© Thinkstock

Tem o cabelo pintado? Aqui estão 10 dicas para cuidar dele

Sempre que pensamos em alterar a cor natural das nossas madeixas, é inevitável passarem-nos pela cabeça – neste caso, pelos cabelos – os prós e contras deste tipo de manipulação. Saiba que cuidados deve ter para prolongar o tom escolhido  e manter a saúde dos fios.

Não existe melhor sensação do que a de sair do cabeleireiro com o cabelo acabado de pintar. Quer se trate de uma alteração subtil ou de uma mudança radical, é sempre um processo divertido e que faz bem ao ego.

Contudo, os danos que a coloração provoca e a manutenção a que obriga são muitas vezes motivo de desistência… Pontas espigadas, cabelo seco, estragado e descolorado são condições bem conhecidas de quem costuma alterar a cor.

Proteção e hidratação são alguns dos cuidados básicos que deve ter em conta para salvar as suas madeixas de situações de emergência e mantê-las brilhantes durante mais tempo. Este é o guia de sobrevivência da cor que deve ter sempre à mão.

ADN capilar

Quando alteramos a cor natural, a estrutura dos fios capilares é oxidada com peróxido de hidrogénio. No início do processo de coloração, o esqueleto do cabelo é aberto através de amoníaco para que o oxidante penetre no interior do mesmo e remova os pigmentos da cor natural, aclarando os fios.

O corante é constituído por pequenas moléculas que entram no interior do cabelo. Quando isto acontece, desencadeia-se uma reação química que permite desenvolver a nova cor. Ao introduzirmos tantos químicos no ADN capilar, este enfraquece e fica mais baço. Mas não existem motivos para alarme! Basta ler com atenção as seguintes instruções para ficar uma perita em cuidar do cabelo pintado.

10 dicas para cuidar do cabelo pintado

1. Prepare o cabelo

Antes da coloroção é fundamental nutrir e hidratar o cabelo. Utilize máscaras e condicionadores e evite abusar do secador. Mantenha o cabelo livre de impurezas para uma melhor adesão da tinta.

2. Não lave logo

Quando pintar espere pelo menos 48 horas para lavar os fios. O ideal será aguentar até três ou quatro dias sem água nem champô. Isto porque dará à cor mais tempo para se revelar.

3. Escolha produtos indicado para si

Em casa, use cuidados que impeçam que a cor esbata. Para Corinne Bourgela, diretora de marketing internacional de René Furterer, evite produtos com álcool e sulfatos para permitir que a cor fique mais luminosa durante mais tempo.

“No caso dos cabelos cujo desbotar não é uma preocupação (como alguns loiros e cabelos grisalhos), pode procurar produtos com sulfatos, até porque sulfatos doces trazem uma cor mais amarela e brilhante aos cabelos loiros e os pigmentos roxos neutralizam os reflexos amarelos”.

4. Use a máscara certa

Quer tenha o cabelo danificado ou não, é importante incorporar máscaras na sua rotina. Não só para manutenção, mas também para garantir cores saudáveis e brilhantes.

© Thinkstock

 

5. Utilize água fria

As lavagens com água quente levantam as cutículas da camada externa do cabelo, originando perda de humidade e cabelo frisado. Deve enxaguá-lo com água fria de forma a selar as cutículas, controlar o aspeto frisado e definir a cor.

6. Mantenha uma distância de segurança

Se não consegue abdicar do secador, mantenha-o a 15 centímetros do cabelo. Tente reduzir o uso de ferramentas de styling, pois contribuem para o desvanecimento da cor. Deixe-o secar ao ar ou experimente apanhados. Quando não for possível, aplique um protetor de calor primeiro e opte por um ferro com placas de cerâmica.

7. Corte regularmente

Para um cabelo forte e saudável, este deve ser cortado com alguma frequência. Se o fizer a cada dois meses, evita pontas espigadas, enfraquecimento e quebra do cabelo. Além de que irá melhorar consideravelmente o aspeto do mesmo.

© Thinkstock

 

8. Atenção ao que come

‘Somos aquilo que comemos’ e isso reflete-se na aparência da pele, unhas e cabelo. Siga uma alimentação rica em ferro – carne, peixe, ovos –, um dos maiores fortificantes capilares, e não esqueça a vitamina A – presente na cenoura, pimento ou batata-doce –, que dá brilho ao cabelo e hidrata o escalpe.

9. Cuidado com o sol

A exposição direta ao sol e raios UV não só prejudica as madeixas, como também desbota a cor. O sol aclara naturalmente o cabelo e quebra as ligações químicas presentes na tinta. Para evitar que tal aconteça proteja-se com chapéus ou sprays.

10. Lave menos vezes

Se apresenta pontas secas e quebradiças, uma das melhores formas de as combater é lavando o cabelo com menos frequência. As lavagens removem o óleo natural produzido pelo couro cabeludo, essencial para nutrir as extremidades danificadas.


Tem o cabelo pintado? Se o seu cabelo é fino, aprenda a tratar dele.

A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 220, outubro de 2018
Mais sobre cabelos

Comentários

Tem o cabelo pintado? Aqui estão 10 dicas para cuidar dele

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.