© D.R.

Restaurantes saudáveis em Lisboa (e arredores) para visitar ao longo do ano

Nestas ementas, só entram ingredientes de qualidade, propostas repletas de sabor genuíno e adequadas a intolerâncias alimentares. Conheça os restaurantes saudáveis em Lisboa ideais para quem se preocupa com a alimentação (mesmo fora de casa).

Quantas vezes quer sair para jantar e não sabe onde ir? Se, ainda para mais, segue um estilo de vida saudável, então vai querer experimentar alguns destes restaurantes, com conceitos diferentes e pratos deliciosos.

Faça a sua checklist e vá riscando.

Restaurantes saudáveis em Lisboa

Local Your Healthy Kitchen

Não é novo, mas abriu num novo local em Lisboa, mais precisamente na zona de Santos. O conceito, esse, mantém-se: comida saudável sem fundamentalismos. Na ementa, encontram-se pratos sem lactose, sem trigo, vegetarianos e vegans e, na cozinha, não entram alimentos processados nem açúcares refinados. As sobremesas não contêm trigo nem lactose.

©Luís Ferraz

 

A grande novidade deste novo Local Your Healthy Kitchen são as ostras da ria Formosa e as poke bowls feitas com peixe marinado, como manda a tradição havaiana, e com base de arroz de sushi ou quinoa. Pode escolher os ingredientes da sua preferência ou então escolher uma da lista. Nós sugerimos-lhe a CBC (Citrus Basil Shrimps) com camarão, edamame, manga, pepino, rabanete, malagueta, vegetais, molho cítrico e basílico (11,70€).

Onde: Av. 24 de julho, 54B, Lisboa.
Quando: Aberto todos os dias, das 9h às 23h.


Água da Cascata

Abriu há dois anos, mas recentemente mudou de casa, sem mudar de localidade. A carta é feita na sua maioria com produtos biológicos e varia entre o sushi, feito preferencialmente com os peixes da costa nacional, tais como corvinas, sardinhas e carapaus, e os pratos vegetarianos. Estes partilham com o primeiro as algas, o arroz, a soja ou até mesmo o wasabi e o daikon.

© D.R.

 

O Água da Cascata Vai Correndo na Ribeira e Acaba no Mar continua a apostar na arte e nas plantas para a decoração. Tem serviço de takeaway. Preço médio: 15€.

Onde: R. Nunes dos Santos, Lote C R/C, São Pedro do Estoril.
Quando: De terça-feira a domingo, das 12h30 às 15h e das 19h30 às 24h.


Padaria da Esquina

Uma padaria que junta Vítor Sobral e Mário Rolando só poderia primar pela qualidade. Na nova padaria de Campo de Ourique, há pão (entre 0,30€ e 6€) que nos faz viajar ao passado, feito com produtos 100 por cento orgânicos, a partir de massa-mãe, um fermento natural que respeita a verdadeira natureza do pão. Pode escolher, entre outros, o alentejano, o escuro e a broa de milho.

© Jorge Simão

 

Na Padaria da Esquina o bom pão rivaliza com os queijos, a charcutaria e o vinho, que também lá são vendidos, bem como com alguns bolos típicos das pastelarias antigas. Os croissants à Porto (1,50€) – tão difíceis de encontrar em Lisboa – e as bolas de Berlim (1,30€) têm feito sucesso (e comer um de vez em quando não faz mal nenhum!). É também o local ideal para um almoço rápido: a sandes de rosbife com emulsão de mostarda e pickles (8€) é deliciosa.

Onde: R. Coelho da Rocha, 108, Lisboa.
Horário: De terça-feira a domingo, das 8h às 20h30.


Valdo Gatti

A nova pizaria do Bairro Alto tem como base uma cozinha sustentável feita com produtos orgânicos. A massa é leve e a sua elaboração com farinha biológica e levedura natural semi-integral demora no mínimo 48 horas. Na carta, existem 12 pizas, mais a do dia, havendo ainda a opção de cada cliente fazer a sua, podendo escolher entre quatro bases – Bianca (mozarela); Rossa (tomate); Verde (curgete e brócolos) e Margherita (tomate e mozarela).

© D.R.

 

Nós aconselhamos a Crudaiola Antonino (9,50€), que tem o nome do pizzaiolo e cujos ingredientes – abacate, tomate-cereja, rúcula, parmesão e mozarela – são crus. Mas a consciência ecológica não se esgota na ementa: na Valdo Gatti, não existem palhinhas de plástico e a lenha que alimenta o forno é resultado da limpeza das florestas. Além disso, cultivam-se ervas aromáticas em hidroponia e no pátio exterior há trepadeiras que tornam esta pizaria ainda mais verde, tal como o jardim de inverno.

Onde: R. do Grémio Lusitano, 13, Lisboa.
Quando: De domingo a quinta-feira, das 12h às 23h; sexta-feira e sábado, das 12h às 24h.


Clube Lisboeta

Abriu muito recentemente no Príncipe Real e tem como mote os ingredientes saudáveis e sazonais. Uma das suas grandes mais-valias é ter um brunch até às 17h, mas a sua carta tem muito mais para escolher. Serve todas as refeições do dia e os jantares e almoços aos fins de semana vêm de quatro cozinhas distintas, a saber Grécia, Tailândia, Brasil e Portugal. Por isso, tanto pode provar um pastel de nata salgado como uma moussaka de beringela.

© D.R.

 

Durante a semana, há um menu executivo (9€) de comida nacional e, à segunda-feira, o Clube Lisboeta não serve proteína de origem animal, uma iniciativa integrada no movimento mundial Meatless Monday. Como o nome indica, este restaurante é um clube e, como tal, os membros – basta descarregar a app Clube Lisboeta e obter o número de membro – são brindados com sugestões e atividades que se enquadrem na filosofia de bem-estar.

Onde: R. da Escola Politécnica, 84-90, Lisboa.
Quando: De segunda a quinta-feira, das 8h à 1h; de sexta-feira a domingo, entre as 9h e as 2h.


Erva

O novo restaurante sustentável de Lisboa tem um menu de almoço servido de quarta a sexta, entre as 12h30 e 15h30, que promete opções equilibradas e deliciosas em apenas 50 minutos. O conceito do Erva é trazer os alimentos diretamente de produtores locais até ao seu prato, sempre com qualidade e com um twist do chef executivo Carlos Gonçalves.

© D.R.

 

A carta muda todos os dias, uma vez que a cozinha está dependente dos produtos dos fornecedores locais, mas promete sempre uma seleção de carne, peixe, legumes e fruta. Neste menu, conte com couvert, prato principal, sobremesa, café e uma bebida à escolha. O preço é de 18€

Onde: Av. Columbano Bordalo Pinheiro, 105 Lisboa.
Quando: De quarta-feira a domingo, das 12h30 às 15h30 e das 19h à 1h.


Já foi a algum destes restaurantes saudáveis em Lisboa? Veja ainda outras sugestões para ir jantar fora.

Mais sobre espaços e lojas

Comentários

Restaurantes saudáveis em Lisboa (e arredores) para visitar ao longo do ano

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.