Receitas

Aprenda a fazer iogurte caseiro

Um iogurte caseiro não é tão difícil de fazer como possa pensar. Só precisa de ter leite e iogurte natural com culturas-vivas para servir de cultura-mãe.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
iogurte caseiro
Rita Caetano
Escrito por
Ago. 21, 2019

Se há alimento versátil, o iogurte é um deles. Pode ser consumido simples ou ser um ingrediente de um doce ou de um prato salgado. Na verdade, casa com qualquer refeição do dia.

Além disso, como produto fermentado que é, tem muitos benefícios para a saúde. Posto isto, ponha mãos à obra e faça o seu próprio iogurte em casa.

Sugerimos-lhe que siga a receita que Sandor Ellix Katz, o guru da fermentação, ensina no livro Os Segredos da Fermentação (Lua de Papel). No que aos ingredientes diz respeito, precisa apenas de leite e iogurte natural com culturas-vivas (procure no rótulo esta identificação na lista de ingredientes) para servir de cultura-mãe.

Como equipamento, só necessita de dois frascos de 1L cada (ou quatro de 500ml); uma geleira bem isolada onde caibam os frascos (ou uma iogurteira) e um termómetro que meça com precisão temperaturas entre os 43 °C e os 82 °C.

Como fazer iogurte caseiro

4-24 horas 2 litros

Ingredientes

2 L leite gordo

2 c. chá iogurte natural com culturas vivas para servir de cultura-mãe


Modo de preparação

1. Aqueça o leite, em lume brando, até aos 82ºC, ou até começarem a formar-se bolhas. Mexa o leite com frequência para não queimar. Pode aquecer o leite em banho maria. Este passo não é absolutamente necessário, mas produz um iogurte mais espesso

2. Aqueça água quase até ao ponto de ebulição e deite na geleira, formando uma camada de 8 a 10 cm de profundidade. Feche-a e verifique a temperatura ao fim de 10 minutos. Acrescente um pouco de água quente ou fria, conforme o necessário para ajustar a temperatura a cerca de 46 ºC

3. Arrefeça o leite aquecido até aos 46ºC, ou ao ponto em que ainda está quente, mas lhe permite por um dedo sem se queimar. Pode acelerar o processo, colocando o tacho com leite quente numa tigela com água fria e ir mexendo os dois. Não deixe que o leite arrefeça demasiado. As culturas de iogurte mantêm-se mais ativas a uma temperatura superior à do corpo humano

4. Misture um pouco de leite quente com a cultura mãe, mexa para dissolver o iogurte e depois junte-o ao leite. Use apenas uma colher de chá de cultura mãe por litro

5. Guarde a mistura nos frascos. Tape-os

7. Verifique a temperatura da geleira mais uma vez. Deve estar nos 46ºC e assegure-se que o nível de água não é tão alto que deixe os frascos a flutuar. Coloque os frascos dentro da geleira e caso sobre muito espaço, acabe de encher com garrafas com água quente. Feche a geleira e coloque-a num sítio quente onde não seja mexida

8. Verifique a temperatura ao fim de uma hora. Caso se encontre abaixo dos 43ºC, acrescente um pouco de água fervida para aumentar a temperatura

9. Ao fim de 4 a 8 horas, vire um frasco de lado e observe a consistência. Idealmente, deverá estar suficientemente sólido para manter a forma. Se não estiver espesso, retire alguma da água morna da geleira e substitua-a por água quente para voltar aos 43.ºC. Deixe repousar por mais quatro a oito horas.

10. Consuma o iogurte caseiro simples, adoçado ou salgado e guarde parte dele para usar como cultura mãe.

Com esta pode fazer as receitas que encontra na edição de setembro da Saber Viver: Labneh (queijo de iogurte); Raita (molho salgado de iogurte) e Doogh (refrigerante persa de iogurte).

Junte ao seu iogurte maçã caramelizada com aveia.

Últimos