Dinheiro

À procura do melhor cartão de crédito? Escolha um destes quatro

O melhor cartão de crédito é aquele que lhe permite ter um reembolso das suas despesas, mas não só. Conheça os quatro cartões com cash-back mais vantajosos.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
melhor cartão de crédito
Vanessa Pina Santos
Escrito por
Vanessa Pina Santos
Mar. 29, 2019

A Luísa, que gasta em média 2.000€ por mês, poderia estar a poupar cerca de 404€ por ano se tivesse escolhido um dos cartões que analisámos.

Para eleger o melhor cartão de crédito, há que ter em conta vários indicadores. Além das taxas de juro, comissões e modalidades de pagamento, há outros elementos que podem não estar totalmente implícitos.

Se não tivermos a literacia financeira suficiente, podemos facilmente ser enganadas e, de repente, aquele cartão de crédito que parecia bom passar a ser o nosso maior pesadelo.

Para a ajudar nesta escolha, selecionámos os quatro cartões de crédito mais vantajosos e falámos com quatro mulheres para tentar perceber como fazem uso deste tipo de pagamento.

Qual é o melhor cartão de crédito? Eis o Top4

Existem mais de 200 cartões de crédito no mercado português. Muitos deles oferecem vários descontos que funcionam à base de acumulação de pontos, que podem ser trocados por produtos ou outro tipo de benefícios. Normalmente, as condições para ter acesso a essas vantagens costumam ser restritas.

Chegamos a esta curta lista de cartões devido aos seus custos reduzidos e às vantajosas taxas de desconto, mas não só. Também porque reúnem um conjunto de condições que os tornam flexíveis e adaptáveis ao estilo de vida de qualquer pessoa.

1. BankinterCard Gold – A maior taxa de desconto do mercado

Se é shopaholic, o melhor que tem a fazer é ficar longe deste cartão. Porquê? Oferece-lhe uma taxa de reembolso de 5% em todas as suas compras, no máximo de 10€ por mês, até 120€ por ano. Porém, como tudo o que é bom acaba rápido, este desconto termina após 12 meses.

Anuidade ou outros custos por ano: 0€

Compras fora do Espaço Económico Europeu (EEE): 2,81%

Adiantamento a crédito em caixas automáticas no EEE: 3,11€ + 4,15%

Compras em gasolineiras: 0€

Taxa anual de encargos efetiva global (TAEG): 16,6%

 2. Cofidis – Escolha entre 1% ou 2% de reembolso

O cartão de crédito da Cofidis disponibiliza duas opções: a de 1% de desconto em compras, com um limite máximo de 100€ por ano, e a de 2% de desconto, com um limite máximo de 200€ por ano, se subscrever a modalidade “Mais por 1€”.

Além disso, por mais 1€ mensal, pode levantar ou transferir dinheiro para a sua conta à ordem, sem que lhe seja cobrado qualquer tipo de imposto. E, ainda, usufruir de um plano de saúde para o agregado familiar com cobertura dentária.

Anuidade ou outros custos por ano: 0€/12€ (Mais por 1€)

Compras fora do EEE: 3,12%/0€

Adiantamento a crédito em caixas automáticas (ATM) no EEE: 3,12€ + 3,64%/0€

Compras em gasolineiras: 0€/0€

TAEG: 16,6%

 3. Black Cetelem – Poupe 3% em alimentação e combustível

Com o cartão Black da Cetelem vai conseguir obter um desconto de 3% nas despesas feitas em supermercados, hipermercados, gasolineiras e restaurantes de até 100€ por ano. Mas só nestas.

Ao contrário dos restantes cartões, este tem um custo de 0,31€ por mês pelo débito bancário de amortização da dívida.

Anuidade ou outros custos por ano: 3,74€

Compras fora do EEE: 2,81%

Adiantamento a crédito em ATM no EEE: 3,02€ + 4,11%

Compras em gasolineiras: 0,50€

TAEG: 16,6%

 4. Affinity Card – Poupe nas suas compras no grupo Inditex

Se a Zara é a sua perdição, o Affinity Card pode ser o cartão de crédito ideal para si. Além de ser isento de anuidade e comissões, oferece um desconto de 2% nas compras em lojas do grupo Inditex e de 10% no primeiro pagamento. Poderá ainda usufruir de 1% de desconto em compras noutros estabelecimentos aderentes MasterCard.

Além disso, com este cartão vai ser a primeira a saber quando começam as promoções ou os saldos deste grupo.

Anuidade ou outros custos por ano: 0€

Compras fora do EEE: 0,26%

Adiantamento a crédito em ATM no EEE: 1,56€ +3,46%

Compras em gasolineiras: 0€

TAEG: 16,1%

Caso prático de quatro mulheres

Passando da teoria à prática, vejamos então a situação da Soraia, Ana, Fátima e Luísa, que utilizam cartões de crédito com alguma regularidade e pagam a totalidade da despesa sem juros. Esta análise foi feita com base no valor que cada uma delas gasta em crédito por mês.

