Casa

Está de quarentena? Esta pode ser a altura ideal para organizar a casa

É tempo de parar, adaptar e refletir, mas também, uma excelente oportunidade para expressarmos gratidão pela casa que nos acolheu e finalmente a organizarmos com o carinho que ela merece.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Está de quarentena? Esta pode ser a altura ideal para organizar a casa
© Twenty 20
Rafaela Garcez, personal organizer
Escrito por
Abr. 07, 2020

Podemos encarar o que está a acontecer no mundo como um momento de recomeços. Decidirmos organizá-la é uma forma de trazer paz e calma ao nosso espaço, como também à nossa cabeça e corpo.

Vamos começar?

1. Antes de tudo recomendo…

Refletir como querem que seja a vossa casa. Viver no presente. Não sabemos exatamente como serão os próximos tempos, então organizá-la a pensar no hoje será o ideal.

Como ter a casa o mais funcional e prática passando 24 horas dentro dela? Tenha em conta as rotinas e atividades familiares.

2. Inspire-se

Agora tem tempo para passar aquela “horinha” no Pinterest sem sentir culpa. Geralmente, estas imagens inspiradoras não estão cheias de tralha. Preste atenção em como estão organizadas e aplique na sua.

3. Depois de ter as suas inspirações…

É hora de pôr as mãos na massa. Defina quantas horas por dia está disponível para organizar. A família vai participar na organização ou será uma tarefa só sua?

É importante planear as refeições e as pausas, porque muitas vezes quando entramos num processo intensivo de organização, perdemos a noção das horas.

4. Organizar refeições

Recomendo fazer uma lista com tudo o que tem na despensa e frigorífico e desenhar um plano de refeições semanal. Tente diversificar ao máximo os ingredientes e acabar tudo antes de ir ao supermercado.

5. Categoria roupa

Tire tudo dos armários, das gavetas e dos bengaleiros. É a hora da verdade. Vai ser um choque ver a quantidade de roupa que mantemos na nossa vida, mas também vai ser transformador, porque nos vai fazer pensar sobre aquilo que usamos, gostamos, o que nos faz sentir bem e confiantes.

Coloque questões como: há quanto tempo tenho esta peça? Qual a regularidade de utilização? Voltaria a comprar? Divida nas seguintes categorias: manter, doar ou vender.

6. Livros

Vamos refletir sobre os livros que já lemos, os que vamos ler e os que nunca vamos ler? Porque os mantemos? Foram especiais na nossa vida? São decorativos? São técnicos? Tire tudo cá para fora e decida um a um, qual o papel que tem na sua vida.

Há livros que representam uma fase da nossa vida que já não nos identificamos. Há livros que nos ofereceram, mas não nos dizem nada. Pode libertá-los e doá-los.

7. Documentos e papelada

Categoria cansativa e chata. Vai precisar de foco, concentração e disposição.

Pegue em tudo o que tem e coloque sobre uma mesa grande. Deite fora tudo aquilo que já não vai precisar, digitalize tudo aquilo que é válido digitalizado e o que ficar, faça as seguintes categorias: pendentes, frequentemente utilizados e raramente utilizados.

8. Cozinha e casa de banho

Veja a validade de todos os produtos e organize por categoria em caixas. Os mais utilizados devem estar mais acessíveis e os menos utilizados podem estar menos acessíveis.

Consulte aqui todas as sugestões para organizar a cozinha e a maquilhagem.

9. Organização digital

Chegou o momento ideal para organizar o computador, o disco externo, o telefone e as drives. Podemos organizar as pastas e os ficheiros por categoria ou data.

Apague as fotografias duplicadas, apague os ficheiros não importantes nem utilizados, organize o ambiente de trabalho, a pasta de downloads e faça o backup de tudo. Veja aqui como organizar a vida digital.

10. Itens sentimentais

Durante a organização irá deparar-se com os chamados itens sentimentais. São aqueles que não têm utilidade prática, mas que são importantes manter.

Nesta categoria temos as fotografias, a primeira roupa do nosso filho, o nosso primeiro caderno da escola, e muitas outras coisas. Tudo pode ser um item sentimental, apenas depende de cada pessoa e reflete a sua história e os seus valores.

Em vez de tê-los espalhados e perdidos pela casa, opte por colocá-los numa caixa especial todos juntos ou como elementos decorativos.

Formada em design gráfico, Rafaela Garcez dedica-se à organização profissional desde 2017. Fez a certificação em Nova Iorque com Marie Kondo e é uma das primeiras consultoras certificadas em Portugal. Desde então trabalha com clientes o método de organização japonês, transformando as suas casas e vidas. É uma das embaixadoras da Intercasa 2019.

Últimos