Saúde

3 conselhos essenciais para prevenir a diabetes tipo 2

Em 2017, cerca de 425 milhões de adultos convivia com esta doença diariamente. Estima-se que, em 2045, este número aumente para os 629 milhões, sendo esta uma tendência crescente na maioria dos países do mundo. No entanto, a diabetes tipo 2 pode ser evitada.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
3 conselhos essenciais para prevenir a diabetes tipo 2
© Getty Images
Vanessa Pina Santos
Escrito por
Jan. 08, 2020

Em Portugal, “cerca de 11,7% da população adulta tem diabetes e 22,3% tem pré-diabetes”, diz-nos Joaquim Garcia e Costa, endocrinologista no Hospital CUF Infante Santo e na Clínica CUF Almada. Portanto, 34% da população é afetada por esta patologia.

É sabido que não existem medidas de prevenção para a diabetes tipo 1, uma vez que o pâncreas deixa de funcionar totalmente e de produzir a insulina necessária para controlar a glicose no sangue. Contudo, a diabetes tipo 2 pode ser evitada através de um estilo de vida baseado numa alimentação saudável e na prática regular de exercício.

De acordo com a Federação Internacional da Diabetes (FID), 352 milhões de pessoas estão em risco de desenvolver este tipo de diabetes, número que só poderá ser reduzido caso o estilo de vida moderno seja alterado.

O primeiro passo para a prevenção é a monitorização do estado de saúde através da realização de análises de rotina. Isto porque “a diabetes mellitus tipo 2 pode manter-se silenciosa durante muito tempo – largos meses ou mesmo anos”, afirma o endocrinologista.

“Em Portugal, 43,5% dos doentes desconhecem que sofrem da doença, ficando em elevado risco de evolução das complicações”, explica.

3 conselhos essenciais para prevenir a diabetes tipo 2

1. Alimentação em primeiro lugar

A Federação Internacional da Diabetes (FID) faz uma série de recomendações para ter uma alimentação saudável e prevenir a diabetes. Ora veja.

Comer, pelo menos, três porções de vegetais todos os dias (incluindo os de folhas verdes);
Para o lanche, opte por nozes, uma peça de fruta ou um iogurte sem açúcar;
Evite o consumo de bebidas alcoólicas;
Opte pelo pão, arroz e massa integral;
Prefira a carne branca à carne vermelha ou processada;
Ingira gorduras insaturadas (azeite e óleo de girassol) em vez das saturadas (óleo de coco e de palma, manteiga ou gordura animal).

2. Afaste-se do açúcar

Seguir uma dieta saudável é importante para manter ou atingir um peso considerado normal de acordo com a estatura da pessoa em questão.

Joaquim Garcia e Costa destaca o apoio nutricional como uma ajuda fundamental para os doentes com diabetes. “A hiperglicemia, em alguns casos, pode mesmo regredir quando se atinge um peso normal”, esclarece o endocrinologista.

A FID alerta para o consumo de açúcar, apontando-o como um dos principais responsáveis pelo aumento da obesidade e da diabetes tipo 2 (leia o nosso desafio de 15 dias sem açúcar). Neste sentido, recomenda trocar os sumos de frutas, os refrigerantes e as bebidas açucaradas pela água, café ou chá.

3. Não se esqueça do exercício

Outro aspeto importante para evitar a diabetes é combater o estilo de vida sedentário, “programando um esquema de atividade física frequente, como caminhadas diárias de 20 a 30 minutos, mesmo que divididas por dois períodos”, refere Joaquim Garcia e Costa.

Nos dias de hoje, já não existem desculpas para se ter uma vida sedentária. São várias as atividades físicas que não pressupõem idas ao ginásio e até aplicações de desporto, como a 7 Minute Workout ou a Workout Diary, que lhe permitem fazer um plano de treino ao seu gosto (estas são as 9 melhores apps de fitness para preguiçosas).

A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 234, dezembro de 2019.

Últimos