Beleza

Sabe quais são as diferenças entre um creme de dia e um creme de noite?

Não, não é uma estratégia de marketing. Há mesmo razões para usar um creme de dia e um de noite. A Saber Viver explica-lhe quais são.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Sabe quais são as diferenças entre um creme de dia e um creme de noite?
© Getty Images
Marta Chaves
Escrito por
Mar. 09, 2020

Pode até parecer enganador dizerem-nos frequentemente que se deve usar um creme de manhã e outro à noite. Garantimos que há razões para adotar esta rotina todos os dias.

Não é que seja problemático usar o mesmo creme de dia e de noite, mas há especificidades em cada um que só trazem benefícios à sua pele. É isso que explica a cientista e investigadora Beatrice Mautino, no livro As Mentiras da Cosmética.

Diferenças entre um creme de dia e um creme de noite

A principal diferença entre um e outro está na lista de ingredientes e é precisamente a isso que deve estar atenta. No caso dos cremes de noite “o aspeto mais importante é o que está associado à presença de moléculas regenerativas, como o ácido glicólico ou o retinol, que reagem à luz do sol provocando irritações cutâneas”, explica a cientista.

Como é durante a noite que a pele se regenera, é uma boa altura para usar ingredientes específicos (reparadores, hidratantes e anti-idade) para o seu tipo de pele – antes de os colocar, não se esqueça de limpar bem a pele.

;

Para além disso, a textura costuma ser mais gorda do que a dos cremes de dia, pela simples razão que “tem como objetivo principal evitar a desidratação da pele durante o sono”.

E não fica por aqui. Por norma, os cremes de dia têm SPF (assim a pele está protegida dos raios solares) e a textura é mais fluida de forma a garantir que ao colocar a maquilhagem a pele não fica gordurosa.

Conclusão, as diferenças são demasiado significativas para as ignorar. Sugerimos-lhe alguns cremes hidratantes para conseguir ter uma rotina de beleza amiga da sua pele.

Últimos