#desafioaceite. Tentei fazer o jantar em 15 minutos durante uma semana (e foi isto que aconteceu)

Será que é mesmo possível cozinhar uma refeição quase no mesmo tempo que um ovo precisa para cozer? Tive uma semana para testar, saiba como correu.

#desafioaceite é uma rubrica que tem como objetivo mostrar como podemos desafiar-nos a nós próprias, explorando situações fora da zona de conforto. Este desafio também pode ser seu. Partilhe connosco a sua experiência.

Nunca tinha estado na cozinha contra-relógio, aliás, a única situação contra-tempo que envolvia comida na minha vida era a corrida da sopa para ver quem acabava mais rápido, que eu e os meus irmãos fazíamos quando éramos pequenos. E como devem imaginar, não me deixou minimamente preparada para este desafio.

Em minha casa, quem costuma cozinhar sou eu. O Tomás, meu marido, vai ajudando noutras coisas como pôr a mesa ou tirar a loiça da máquina. Ah, e também me descasca os alhos porque eu detesto essa parte e ponho alho em (quase) tudo.

Outra coisa que devem saber sobre mim é que não uso balança, faço tudo a olho e acho que nunca sigo uma receita à letra. Nesta experiência, as receitas serviram mais como base.

Spoiler: este desafio não é para quem gosta de cozinhar. Também não é para quem gosta de acabar de fazer o jantar e ter a cozinha arrumada. Nem para aquelas pessoas que gostam de experimentar coisas novas e dar oportunidade a receitas diferentes. O objetivo deste desafio é fazer um jantar rápido.

Antes de começar

Quando aceitei este desafio não tinha ainda noção do trabalho que me ia dar. Mas é importante saberem que existiu bastante preparação:

receitas 15 minutos

 Fiz um plano para a semana em que defini todas as receitas para cada dia, assim consegui ter uma visão geral da semana e garantir que as receitas eram variadas (não vale comer saladas frias todos os dias);

• E fiz uma lista de ingredientes para a semana e fui uma única vez ao supermercado.

Para além disso, estas foram as regras que defini para mim própria para cada dia:

• O tempo começava a contar depois de ter os ingredientes e utensílios todos reunidos na bancada;

• As refeições tinham de dar pelo menos para 2 pessoas – o ideal seria 4 doses, para termos almoço no dia a seguir;

 Obviamente não podia ter ajuda durante todo o processo.


Dia 1

Frango com espargos e tomate

frango com espargos e tomate

Já sinto que vai ser uma corrida e ainda nem comecei. Sinto um certo nervosismo, como se fosse fácil falhar.

Escolhi um prato simples para o primeiro dia, isto porque não é preciso receita e parece-me uma refeição equilibrada. Mas, afinal, os espargos nunca mais cozinhavam!

Tempo: 15’00’’

Veredicto: Foi por pouco! No fundo, dei por terminado assim que o alarme tocou, mas consegui fazer o jantar dentro dos 15 minutos.

Dica do dia: Cortei o frango em pedaços mais pequenos para ser mais rápido a sua fritura e tapei a frigideira para a acelerar a cozedura dos legumes. Polvilhei o frango com sementes, mas é opcional.


Dia 2

Camarões e brócolos com arroz

camaroes e brocolos com arroz

Os camarões foram escolhidos por serem super rápidos de cozinhar, e também bastante versáteis. Decidi juntar brócolos por serem um legume que tenho sempre em casa e posso comprar congelado.

Costumo aquecer água numa chaleira elétrica e regar os brócolos mesmo antes de os cozinhar. Os camarões foram diretamente do congelador para a frigideira.

É o segundo dia e já vi que a hora do jantar vai ser sempre um momento de stresse.

Tempo: 15’03’’

Veredicto: Muito bom! Os meus brócolos ficaram quase num “pesto”, devo ter abusado no banho de água a ferver que lhes dei, mas a consistência resultou e o sabor ficou ótimo.

Dica do dia: O tempo depende muito do arroz e da quantidade que fazemos. Eu fiz o que chamo de “arroz à preguiçoso” – o refogado é feito com alho seco (também existem opções com cebola e alho no mesmo frasco) e a água é posta a aquecer na chaleira para acelerar o processo. A verdade é que só assim foi possível terminar no tempo previsto.


Dia 3

Nasi goreng

nasi goreng

Este é um dos pratos “da casa”, faço-o muitas vezes. Eu e o meu marido gostamos de comida de inspiração asiática e este não só permite usar arroz que tenha sobrado como é uma forma deliciosa de comer os legumes que tenha em casa.

Atenção: esta receita só é possível em 15 minutos se o arroz já estiver cozinhado!

