Horóscopo

A relação entre o ciclo lunar e a sua menstruação

Os nossos ancestrais acreditavam que existia uma conexão muito forte entre o ciclo menstrual e o ciclo lunar, pois tal como a lua, ser mulher é viver em constante transformação.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
A relação entre o ciclo lunar e a sua menstruação A relação entre o ciclo lunar e a sua menstruação
© Grafismo: Carolina Carvalhal
Vanessa Pina Santos
Escrito por
Nov. 25, 2020

Infelizmente, ainda existem mulheres que não podem entrar em mesquitas quando estão com o período, porque são consideradas como “mulheres impuras”. Ainda há quem peça tampões num sussurro e pessoas que descredibilizam tudo o que acontece ao corpo, à mente e ao espírito de uma mulher enquanto esta sangra.

A natureza cíclica da mulher ainda não é aceite e foi substituída por uma linearidade típica de uma sociedade extremamente machista e patriarcal.

Mas, nem sempre foi assim. As sociedades primitivas celebravam a menstruação e acreditavam que se a mulher tivesse consciência da sua natureza cíclica conseguiria viver muito mais em harmonia. Por esse motivo, correlacionavam o ciclo menstrual com as diferentes fases da lua e analisavam cada fase de ambos os ciclos.

As diferentes fases do ciclo lunar e menstrual

Na astrologia, a lua está intimamente ligada ao feminino, não ao sexo em si, mas à energia. Assim como a maioria dos ciclos menstruais, o ciclo lunar tem aproximadamente 29 dias e tem também diferentes fases.

As diferentes quatro fases da lua vão corresponder a vários arquétipos femininos que vão ser vividos pela mulher nas distintas fases do seu ciclo.

Lua nova

A cada lua nova, um novo ciclo lunar começa. Esta fase está relacionada com a menstruação e ao arquétipo da mulher anciã (mais velha, chata, mas sábia). É um momento em que a mulher pode ficar mais introvertida e com menos ação. O que é preciso deixar ir?

Lua crescente

Corresponde à fase folicular. As energias desta fase estão relacionadas com o arquétipo da mulher jovem. “É tempo de expressar as energias interiores e de levar o subconsciente à luz do dia”, lê-se no livro da terapeuta Miranda Gray, Lua Vermelha – As energias criativas do ciclo menstrual como fonte de empoderamento sexual, espiritual e emocional.

As nossas emoções começam a desafiar os nossos objetivos e há um aumento substancial de energia vital.

Lua cheia

Representa o período após a ovulação e o arquétipo da mãe. Este é um momento propício para criar coisas, como por exemplo, projetos que estão guardados na gaveta há muito.

Existe uma habilidade natural para nutrir e empoderar. A criatividade está no seu auge.

Lua minguante

A lua começa a perder luz e a mulher emoção. A energia vital começa a diminuir, mas a mulher fica mais consciente da sua própria natureza interior. Esta fase está relacionada ao arquétipo da feiticeira, porque se refere a uma mulher que independentemente da idade, tem o poder da transformação e da magia.

É o momento ideal para fazer o balanço do mês, porque conseguimos observar o que nos rodeia com distanciamento emocional.

Não há um ciclo melhor do que outro, o segredo é observar como o seu ciclo se alinha com as diferentes fases da lua

Lua nova vs. Lua cheia

Mas, e se não menstruar na lua nova? Como é que interpreto o meu ciclo? Depois de acompanhar as diferentes fases do ciclo menstrual, será mais fácil saber se a sua tendência é para menstruar perto da lua nova ou da lua cheia.

As mulheres que menstruam perto da lua nova correspondem ao ciclo da lua branca. Já as mulheres que menstruam perto da lua cheia, correspondem ao ciclo da lua vermelha, passando à mesma por todas as fases e arquétipos, mas ao contrário.

Não há um ciclo melhor do que outro, o segredo é observar como o seu ciclo se alinha com as diferentes fases da lua. Até porque o normal é que a sua menstruação se sincronize com estes dois ciclos ao longo da sua vida.

No entanto, “as mulheres que viviam no ritmo do ciclo da lua vermelha eram excluídas dos rituais de lua cheia e das celebrações das mulheres que ovulavam”, escreve Miranda Gray. Crenças que eram alimentadas pelo facto de a lua nova estar associada ao descanso e ao autocuidado e a lua cheia às energias expansivas e criativas, o que acaba por ser um pouco contraditório com a ideia de menstruar.

Como fazer um diário lunar

Para que possa compreender melhor aquilo que o seu corpo lhe diz enquanto menstrua, as energias da menstruação e da lunação precisam de ser observadas.

;

É importante que organize a informação de maneira a que consiga depois identificar os seus padrões comportamentais.

Recomendo que comece a fazer este diário no primeiro dia da sua menstruação. De seguida, deixo algumas sugestões de tópicos que devem estar no seu diário lunar:

1. Data;
2. Lua do céu: registe qual é a fase da lua e se quiser o correspondente signo;
3. O dia do ciclo: o dia da menstruação é o dia 1;
4. Qual das 4 fases é que estou a passar;
5. Aspetos físicos: energia vital; qualquer tipo de dor ou desconforto.
6. Emoções: mudanças de humor; feliz; triste; apática;
7. Sonhos;
8. Libido e intuição.

Após seis meses de registo, já deve conseguir encontrar alguns padrões que se repetem ao longo das diferentes fases. No entanto, por ser uma grande quantidade de informação, esta pode ficar desorganizada.

Caso queira, também pode optar por sintetizar a informação e fazer uma mandala lunar para cada mês do ano.

Vanessa Santos é jornalista de profissão, mas a paixão pela astrologia falou mais alto assim que percebeu a influência que os astros poderiam ter para o seu autoconhecimento. Criou o @flowersofastrology, um diário cósmico, através do qual passa os conhecimentos adquiridos e onde fala sobre as energias do momento através da análise do céu.

Últimos