© Thinkstock

Retinol: um poderoso aliado para combater o envelhecimento

Muito se fala sobre o retinol e os seus benefícios para a pele, principalmente no que toca a rugas. Mas sabe realmente o que é?

Em relação aos cuidados da pele, os cremes, séruns e produtos específicos para o combate às rugas estão no topo da lista. E o que é que está presente na maioria desses produtos? Retinol. Se este é um ingrediente tão comum e os seus resultados comprováveis a olho, torna-se fundamental compreender o que é e como atua na pele.

O que é o retinol?

Segundo Dendy Engelman, dermatologista oficial de Elizabeth Arden e cirurgiã cosmética e de cancro da pele em Nova Iorque, “o retinol é um derivado da vitamina A, semelhante ao modo como os alfa-hidroxiácidos são um ácido. Existem diversas formas de retinol no mercado, enquanto o ácido retinoico necessita de receita médica, o retinol pode ser comprado em qualquer balcão”, afirma.

No primeiro encontramos a formulação mais potente que, ao entrar no organismo, é imediatamente reconhecida pelas células e começa a desempenhar a sua função. Apesar de ser mais eficaz, tem mais efeitos secundários, sendo mais agressivo para a pele. O segundo, ao penetrar no organismo não é imediatamente reconhecido pelas células. O retinol, em comparação ao ácido retinóico, demora mais tempo a mostrar resultados, no entanto é mais seguro.

A partir de que idade podemos começar a usá-lo e para quê?

Claro que para todas nós seria mais fácil aplicar uma poção mágica que revertesse os sinais de idade. No entanto, os milagres não existem e o melhor que podemos fazer é aplicar os cuidados de rosto corretamente e sem interrupções e seguir as indicações dos dermatologistas.

Em relação ao retinol, este “ajuda a melhorar a textura e tonalidade da pele, pode ser benéfico para vários sinais de envelhecimento. Ajuda na renovação celular, fazendo com que a pele pareça mais jovem, suportando o colagénio natural e a elastina e melhorando linhas finas e rugas”, afirma Dendy Engelman.

Para benefícios anti-idade recomendo usar a partir dos 25, para ajudar a encorajar a renovação celular, visto que todos sabemos que a renovação celular começa a abrandar à medida que nos aproximamos dos 30 – Dendy Engelman, dematologista

“Os derivados de vitamina A foram originalmente recomendados para pessoas que sofriam de acne. No entanto, é difícil limitar o uso apenas de uma perspetiva de idade. Para benefícios anti-idade, recomendo usar a partir dos 25, para ajudar a encorajar a renovação celular, visto que todos sabemos que a renovação celular começa a abrandar à medida que nos aproximamos dos 30. Porém, dito isto, tenho cada vez mais pacientes no início dos 20 a perguntarem se podem usar retinol como uma medida de prevenção”, afirma.

Logo, mais do que segmentar este ingrediente a uma faixa etária, deve ser usado consoante as necessidades da pele. A sua formulação deve ser alterada consoante as carências de cada indivíduo, produtos com ácido retinóico são ideais para combater acne, melasma, manchas de idade ou até cicatrizes. O retinol, por sua vez,  é o aliado perfeito na prevenção do envelhecimento e combate a pequenas manchas.

Como usar?

Tanto o ácido retinóico como o retinol podem ser aplicados sozinhos, se a textura se apresentar em creme. No entanto, se optar por fórmulas em sérum ou cápsulas, deve aplicar depois um hidratante sem elementos que possam interferir com o retinol.

Além disso, “uma boa maneira de evitar irritação é através da aplicação da quantidade certa. Usar uma maior quantidade de retinol não o vai tornar mais eficaz apenas irá causar mais irritação. Se usar fórmulas que contenham ceramidas, está a ajudar a proteger a pele contra a irritação”, refere engelman.

Invista antes num produto mais concentrado e aplique-o apenas à noite, verá que os resultados vão ser satisfatórios.

Deve também ter em conta a altura do dia em que aplica estes produtos, “visto que o retinol pode ser instável sobre radiação ultravioleta, os produtos devem ser usados como um complemento aos seus cuidados de noite. esta é também a melhor altura para estimular a renovação celular, pois este processo dá-se durante a noite. Além destes cuidados, é fundamental que use um protetor solar e antioxidantes na manhã seguinte para proteger o rosto da exposição solar”, conclui.

Existem alguns produtos cuja fórmula permite a aplicação durante o dia, porém a concentração de retinol acaba por ser tão baixa que não compensa. Invista antes num produto mais concentrado e aplique-o apenas à noite, verá que os resultados vão ser satisfatórios.

5 produtos com retinol 

Comece com pequenos passos para grandes resultados e adicione um destes produtos à sua rotina diária.

Time Wise Repair
Mary Kay, 52€


Sérum reti Age Liposomal
Sesderma, 38,62€


Sérum Ceramide Capsules
Elizabeth Arden, 90,40€


Sérum Intensive retinol 
Institut Esthederm, 56,45€


Sérum de noite NCTF-Intensive
Filorga, 56,50€


Já alguma vez usou retinol? Conheça ainda os alimentos que ajudam-na a combater as rugas.

A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 222, dezembro de 2018.
Mais sobre pele

Comentários

Retinol: um poderoso aliado para combater o envelhecimento

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.