Saúde

Quer deixar de fumar? O melhor é fazê-lo de um dia para o outro

Quer deixar de fumar? Largue já o vício. O melhor? É deixar de fumar de um dia para o outro. Apesar do número de fumadores em Portugal ter vindo a diminuir, o tabaco é ainda a primeira causa de morte no nosso País para ambos o sexos.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Quer deixar de fumar? O melhor é fazê-lo de um dia para o outro
© Unsplash
Escrito por
Nov. 02, 2020

Um estudo do Nuffield Department of Primary Care Health Sciences, da Universidade de Oxford, divulgado na publicação científica Annals of Internal Medicine, demonstrou que deixar de fumar de um dia para o outro é mais eficaz do que reduzir gradualmente como muitas pessoas preferem fazer.

No estudo foi analisado o comportamento de 700 fumadores, sendo que metade deixou de fumar de imediato, enquanto a outra metade reduziu de forma gradual o consumo de tabaco durante duas semanas.

O primeiro grupo recebeu pensos de nicotina, enquanto o segundo acompanhou a redução do tabaco com vários tipos de substitutos de nicotina, ambos os grupos tiveram acompanhamento psicológico.

Passado um mês, 51% dos que largaram o tabaco de imediato tinha voltado a fumar, percentagem que aumentou para 61% no caso dos que deixaram de fumar gradualmente. Passados seis meses, 22% do primeiro grupo continuava sem fumar, enquanto, apenas 15,5% do segundo se mantinha livre do vício.

A investigadora principal, Nicola Lindson-Hawley, realçou ainda que a probabilidade de deixar de fumar é mais alta quando os fumadores são acompanhados e recorrem a terapias de substituição de nicotina.

Sabia que…

  • 20 minutos após o último cigarro, a frequência cardíaca e tensão arterial descem;
  • Ao fim de oito horas, a concentração de nicotina e de monóxido de carbono no sangue diminui para metade;
  • 48 horas depois o gosto e o cheiro melhoram significativamente;
  • Entre 2 e 12 semanas após o último cigarro, a circulação sanguínea melhora e a função pulmonar aumenta;
  • 1 a 9 meses após deixar de fumar, a tosse e a falta de ar diminuem;
  • 2 a 5 anos depois, o risco de acidente vascular cerebral é o mesmo de uma pessoa que nunca fumou;
  • 5 anos depois o risco de ataque cardíaco diminui para metade;
  • Após 10 anos, o risco de cancro do pulmão diminui também para metade. O risco de outros cancros, como os da laringe, da boca, garganta, esófago e do colo do útero, também diminui.

Precisa de ajuda?

O best-seller de Allen Carr, O Método Fácil para Deixar de Fumar, é uma referência para os fumadores que querem largar o vício. Seja através do passa a palavra (o amigo, que disse ao amigo, que disse à irmã, que conseguiu deixar de fumar com um livro) ou porque simplesmente pesquisou na Internet “deixar de fumar”, é bastante provável que este titulo lhe diga alguma coisa.

Intitulado “o método de maior sucesso em todo o mundo”, já vendou mais de 14 milhões de exemplares em 38 idiomas e 57 países. Mito ou realidade? Tira as suas próprias conclusões.

Se quiser mesmo deixar de fumar, tentar faze-lo com a ajuda deste livro é, aparentemente, um dos métodos mais fáceis se sem dúvida mais baratos que irá encontrar.

Easy Way – O Método Fácil para Deixar de Fumar de Allen Carr (Pergaminho, 2016)

Perigo para a saúde

Cancro da boca, da garganta, do pulmão e do esófago, tosse crónica, hipertensão arterial, e envelhecimento precoce da pele são alguns dos problemas associados ao tabaco.

Apesar do número de fumadores em Portugal ter vindo a diminuir, o tabaco é ainda a primeira causa de morte no nosso País para ambos o sexos, de acordo com o Relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo de 2019, divulgado pela Direção Geral da Saúde.

Uma em cada cinco mortes ocorridas em pessoas com idades entre os 45 e os 64 anos são atribuídas ao tabaco. Precisa de mais razões para deixar de fumar? Pare já e ganhe saúde.

Últimos