© GETTY IMAGES

7 formas de rentabilizar a sua casa

Sabia que pode tirar mais partido da sua casa sem ter de a vender? Aqui ficam algumas sugestões.

Talvez não saiba, mas há várias formas de fazer render a sua casa (ou algum espaço que não utilize). Damos-lhe algumas dicas para ganhar algum dinheiro com o seu lar, de forma segura.

7 formas de rentabilizar a sua casa

1. Torne-se anfitriã

A economia da partilha – a ideia de partilhar bens e serviços – veio para ficar e, hoje em dia, plataformas como o Airbnb vieram facilitar o arrendamento de imóveis a turistas e assim ganhar algum dinheiro extra.

O registo é fácil, gratuito e só tem de escolher que parte da casa quer arrendar (um quarto ou a casa na totalidade), qual o preço que quer cobrar por dia e quais as datas disponíveis.

O Airbnb cobra 3% do preço que o proprietário cobrar, sendo que por dia o arrendamento de uma casa no centro da capital pode variar entre os 50 e os 150 euros, dependendo da área do imóvel, da época do ano e da sua localização.

Mas se está preocupada em receber estranhos no seu canto, fique a saber que pode ler e avaliar os comentários que outros proprietários deixaram ao hóspede que se prepara para receber. Mas atenção que nem tudo são facilidades.

Além de ter de assegurar o check-in e check-out dos hóspedes – e de estar disponível para alguma eventualidade –, tem ainda de garantir que a casa está limpa sempre que recebe um novo hóspede.

Já a nível de burocracias, para arrendar a casa através do Airbnb, o imóvel tem de estar registado na Câmara Municipal de Lisboa como Alojamento Local e o número de registo tem de constar no anúncio do Airbnb. Também tem de passar recibos do valor que recebeu por cada estadia e comunicar os dados de cada hóspede ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Confuso? Pode sempre recorrer a uma empresa de gestão de alojamento local.

2. Partilhe a sua experiência

Se tem mão para a cozinha e sabe preparar como ninguém pratos tradicionais portugueses ou se o seu forte é aquela tarte de pastel de nata à qual ninguém resiste, por que não partilhar esses dotes culinários com o mundo? Recentemente, o Airbnb lançou uma plataforma de experiências – Airbnb Experiences – que permite conhecer novas pessoas e partilhar o que sabe fazer de melhor com o mundo.

airbnb experiences

Esta é também uma forma de rentabilizar a sua cozinha, já que pode oferecer jantares temáticos ou dar a provar sobremesas deliciosas a quem quer descobrir mais sobre a nossa gastronomia.

Basta pensar um pouco na experiência que gostaria de partilhar, inscrever-se no site, definir o preço por pessoa, a quantidade máxima de pessoas por experiência e os dias em que está disponível. Depois basta gerir a sua agenda de acordo com as solicitações.

3. Arrende aquele espaço vazio

Se tem uma loja ou um espaço vazio que quase já nem se lembra que existe, então está na altura de o colocar a render. Existem plataformas que procuram estes espaços vazios para lhes dar uma nova vida como a Yoochai, uma plataforma que coloca em contacto proprietários com possíveis clientes à procura de espaços para instalar espaços pop-up ou de retalho.

arrendar espaco vazio

Aqui pode registar o seu espaço de forma gratuita, definir o que quer ganhar por dia, semana ou mês, bem como as datas de check-in e check-out. Já o pagamento e os detalhes legais são assegurados pela plataforma.

4. Dê uma nova vida ao sofá

Neste caso não se trata de enriquecer financeiramente, mas socialmente. Como? Conhecendo pessoas do mundo inteiro sem ter de sair de casa.

O Couchsurfing é uma comunidade online de pessoas dos quatro cantos do mundo que disponibilizam o seu sofá a estranhos sem cobrar nada por isso.

disponibilizar o sofa a estranhos

O objetivo é social, pois é uma forma de conhecer pessoas de outras culturas e fazer amigos no mundo inteiro. Para se tornar couchsurfer, basta registar-se no site da comunidade – que conta já com quatro milhões de utilizadores – e responder a algumas perguntas sobre a sua vida.

Depois disso, pode incluir as suas regras e restrições. Mas será seguro? A plataforma tem uma grande preocupação com questões de segurança e todos os membros têm um perfil onde contam um pouco a sua história. Também pode ler os comentários que outros membros deixaram sobre a pessoa que se prepara para receber.

5. Jante com desconhecidos

E se convidasse três ou quatro estranhos para jantar em casa e ainda ganhasse dinheiro com isso? Este é o segredo por detrás da TastePlease, a rede social que faz com que receba em casa perfeitos desconhecidos para jantar.

tasteplease

A menos que seja mais para o introvertido e prefira fazer as suas refeições em paz e sossego, esta pode ser uma forma de conhecer novas pessoas e ganhar algum dinheiro extra, fazendo aquilo de que mais gosta: cozinhar e conviver. Pode inscrever-se na plataforma como anfitrião ou convidado, criar um perfil e um evento onde revela a ementa, o número de vagas, a localização e, claro, o preço por pessoa. A plataforma cobra uma comissão de 6 por cento em cada reserva.

6. Carregue trotinetas

Por certo já reparou na invasão das ruas de Lisboa por trotinetas elétricas que prometem alterar os hábitos de mobilidade dos lisboetas. O que pode não ter conhecimento é que a Lime – empresa que gere as trotinetas – oferece dinheiro a quem as levar para casa para carregar.

Para ser Juicer – o nome dado pela marca a quem se dedicar a esta tarefa – basta fazer o registo no site e levar as trotinetas para casa, depois das 21h, para serem recarregadas durante a noite e deixadas na rua de manhã. Apesar de o site não falar em valores, em Espanha o valor pode ir dos 100 aos 200 euros por dia.

7. Arrende a casa a estudantes

A fórmula é antiga, mas continua a funcionar (ainda mais agora, que a procura é muita e a oferta escassa, ou melhor, com preços demasiado altos): arrendar quartos ou a casa (veja ainda o tutorial completo sobre arrendamentos) na totalidade a estudantes universitários.

Se gosta da ideia, mas não tem paciência para as burocracias, pode inscrever o imóvel na Uniplaces, um portal internacional que já se tornou uma referência no alojamento universitário e que aposta no arrendamento online.

Assim que o inquilino pagar a reserva, é feita a dedução da comissão da Uniplanes e o dinheiro é transferido para o senhorio 48 horas depois. A plataforma responsabiliza-se pelo pagamento da renda do primeiro mês, sendo os restantes pagamentos feitos pelo inquilino diretamente ao proprietário.


Já conhecia todas estas formas de rentabilizar o seu lar?

A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 222, dezembro de 2018.
Mais sobre dicas

Comentários

7 formas de rentabilizar a sua casa

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.