Bem-estar

Novo estudo revela que o nosso cérebro é seletivo principalmente durante o sono

Já sabíamos que o sono e a memória estão associados, mas um novo estudo publicado no jornal Science mostra como é que dormir nos ajuda a esquecer o que não interessa.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Novo estudo revela que o nosso cérebro é seletivo principalmente durante o sono
© Getty Images
Rita Caetano
Escrito por
Jan. 05, 2020

Enquanto dormimos, o nosso cérebro continua a trabalhar, ou seja, processa toda a informação que recolhemos durante o dia, arrumando-a, metaforicamente, em caixas, que se vão consolidar em memórias. No entanto, há coisas que o cérebro, à partida, acha que não são necessárias e seleciona aquilo que recordamos e o que esquecemos.

Não temos consciência disso, mas essa ‘limpeza’ acontece e a ‘culpa’ é de um circuito cerebral que parte do hipotálamo e chega ao hipocampo.

Essa função do sono é fundamental já que se não acontecesse teríamos excesso de informação com o qual o cérebro não saberia lidar, é a chamada renormalização sináptica. Portanto, o sono é tão importante para consolidar as nossas memórias como para esquecer tudo aquilo que não interessa.

A importância de regular o sono

Uma equipa de investigadores da Universidade de Nagoia, no Japão, liderada por Shuntaro Izawa, debruçou- se sobre este processo natural do nosso cérebro e identificou as células que nos ajudam a esquecer tudo aquilo que não é importante.

Dormir desempenha um papel importante no esquecimento de tudo aquilo que não é importante.

Chamam-se hormonas concentradoras de melatonina (MCH, sigla em inglês) e encontram-se no hipotálamo. Também são conhecidas pela regulação do apetite, mas aqui o que interessa é o facto de regularem a alternância do sono e da vigília e a sua ativação aumentar durante o sono REM – fase durante a qual costumamos sonhar, que acontece em regra 90 minutos depois de adormecer e que se caracteriza pelo movimento rápido de olhos e batimentos cardíacos acelerados.

Surpreendentemente, os investigadores descobriram que a memória melhora quando os neurónios da MCH são inibidos durante o sono REM, portanto dormir desempenha um papel importante no esquecimento de tudo aquilo que não é importante.

Durma bem e reduza os seus problemas de sono

Se ressonar, faça um rastreio da apneia do sono;
Elimine a cafeína durante o dia;
Ponha filtros azuis nos seus aparelhos eletrónicos e desligue-os quando for dormir;
Amenize a temperatura da casa antes de dormir e escureça o quarto;
Mantenha um horário fixo para dormir a acordar;
Oiça música especialmente criada para dormir.

Fonte: adaptado do livro SOS Memória, Daniel G. Amen, Pergaminho. 
A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 234, dezembro de 2019.

Últimos