Beleza

Acha que sabe distinguir cosméticos naturais dos restantes?

Bem-vinda à era dos anti-químicos! Já lá vão os os dias em que escolher produtos de beleza naturais era coisa de nicho. Agora, os produtos à base de plantas são os mais cobiçados pela sua eficácia, graças aos ingredientes de superalimentos que fazem maravilhas à nossa pele.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Acha que sabe distinguir cosméticos naturais dos restantes?
© Getty Images
Em parceria com:
Acha que sabe distinguir cosméticos naturais dos restantes?
Out. 17, 2019

Numa altura em que a consciência ambiental está cada vez mais presente, nasce o termo Green Beauty, que pressupõe a utilização de ingredientes provenientes de plantas e da Natureza – desde a raíz dos cabelos até à flor da pele.

Mas, afinal, o que são produtos naturais?

Crescem os produtos naturais no mercado, e com eles, também algumas ambiguidades no que toca à sua definição. Um produto natural não contém parabenos, fragrâncias ou corantes artificiais derivados de petróleo, silicones e outros ingredientes.

Muitas vezes, surge a confusão entre natural e biológico, no entanto, um não é sinónimo do outro. Um produto natural pode ter uma pequena percentagem de ingredientes sintéticos na sua composição.

Já os cosméticos biológicos (ou orgânicos), além de terem uma fórmula natural, são produzidos com ingredientes provenientes de agricultura biológica, cultivados sem pesticidas ou herbicidas.

Como não ser enganada?

É muito importante ler o rótulo com atenção e saber que ingredientes compõem o produto. Na dúvida de saber se um cosmético é ou não natural, opte por aqueles em que os ingredientes sintéticos estejam na parte inferior da lista.

Isto significa que estão presentes em menor quantidade, já que na cosmética, os ingredientes são ordenados da percentagem maior para a menor.

Existem também “selos de garantia verdes” que lhe podem dar alguma segurança. É o caso da Ecocert Greenlife, que certifica produtos biológicos a nível global, tais como os da gama Garnier BIO. Esta linha, que inclui produtos de limpeza e cuidados de rosto, é feita com fórmulas que contêm ingredientes provenientes de agricultura biológica, vegan, ou seja, sem derivados de origem animal, e a maioria proveniente de comércio justo.

embalagem garnier, rótulo de ingredientes
No rótulo, conseguimos ler os ingredientes vegetais e a respetiva origem.

É uma gama que se distingue sobretudo pela transparência. E este é, aliás, um dos eixos do novo compromisso que é transversal a toda a marca, De Garnier, naturalmente: fornecer todas as informações sobre os ingredientes presentes nas suas fórmulas, para que possamos compreender melhor o que estamos a aplicar na pele.

Porque devemos usar produtos naturais?

Ao escolher cosméticos sem sintéticos, estamos a privilegiar os benefícios naturais das plantas e das suas essências para cuidar da pele de forma saudável.

Podemos esperar melhor absorção da derme, menor irritabilidade, sobretudo no caso da pele sensível a químicos, e um maior respeito pelos óleos naturais produzidos pela nossa pele.  Além disso, respeitam o ambiente.

ingredientes naturais

Estes são os 5 principais ingredientes presentes na gama Garnier Bio.

É importante saber o que as diferentes plantas e os seus extratos podem fazer por cada tipo de pele (e diversos objetivos). Por exemplo, o mega nutritivo óleo de argão será o maior aliado da pele seca. Já a raiz de Konjac é o ingrediente-estrela para uma exfoaliação profunda e eficaz em qualquer tipo de pele. Se tem a pele normal a mista, a refrescante erva-limão dar-lhe-á o que precisa. A lavanda e a centáurea azul são amigas até da pele sensível, pelas suas propriedades apaziguantes.

A gama Garnier Bio inclui nove produtos: gel de limpeza, creme hidratante e creme equilibrante, esponja de limpeza exfoliante, bálsamo multiusos, óleo facial, creme anti-idade, contorno de olhos e água micelar.

Últimos