Tempo: 14’57’’

Veredicto: Não desiludiu, como sempre. Neste dia fiz uma versão vegetariana, mas pode acrescentar frango ou camarões.

Dica do dia: Este prato deve ser servido com um ovo estrelado em cima (mais uma dose de proteína). Eu só não pus porque não tinha ovos em casa, mas garanto-lhe que consegue fazer tudo dentro dos 15 minutos.

Para o fazer ainda mais rápido, pode recorrer a uma mistura de legumes asiáticos que existe na zona dos congelados! Eu costumo usar tanto legumes congelados como frescos, o importante é dar vazão ao que temos em casa.


Dia 4

Sopa tailandesa de caril

sopa tailandesa de caril

Decidi incluir uma sopa neste #desafioaceite, um caldo tailandês com noodles e frango. Pareceu-me uma refeição bastante completa.

Tempo: 14’53’’

Veredicto: Nailed it! Só quero partilhar esta receita com toda a gente de tão boa que é.

Dica do dia: Não vai precisar de usar o leite de coco todo. Aproveite e congele o que sobra – eu ponho em cuvetes de gelo e depois de sólido passo para sacos de congelação.

Os noodles que usei funcionaram às mil maravilhas, comprei num supermercado asiático no Martim Moniz.


Dia 5

Salada fria italiana

salada fria italiana

Quis dar alguma emoção ao dia da salada fria e, por isso, escolhi uma com uma base de massa.

Para esta salada deveria ter comprado espinafres frescos, mas como já estou habituada trouxe só os congelados, e foram esses que usei. No fim, acabou tudo por resultar.

Tempo: 15’19’’

Veredicto: Distraí-me e devia ter começado por pôr a massa a cozer. Foi isso que me atrasou no final, porque tive de esperar pela massa. Contudo, a salada ficou muito boa e vou com certeza repetir.

Dica do dia: Para quem tem prática, picar a cebola com uma faca é um processo rápido. Eu recorro sempre ao copo da minha varinha mágica, até no dia a dia.


Dia 6

Pad thai vegetariano

pad thai vegetariano

Esta receita prometia uma refeição multicolorida e repleta de vegetais em 15 minutos. Mas neste dia falhei muitas vezes, a começar pelos noodles, porque usei os que tinha utilizado na sopa tailandesa.

Certifique-se que usa noodles para pad thai (são ligeiramente mais grossos ou mais largos que aqueles que eu tinha).

Tempo: 17’49’’

Veredicto: Um falhanço completo, não volto a repetir! Ainda precisei de mais uns minutos para alterar a receita do molho, acrescentar e compor os sabores.

Dica do dia: Para esta receita recorri a um espiralizador, para experimentar uma técnica diferente.

Acho que os noodles deveriam ter sido escolhidos com uma grossura mais parecida com a dos legumes espiralizados. Se seguir a receita aconselho a experimentar com outro molho e com uma base composta por mais massa do que legumes.


DIA 7

Freestyle!

Confesso que aos domingos lá em casa, aproveitamos para comer o que já temos ou fazer um jantar mais descontraído como tostas ou omeletes. É sempre mais rápido e menos stressante.


O que aprendi com este #desafioaceite

Tenho de admitir que, ao longo da semana, chegar a casa e pensar ‘não me apetece fazer jantar’ mas depois saber que só posso demorar 15 minutos, funciona como uma motivação extra;

Este desafio não resulta se tentarmos seguir uma receita, o melhor mesmo é seguir o instinto;

Eu e o meu marido temos evitado comer carne em casa. Desde então comecei a sentir que cozinhar comida vegetariana demora mais tempo, e agora estou ainda mais convencida.

O processo de lavar, descascar, cortar e cozinhar os legumes tirou-me sempre algum tempo ao longo deste desafio.

Veredicto final

Não sei se volto a fazer algo do género no meu dia a dia, e nem consigo explicar ao certo porquê, mas este desafio foi sempre bastante stressante para mim. Talvez porque sou competitiva e não gosto de falhar.

No final do dia, acho que nem o tempo que me sobrou me convence, porque a verdade é que deixava a cozinha de tal maneira que sentia que tinha o dobro do trabalho a arrumar e limpar tudo.

Mas a prática leva à perfeição, e tenho a certeza que no futuro não vou voltar a perder tanto tempo em certos processos.


Como costuma fazer em sua casa? Cozinha todos os dias? Se também está a tentar poupar tempo na cozinha fique com estas receitas simples para cozinhar em pouco tempo.

Mais sobre jantar

Comentários

#desafioaceite. Tentei fazer o jantar em 15 minutos durante uma semana (e foi isto que aconteceu)

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.