Horóscopo

O que a numerologia lhe reserva para 2020: um ano de abalos e novos planos de vida

2020 traz-nos o convite desafiante, mas ao mesmo tempo enriquecedor, de olharmos com algum sentido prático para as estruturas da nossa vida e desenharmos um novo plano de ação. Saiba o que esperar do novo ano segundo a numerologia.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
O que a numerologia lhe reserva para 2020: um ano de abalos e novos planos de vida
© Getty Images
Ana Sequeira
Escrito por
Ana Sequeira
Jan. 01, 2020

Associado a um movimento de mudança que irá ter o seu auge em 2021, este ano universal de energia 4 que se avizinha propõe que desaceleremos, que olhemos com detalhe e foco para o essencial da nossa vida e que cultivemos a coragem de pesar na balança os pilares que sustentam o nosso crescimento, ou aqueles que precisam de ser ajustados e fortalecidos.

De energia prática, o ano universal 4 (2+0+2+0=4), traz-nos surpresas, circunstâncias imprevistas e que parecem fora do plano inicial, ao mesmo tempo que torna visível desconfortos que não nos são totalmente desconhecidos.

A sua função é a de nos levar a encarar os modelos sob os quais temos assente as construções da nossa vida (seja na carreira, relacionamentos e, até, a nossa relação com o nosso corpo físico), para que, com base em novos valores de segurança, abundância e leveza, possamos nos preparar melhor para as mudanças que 2021 nos reserva.

No próximo ano, avalie estes aspetos

Como uma espécie de abalo (em alguns casos sísmico), o ano de 2020 vai levar-nos a considerar maioritariamente os pilares sobre os quais temos construído:

As nossas estruturas emocionais – a família e os nossos valores.

Dentro desta estrutura, vamos ser levados a reconsiderar as nossas raízes, as nossas ligações afetivas e o solo emocional.

Por exemplo, matrimónios que estejam sustentados na falta de harmonia, entendimento ou companheirismo, sentirão a fragilidade da sua estrutura, o que deverá ser um convite ao reencontro dos valores, à partilha de responsabilidades e à criação de um plano de vida em comum.

A casa emocional, neste caso, caso tenha estruturas pouco sólidas, pode vir a ter de ser reconstruída ou recriada num novo modelo de valores que traga maior segurança e estabilidade emocional.

É um ano ideal para se sentar à mesa, estabelecer conversas francas sobre o que já não funciona e, assim, desenvolver objetivos comuns de apoio individual e à estrutura familiar. Novas rotinas dentro da família também poderão ser úteis a cultivar a energia da comunhão.

Sendo um ano que tem presente uma energia feminina muito forte, as mulheres tendem a desempenhar o papel de pilares no seio familiar, como elementos unificadores e de resolução de conflitos.

São de evitar discussões ou que os assuntos materiais sejam foco de conflito. A resolução, ao longo deste ano, deve pressupor um bom equilíbrio entre a racionalidade e as emoções.

Aprendemos, ao longo de 2020, que de nada vale manter a estabilidade se, na verdade, ela apenas nos distancia da nossa realização e felicidade.
Ana Sequeira Ana Sequeira

As nossas estruturas materiais – a relação com o trabalho/carreira.

O abalo nesta área, não menos desafiante, leva-nos a reconsiderar e recriar o paradigma do trabalho como dever e “mal necessário”, para passar a ser visto como um espaço de crescimento, prazer e, sobretudo, contribuição.

Carreiras que estejam assentes em tarefas ou ambientes profissionais onde não exista cooperação, espaço para desenvolvimento de capacidades e reconhecimento de talentos, trarão a sensação de estagnação, vazio, peso e limitação para que se possa construir um novo modelo de merecimento em que a carreira é vista como uma bênção e fonte de prosperidade.

A chamada crise de valores far-se-á sentir. Será natural para muitos de nós começarmos a questionar o porquê das nossas necessidades materiais, o que representam para nós e de que forma são uma segurança ou prioridade.

Será uma prioridade aprender a viver num mundo material lidando com a materialidade de uma forma mais saudável, sem tanto esforço ou preocupação com a escassez.

No geral, será um excelente ano para construção de novos projetos profissionais. Empresas em que o valor humano é relevante sentirão maior solidez e crescimento, ao passo que outras estruturas em que esse não seja o foco sentirão instabilidade, por vezes vindas de crises internas (por ex: falta de consenso nas regras ou planeamento).

