nos marcaram a vida (e o coração), e que serão, em qualquer momento, uma boa recomendação de leitura.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
livros para ler uma vez na vida
Escrito por
Saber Viver
Jul. 17, 2019

Quando uma amiga lhe pede uma sugestão de um livro para ler, intemporal, qual é a primeira opção que lhe vem à cabeça?

Esta é uma lista que poderia nunca ter fim, mas demos-lhe um enquadramento particular, para limitar o scroll infinito. Fomos à procura dos clássicos literários de toda uma vida e, a esses, acrescentámos o nosso cunho pessoal.

Vasculhámos a memória até à infância para encontrar os livros que nos marcaram, as folhas que nos prenderam e as histórias que não esquecemos. E para si, qual é a obra que não pode mesmo faltar numa lista destas? Diga-nos!

Livros para ler hoje e sempre: autores portugueses

Os Maias, de Eça de Queirós


Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago


A Desumanização, de Valter Hugo Mãe


Flores, de Afonso Cruz


O Amor é Fodido, de Miguel Esteves Cardoso


O Vento Assobiando nas Gruas, de Lídia Jorge


Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa


Morreste-me, de José Luís Peixoto


A Mulher que Correu Atrás do Vento, de João Tordo


Santo Desejo, de Pedro Alçada Baptista


O Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos

Autores estrangeiros

Cem Anos de Solidão, de Gabriel García Marquéz


1984, de George Orwell


Capitães da Areia, de Jorge Amado


O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald


Sensibilidade e Bom Senso, de Jane Austen

 


Kafka à Beira-Mar, de Haruki Murakami


Os Miseráveis, de Victor Hugo


Mataram a Cotovia, de Harper Lee


O Paraíso na Outra Esquina, de Mario Vargas Llosa


O Tigre Branco, de Aravind Adiga


Harry Potter, de J. K. Rowling


O Velho que Lia Romances de Amor, de Luis Sepúlveda


Siddhartha, de Hermann Hesse


O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway (adaptação de Thierry Murat)


O Principezinho, de Antoine Saint-Exupéry


Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf


Sapiens – História Breve da Humanidade, de Yuval Noah Harari


O Diário de Anne Frank, de Anne Frank


Anna Karénina, de Lev Tolstoi

 


As Vinhas da Ira, de John Steinbeck


O Perfume, de Patrick Süskind


Servidão Humana, de Somerset Maugham


As Loucuras de Brooklin, de Paul Auster


A Insustentável Leveza do Ser, de Milan Kundera


As Aventuras de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll


O Deus das Pequenas Coisas, de Arundhati Roy


De amor e sombra, Isabel Allende


A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón


Amigos até ao Fim, de John le Carré


A Morte em Veneza, de Thomas Mann


Quantas destas obras já leu? Já pensou aderir aos livros digitais?

Últimos