Duas das mulheres tinham conhecimento dos cartões com cash-back e outras duas não. Porém, todas admitiram que utilizam o cartão de crédito sempre que conseguem obter alguma mais-valia, como por exemplo, pontos ou descontos.

Fique a saber quanto é que estas mulheres poderiam poupar se optassem por um dos quatro cartões mencionados acima.

Gastos superiores a 70 euros

Soraia 

Cartão atual: Caetano Retail do Cetelem
Proposta: Cofidis ou Affinity Card

A Soraia utiliza o seu cartão de crédito sobretudo para acumular pontos e para pagar as manutenções do carro de uma forma mais leve. Considera que é uma ferramenta útil para viagens ao estrangeiro e para gerir o orçamento mensal quando surgem despesas extra.

Gasta cerca de 80€ por mês com ele, para pagar as prestações da Bimby e comprar os bilhetes de avião.

Se optasse pelo Affinity Card ou pelo cartão da Cofidis, Soraia pouparia apenas 9,60€ por ano.

Ana 

Cartão atual: Millennium bcp Go
Proposta: Bankintercard Gold, Cofidis “Mais por 1€” ou Affinity Card

A Ana escolheu o cartão Millennium bcp Go por estar isento de comissões. Utiliza-o duas vezes por mês, gastando cerca de 150€ em bilhetes para concertos, viagens ou mobiliário.

O Bankintercard Gold seria o melhor cartão de crédito para esta situação, com uma poupança de 90€ anuais. No entanto, como já foi referido, o desconto de 5% termina ao fim de um ano.

A segunda melhor opção para a Ana seria o cartão de crédito Cofidis na modalidade “Mais por 1€”, com uma poupança de 24€ por ano. Se optasse pelo Affinity Card, este valor diminuiria para os 18€.

Gastos superiores a 1500 euros

Fátima 

Cartão atual: Activobank Classic
Proposta: Cofidis “Mais por 1€”

Nem todos os meses a Fátima recorre ao cartão de crédito, mas quando o utiliza, costuma gastar cerca de 3.000€ por mês em viagens, material informático e propinas. O ActivoBank Classic tem a vantagem de acumular pontos que podem depois ser trocados por descontos em várias lojas, como por exemplo, a FNAC ou a Zara.

Para esta situação o melhor cartão de crédito seria o Cofidis na modalidade “Mais por 1€”, levando a Fátima a poupar cerca de 108€ anuais.

Luísa 

Cartão atual: Unibanco Life
Proposta: Black Cetelem, Affinity Card, Cofidis “Mais por 1€”

A Luísa utiliza o cartão de crédito de forma regular, várias vezes por semana. Escolheu o Unibanco Life por estar isento de anuidade, por não estar associado a nenhuma conta bancária e porque oferece pontos que revertem em prémios ou vouchers. Além disso, considera que a utilização do cartão de crédito lhe permite uma melhor gestão das despesas mensais.

O gasto médio mensal familiar, em crédito, ronda os 2.000€. “Utilizo o cartão em tudo o que possa ser pago por este meio, como, supermercado, combustível, roupas e calçado, artigo desportivos, viagens, hotéis, refeições em restaurantes que aceitem cartão de crédito e pagamento de verbas mais avultadas, associadas a comparticipações (por exemplo, uma cirurgia)”, explica Luísa à Saber Viver.

Supondo que os cerca de 2.000€ eram divididos por três secções:

• 667€ mensais para as despesas em supermercado, restaurantes e combustível;
• 667€ mensais para roupa e calçado;
• 667€ para outras despesas, como por exemplo, viagens.

Se utilizasse o cartão Black Cetelem para as despesas em supermercado, restaurantes e combustível, a Luísa conseguiria poupar 96,26€ anuais. Relembramos que o reembolso máximo permitido por este cartão é de 100€/ano, aos quais deduzimos 3,74€ de eventuais custos.

Se gastasse 667€ em roupa e calçado, com o cartão Affinity poderia obter 2% de desconto em todas as lojas do grupo Inditex. Isso permitia-lhe uma poupança de 160,08€ anuais.

Para as restantes despesas, com o cartão Cofidis “Mais por 1€”, conseguiria arrecadar mais 148,08€ anuais.

Ao todo, a Luísa poderia poupar cerca de 404,42€ por ano. Um valor muito acima do que parece ganhar com o benefício dos pontos e dos vouchers, que representa cerca de 1% das despesas realizadas (240€ anuais).


Tem algum destes cartões? Saiba agora qual é a melhor conta-poupança.

Últimos