Moda

Made in Portugal: esta app lava, engoma e leva a sua roupa a casa

Chama-se Dona Rosa e promete tornar a sua vida bem mais fácil. Diminua o tempo das tarefas domésticas usando apenas o telemóvel.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Made in Portugal: esta app lava, engoma e leva a sua roupa a casa
© D.R
Marta Chaves
Escrito por
Fev. 27, 2020

Se não tem uma Dona Rosa de carne e osso, esta é a sua oportunidade de ter uma virtual. A marca é tão portuguesa quanto o nome e quer, acima de tudo, diminuir o tempo das lides domésticas à vida atarefadas dos portugueses.

A ideia de Tomás Noronha e de Rodrigo Ruiz já está em prática e a funcionar na área de Lisboa – do Restelo ao Parque das Nações – e tem como objetivo não só abranger toda a área da Capital, como também chegar ao Porto.

A sua utilização é simples. Através da aplicação consegue agendar as recolhas e entregas de roupa (das 16 horas à meia-noite) e no local que quiser. Os serviços disponíveis incluem lavandaria, engomadoria e limpeza a seco, tudo através da aplicação – disponível para Android e iOS.

Já está a olhar para a pilha de roupa dentro do cesto? Antes de pegar no telemóvel, leia a entrevista com os fundadores da marca e saiba tudo sobre este serviço inovador.

Entrevista a Rodrigo Ruiz e Tomás Noronha

Quem é a Dona Rosa?

A Dona Rosa é o primeiro serviço em Portugal de recolha e entrega de lavandaria, engomadoria e limpeza a seco ao domicílio através de uma app mobile. Os clientes podem adquirir diversos serviços de lavandaria e agendar recolhas e entregas de roupa à hora que quiserem, de onde quiserem e para o horário e local que lhes convier, tudo através da app.

Porque é que decidiram lançar esta app?

A Dona Rosa surge como resposta a uma necessidade na vida dos portugueses, identificada por nós, e do desejo de a resolver: melhorar a qualidade de vida. O que pretendemos é conseguir que as pessoas aproveitem melhor o seu tempo.

Em 48 horas, a app Dona Rosa trata da sua roupa e entrega-a num local escolhido por si.

Não há nada mais valioso do que o tempo, e a componente digital do serviço Dona Rosa, ao permitir ao cliente organizar-se e programar melhor a sua vida, dá-lhe mais tempo para fazer aquilo que realmente gosta e viver mais e melhor.

Quanto tempo demoraram a construir o projeto?

A ideia surgiu em 2018, e após um ano de trabalho e planeamento, foi lançada a primeira versão da app em soft launch em dezembro de 2019. No final de janeiro de 2020, a app foi lançada para o público, encontrando-se agora em plena atividade.

Quantas pessoas é que trabalham convosco?

Atualmente, a Dona Rosa conta connosco [os 2 fundadores] como membros permanentes, além de vários colaboradores e parceiros pontuais.

Têm um espaço físico próprio para tratarem da roupa?

A roupa dos clientes Dona Rosa é tratada junto dos parceiros da empresa, lavandarias tradicionais de bairro cujos negócios são dinamizados com estas parcerias. Assim, ao confiar a sua roupa à Dona Rosa está a apostar na dinamização dos negócios tradicionais.

Quais são os serviços que têm disponíveis e em quanto tempo é que entregam a roupa aos clientes?

A Dona Rosa disponibiliza os serviços de lavandaria, engomadoria e limpeza a seco, incluindo roupa de casa. Funciona todos os dias, incluindo sábados e domingos, das 16 horas à meia-noite.

A roupa fica pronta em 48 horas e é entregue ao domicílio, ou noutro local definido pelo cliente, a partir do terceiro dia.

Tanto o dia da recolha da roupa suja como o dia de entrega da roupa lavada podem ser alterados até à meia noite do dia anterior pelo próprio cliente. A equipa da Dona Rosa só irá adiar algum prazo caso algum imprevisto grave surja, e será sempre comunicado ao cliente e acordado um novo prazo.

Há um limite de peças que os clientes possam pedir de uma vez só? E que tipo de peças é que não aceitam?

Não existe limite de peças nem de peso. No entanto, o valor mínimo para o cliente poder agendar uma recolha é de 20€. O custo vai variar consoante o serviço solicitado, o volume da encomenda e a tipologia de roupa a tratar, sendo todos apresentados no momento da encomenda na app.

De momento, a Dona Rosa apenas aceita alguns tipos de roupa, incluindo roupa de casa. A curto prazo pretende alargar a recolha a todo o tipo de roupa. As próximas peças a serem aceites serão tapetes e cortinas. Posteriormente, a empresa também quer passar a aceitar peles.

O que é que acontece se alguma peça ficar danificada?

Assim que a roupa for entregue, o cliente tem várias opções na app através das quais pode entrar em contacto com a equipa Dona Rosa e expor os problemas e dificuldades que encontrem. Os contactos podem ser feitos através de e-mail ou WhatsApp.

A Dona Rosa dispõe também de Livros de Reclamações online.

Como é que veem a evolução da vossa marca? Têm a ambição de chegar a todo o País?

Existe um planeamento de expansão que foi definido no início do projeto. O número de registos no Porto e noutras zonas adjacentes a Lisboa tem superado as expetativas iniciais, o que poderá antecipar a inclusão de novas áreas de abrangência do serviço.

O principal objetivo será estender os serviços Dona Rosa a todo o país e, um dia mais tarde, quem sabe, ir além fronteiras.

Últimos