Saúde

Os 10 maiores erros na utilização de tampões

Acha que sabe toda a verdade sobre tampões e como utilizá-los? Pode estar enganada. Conheça os erros mais comuns na utilização de tampões, os cuidados a ter para se manter longe de infeções e sinta-se confortável em qualquer momento.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Os 10 maiores erros na utilização de tampões
Escrito por
Mar. 19, 2018

Há mais de um século que as mulheres os utilizam. São compactos, garantem maior liberdade e comodidade e são a opção mais prática para o dia a dia. No entanto, se não estiverem a ser utilizados corretamente, podem tornar-se num potencial perigo para a sua saúde e bem-estar.

Vantagens e desvantagens à parte, o segredo passa, fundamentalmente, por ter cuidado na hora da sua utilização. Conheça os 10 maiores erros a evitar e os principais cuidados a ter com a utilização de tampões quando chega àquela altura do mês.

Erros que deve evitar na utilização de tampões

1.º Usar tampões compostos por materiais tóxicos

Muitos estudos têm alertado para o risco das toxinas presentes em pensos higiénicos e tampões – como o rayon (fibra artificial) e algodão branqueado com lixívia – e os malefícios que podem representar para a saúde da mulher. A exposição a estes produtos químicos (ainda que pouco elevada) pode causar danos reprodutivos e doenças endócrinas, de acordo com estudos das revistas Women’s Voices for the Earth e 60 millions de consommateurs.

Hoje em dia, já estão disponíveis alternativas mais saudáveis como tampões em algodão puro ou copos menstruais.

2.º Lavar as mãos apenas após a inserção do tampão

Enquanto a maioria das mulheres só lava as mãos depois de inserir um tampão, é igualmente (se não ainda mais) importante lavar as mãos antes de o fazer. Dessa forma, está a evitar transferir ou contaminar o tampão com alguma bactéria indesejada para a sua vagina.

3.º Não inserir o tampão com a profundidade suficiente

Quando um tampão está corretamente colocado, não deve senti-lo. Se o sentir quando se senta ou dobra, significa que o tampão não foi colocado com a profundidade suficiente e tornar-se-á bastante incómodo, provocando dor e mau estar.

4.º Utilizar tampões com o mesmo nível de absorção

É recomendável que use sempre tampões com o menor nível de absorção necessário, adequado ao seu fluxo. Regra geral, nos primeiros dias do período é mais abundante e por isso, deve usar um tampão com maior absorção – lembre-se de que tem de o mudar com maior regularidade. De acordo com um estudo publicado no European Journal of Obstetrics & Gynecology and Reproductive Biology, a secura vaginal está intimamente ligada às mulheres que usam tampões super-absorventes. Evite-os.

5.º Mudar o tampão com pouca regularidade

Quanto mais tempo seguido usar um tampão, maior será a acumulação de bactérias e maior será o risco, ainda que pouco provável, de contrair Síndrome do Choque Tóxico (STC). O caso de Lauren Wasser, uma modelo que perdeu ambas a pernas, é o mais recente alerta para o uso prolongado de tampões e de tampões muito absorventes.

Lembre-se: Independentemente do nível de fluxo menstrual, deve mudar o tampão de quatro em quatro horas e nunca o usar mais de oito horas seguidas, após a sua colocação.

6.º Utilizar tampões no dia anterior ao período ou no dia a seguir a ter terminado

Retirar um tampão seco, de uma vagina igualmente seca, pode ser mais do que desconfortável. O algodão vai absorver os seus fluídos normais, o que pode levar a uma desidratação vaginal. Ainda que seja só para prevenir, evite este desconforto desnecessário.

7.º Não mudar o tampão depois de ir à casa de banho

Do ponto de vista médico, não é necessário mudar de tampão todas as vezes que vai à casa de banho, porque a vagina, a uretra e os intestinos são órgãos separados. No entanto, o tampão pode estar em contacto com bactérias indesejadas e, por vezes, deslocar-se, deixando aquela sensação de desconforto – semelhante à de um tampão mal posto.

8.º Não mudar o tampão depois de se molhar

Sempre que toma um duche ou dá um mergulho na piscina, o seu tampão também o faz. Por isso, deve mudá-lo em seguida. A água pode causar irritação na pele e em casos extremos, levar a uma possível infeção vaginal.

9.º Utilizar tampões com invólucros rasgados

O invólucro de um tampão é especialmente concebido para evitar problemas de pó, sujidade, maquilhagem e qualquer outro tipo de bactéria ou resíduos que estejam dentro da bolsa íntima que os transporta. Por essa razão, só deve retirar a película protetora imediatamente antes de o introduzir. Se o invólucro não estiver danificado, até os tampões mais antigos são seguros de utilizar.

10.º Armazenar os tampões num lugar húmido

Costuma guardar a caixa de tampões naquele armário, mesmo por baixo do lavatório? Pode ser o lugar mais óbvio, mas com certeza não é o mais recomendável. A humidade e a água podem danificar e contaminar os tampões. Deve armazená-los num sítio seco, com pouca ou nenhuma humidade.


Apesar de esta ser uma opção comum entre as mulheres, não é a mais ecológica. Vale a pena experimentar o copo menstrualVeja ainda 8 cuidados para deixar a sua vagina feliz e saudável!

Últimos