A beleza do slow living e como aplicá-lo à nossa pele

Fomos descobrir o que é o slow living e como podemos aplicar este conceito à nossa pele no dia a dia.

No mundo frenético em que vivemos, travar o ritmo nem sempre é fácil, mas é cada vez mais importante. Aprender a abrandar e a desfrutar de pequenos momentos que fazem parte do dia a dia é só uma das formas de viver mais devagar.

Pode ser o simples ato de lavar as mãos ou até tomar um banho de imersão com sais de banho. Do movimento slow também faz parte uma abordagem holística aos rituais de beleza.

A arte do slow living

O conceito de slow living tem sido explorado pelas mãos da Rituals na área da beleza, mas é algo que devemos pôr em prática a vários níveis. Vivemos demasiado depressa, não damos valor às pequenas coisas que acontecem. Estamos sempre a pensar no futuro e não aproveitamos o presente. Andamos preocupadas, fazemos listas mentais de tarefas, pensamos nas compras, na família, nos nossos problemas e nos dos outros… Tudo isso se reflete na nossa pele.

As rugas ficam mais profundas, a luminosidade desaparece e começam a surgir manchas ou borbulhas. Porque não experimentar algo diferente? Abigail James, terapeuta de beleza conhecida pela sua abordagem holística à ciência da pele e expert da Rituals, olha para o rosto como um todo e acredita que tudo aquilo que fazemos afeta o nosso organismo.

Quando fazem um tratamento comigo, preciso de saber os níveis de stresse a que a pessoa está exposta, como trabalha, se é mãe, o que come, as alergias que tem, entre outros. Preciso de ter tudo em consideração para quando estiver a fazer o tratamento, compreender aquilo que a pele já passou. Converso com os clientes para saber mais coisas sobre eles e poder aconselhá-los”, afirma.

Outro dos erros mais comuns é acreditar que sem determinados cuidados conseguimos resultados. Uma rotina de beleza deve seguir os seguintes passos: “limpeza, tónico, sérum, hidratante, creme de olhos e proteção solar. Por vezes, FPS 30 aplicado várias vezes ao dia é melhor que FPS 50 usado só uma vez”, afirma.

Como aplicar o slow living na nossa vida

Comece com pequenos gestos como uma meditação de poucos minutos, após o almoço, e acrescente ioga facial aos seus cuidados de rosto.

Em vez de utilizar o telefone assim que acorda, opte por ficar sentada e agradeça pelas pequenas coisas que a fazem feliz.

Tome o pequeno-almoço com mais tempo, em vez de fazer tudo a correr.

Não existem regras, é tudo uma questão de escolhas e de tomar decisões que vão torná-la mais feliz consigo e na sua relação com os outros.


Já conhecia o conceito de slow living? Saiba também quais os produtos de maquilhagem vegan em que pode apostar.

Comentários

A beleza do slow living e como aplicá-lo à nossa pele

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.