Beleza

7 soluções para aliviar a sensação de pernas cansadas

Pernas cansadas, inchadas, pesadas… são muitos os nomes que descrevem esta sensação de mau estar que, por norma, atinge maioritariamente as mulheres. Veja sete soluções para amenizar este desconforto.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
7 soluções para aliviar a sensação de pernas cansadas
Em parceria com:
7 soluções para aliviar a sensação de pernas cansadas
Jul. 02, 2020

Normalmente conhecida como má circulação, a sensação de inchaço e de pernas cansadas é uma patologia chamada de doença venosa crónica em que existe uma alteração no funcionamento das veias das pernas, dificultando o retorno do sangue ao coração.

Inicialmente, este problema pode não ter marcas visíveis, mas se não tiver um tratamento atempado pode trazer algumas complicações de saúde e, consequentemente, uma menor qualidade de vida.

A sensação de pernas cansadas surge, normalmente, quando a temperatura começa a aumentar, e são as mulheres as mais atingidas. No entanto, os homens também se queixam. A boa notícia: há uma solução para ambos.

Se sofre deste problema, saiba que as soluções para atenuar este desconforto passam pela alteração de hábitos de vida (isto, em casos que não são graves). Uma simples mudança no seu dia a dia pode fazer muita diferença.

7 soluções para as pernas cansadas

1. Fazer longas caminhadas

A má circulação combate-se com movimento, por isso recomenda-se que ande muito. Evite posições prolongadas de pé ou sentada.

Se trabalhar sentada, faça algumas pausas para andar um pouco. Caso não goste de fazer caminhadas, experimente andar de bicicleta ou aulas de dança. O que interessa é estar em movimento!

2. Usar roupa e calçado confortável

A roupa deverá ser o mais confortável possível. Evite, principalmente em dias muito quentes, utilizar roupa justa que dificulte a circulação do sangue.

O calçado confortável é igualmente importante, devendo evitar os saltos altos desconfortáveis.

3. Colocar as pernas na vertical encostadas a uma parede

No yoga, esta posição é chamada de Viparita Karani e consiste em colocar as pernas na posição vertical, encostadas a uma parede. Vai sentir de imediato um alívio dos sintomas da má circulação, nomeadamente, a sensação de pernas pesadas.

4. Evite lugares muito quentes

O calor é o pior inimigo das pernas cansadas. Por isso, procure lugares frescos e evite fazer praia nas horas de maior calor. Banhos quentes, sauna e depilação a cera também devem ser evitados.

5. Exercite as pernas antes de dormir

Além da elevação das pernas, também é importante que faça movimentos de pedalar antes de dormir. Este exercício irá ajudar a melhorar a circulação sanguínea durante o sono.

6. Faça massagens com regularidade

As massagens ajudam a ativar a circulação sanguínea. Massaje as suas pernas de baixo para cima com um creme refrescante.

7. Resultados comprovados

Muitas vezes, as alterações de estilo de vida e a adoção de comportamentos mais saudáveis não são suficientes. Mas existem medicamentos venoativos orais que permitem aliviar os sintomas da doença bem como da inflamação venosa.

Foi a pensar neste problema que a Zentiva desenvolveu Zeflavon, com flavonóides micronizados, indicado para o tratamento e alívio dos sintomas e sinais relacionados com a insuficiência venosa: pernas pesadas, inchadas, dor ou cãibras noturnas.

Zeflavon reduz a elasticidade e a retenção venosa, reforçando a resistência das paredes capilares, proporcionando uma sensação de alívio e de bem estar às suas pernas.