Ambas as áreas, tocam um ponto essencial e central que é a grande proposta de 2020 – a de redefinir os valores de segurança perante a vida. Neste sentido, somos levados a considerar que as zonas de conforto que mantemos por medo, por falta de valorização ou necessidade de estabilidade, são, na verdade, zonas de desconforto e limitação ao nosso crescimento.

Aprendemos, ao longo de 2020, que de nada vale manter a estabilidade se, na verdade, ela apenas nos distancia da nossa realização e felicidade.

Sabendo, então, que 2020 vem abalar as nossas estruturas de vida para que reconstruamos a nossa “casa” de forma muito mais sólida e sustentada, vale a pena olhar para as energias pessoais
Ana Sequeira Ana Sequeira

As questões mais prementes este ano

Quem são as pessoas que representam a minha rede de suporte?
De que forma estou disponível para os outros e em que medida recebo apoio?
De que necessito da minha carreira/família para me sentir em segurança?
O meu trabalho é uma fonte de satisfação ou de esforço?
O que é que tenho na minha vida que me exige esforço?
Qual o meu plano para mudar ou reorganizar?

Sabendo então que 2020 vem abalar as nossas estruturas de vida para que reconstruamos a nossa “casa” de forma muito mais sólida e sustentada, vale a pena olhar para as energias pessoais (aquelas que se relacionam com a nossa data de nascimento) e verificar em que áreas este ano nos toca de forma mais específica.

Como calcular a sua energia pessoal para 2020

Dia de nascimento + mês de nascimento + 2020 = ano pessoal em 2020

Ex: Nascido a 10 de fevereiro

Cálculo: (1+0) +(2) +(2+0+2+0) = 7

Uma pessoa nascida a 10 de fevereiro de qualquer ano (o ano de nascimento neste caso não é relevante), encontra-se em 2020, num ano pessoal 7.

Anos pessoais em 2020

1. Ano da coragem

Depois de um primeiro semestre de reflexão e questionamento, a segunda metade do ano permite movimentos auspiciosos. A carreira e o reconhecimento profissional são o maior objetivo. É um ano para novos movimentos, mudanças e conquistar maior autonomia.

2. Ano da sensibilidade

Todo um ano emocional aguarda quem está num ano pessoal 2. Cuidar da família, aprender a pedir ajudar e encontrar o equilíbrio afetivo é o foco do ano.

3. Ano da alegria

Ano de movimentos contraditório, é necessário experimentar sem grande exigência ou pressão. Flexibilidade e leveza são necessárias para se colher alguns frutos na segunda metade do ano. O ano promete maior sociabilização, novos contactos e um reaprender do desfrutar da vida.

4. Ano da estabilidade

Ano de trabalho. Uma boa dose de organização e planeamento são imprescindíveis. Adotar novas rotinas, desde rotinas de sono, lazer a tarefas no trabalho, permite maior estabilidade e foco. Em casa, há que estar mais presente e equilibrar trabalho com lazer e afetos.

5. Ano do compromisso

Ano de mudança e libertação. O ano vai permitir ver novas perspetivas sobre caminhos que estavam em impasse, e é necessário saber arriscar. Grandes conclusões se esperam no último trimestre do ano.

6. Ano da responsabilidade

Assumir responsabilidades novas é o tema do ano. É importante aceitar apenas o que é humanamente possível cumprir, caso contrário pode haver exaustão e instabilidade ao nível da saúde. É importante definir prioridades e cultivar autocuidado.

7. Ano da verdade

Oportunidades de novos estudos ou uma abordagem filosófica perante a vida, que permite eliminar padrões de esforço do passado. É o ano do estudo, da aprendizagem e da partilha de conhecimento.

8. Ano da valorização

Há abertura de possibilidades, sobretudo na profissão, com promessa de maior visibilidade e reconhecimento, se se souber valorizar as próprias competências. Assuntos do passado surgem para que se prepare o fecho de um ciclo.

9. Ano da realização

Ano de tudo ou nada. É um ano que permite uma mudança de raiz, em todas as áreas de vida, bem como um corte com o passado. Libertar e voar, ou ficar e sustentar o que já existe, é uma questão de escolha. A realização e a plenitude é a promessa para quem sabe fechar capítulo e se preparar para um nova etapa com desapego, generosidade e compaixão.

Ana Sequeira é especialista em numerologia, palestrante motivacional e autora dos livros “O Poder dos Números da Sua Vida” e “A Linguagem Secreta do Teu Nome”. É uma apaixonada por criar histórias de sucesso e desde 2012 tem vindo a potenciar a transformação de milhares de pessoas com o seu trabalho e missão. Acredita no poder do sonho e da ação inspirada. Mas, acima de tudo, acredita no poder do AMOR. 

Últimos