ZEFLAVON 500 mg comprimidos revestidos por película Composição: 500 mg de flavonóides micronizados (contém 450 mg de diosmina e 50 mg de outros flavonóides expressos em hesperidina). Forma Farmacêutica: Comprimido revestido por película, oblongo, cor de laranja-acastanhado e com uma ranhura em ambos os lados. A ranhura destina-se apenas a facilitar a divisão para ajudar a deglutição e não para dividir em doses iguais. Indicações terapêuticas: Zeflavon está indicado em adultos para: Tratamento da insuficiência venosa crónica das extremidades inferiores em casos com os sintomas funcionais seguintes: pernas pesadas e inchaço; dor; cãibras noturnas dos membros inferiores. Tratamento sintomático da crise hemorroidária aguda. Posologia e modo de administração: Insuficiência venosa crónica: A dose habitual é 1 comprimido duas vezes ao dia (a meio do dia e à noite). Na crise hemorroidária: Nos primeiros 4 dias de tratamento a dose diária é de 6 comprimidos (i.e. 3 comprimidos duas vezes ao dia). Nos 3 dias seguintes a dose recomendada é de 4 comprimidos, i.e. 2 comprimidos duas vezes ao dia. Na manutenção do tratamento, a dose diária é de 1 comprimido duas vezes ao dia. População pediátrica: A segurança e eficácia de Zeflavon em crianças e adolescentes com menos de 18 anos de idade não foram ainda estabelecidas. A utilização na população pediátrica não é recomendada. Compromisso hepático e/ou renal: A segurança e eficácia de Zeflavon não foi estudada em doentes com compromisso hepático ou renal. Até à data não existem dados disponíveis que indiquem a necessidade de modificar a dose nestes subgrupos. Idosos: Não é necessário o ajuste da dose. Para uso oral. Os comprimidos devem ser tomados com as refeições. Contraindicações: Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer excipientes mencionado na secção 6.1 do RCM completo. Advertências e precauções: A utilização deste medicamento no tratamento sintomático da crise hemorroidária aguda não é um substituto para o tratamento específico de outros distúrbios anais. A duração do tratamento deve ser restrita ao período de tempo mínimo, ou seja 15 dias. Se não houver remissão dos sintomas com tratamento a curto prazo, deve ser realizado um exame proctológico e o tratamento deve ser revisto. Relativamente ao tratamento da insuficiência venosa crónica, o efeito mais favorável pode ser assegurado através de um estilo de vida apropriado. Deve ser evitada a exposição prolongada à luz solar, permanecer na posição de pé longos períodos de tempo e o excesso de peso. Caminhar e utilizar meias de compressão pode melhorar a circulação nos membros interiores. Recomenda-se precaução caso a condição do doente se agrave com o tratamento. Esta pode manifestar-se como inflamação da pele, inflamação das veias, endurecimento subcutâneo, dor forte, úlceras de pele ou sintomas atípicos, como inchaço instantâneo de uma ou de ambas as pernas. Zeflavon não é eficaz na redução de inchaço dos membros inferiores causados por doença cardíaca, hepática ou renal. Efeitos indesejáveis: Resumo do perfil de segurança: Foram notificados em ensaios clínicos realizados com flavonóides micronizados efeitos indesejáveis de intensidade moderada, maioritariamente relacionados com perturbações gastrointestinais. Frequentes: náuseas, vómitos, diarreia, dispepsia. Pouco Frequentes: colite. Raros: cefaleia, tonturas, mal-estar, erupção cutânea, prurido, urticária. Desconhecidos: Dor abdominal; edema isolado da face, lábios e pálpebras relacionado com reações de hipersensibilidade, excecionalmente casos de edema de Quincke. A notificação de suspeitas de reações adversas após a autorização do medicamento é importante, poderá fazê-lo diretamente ao INFARMED, I.P.: http://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. Baseado no RCM de 10/2019. Medicamento não sujeito a receita médica. Para mais informações contatar o Titular de AIM ou consultar o RCM completo do medicamento. Um produto Zentiva, contactos em www.zentiva.pt. ZENTIVA PORTUGAL, Lda. Alameda Fernão Lopes, Miraflores Premium I, 16 bloco A– 8º piso. 1495-190 Algés. Tel.: (+351) 210 601 360 E-mail: PT-Zentiva@zentiva.com C.R.C Cascais – NIF: 503 103 551 www.zentiva.pt.

Últimos