Importa assim tanto contar calorias quando queremos perder peso?

Controlar a quantidade de calorias ingerida faz parte da grande maioria das dietas alimentares (quem nunca?). Mas, e se isso for o menos importante para conseguir perder de peso? Há um novo estudo que prova que é a qualidade da dieta, e não a quantidade de calorias ingeridas, que pesa mais nesta equação.

De acordo com os resultados do estudo publicado recentemente no site norte-americano JAMA, reduzir a quantidade de calorias ingerida poderá não ser o conselho mais revelante se o objetivo for perder peso, noticia o New York Times.

Contar calorias vs contar nutrientes

O estudo comprovou que os participantes que diminuiram o consumo de açúcar adicionado, cereais refinados e alimentos altamente processados, e investiram por sua vez na ingestão de uma boa quantidade de vegetais e alimentos integrais, perderam peso significativo durante um ano. Isto sem se terem preocupado com a quantidade de calorias ou de comida que colocaram no prato.

Mais de 600 pessoas participaram no estudo. Para que fossem tidas em conta as diferenças genéticas, os participantes foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Os que seguiam dietas maioritariamente pobres em gordura e os que se encontravam em dietas pobres em hidratos de carbono.

A investigação provou que a redução de hidratos, gorduras e calorias não teve um impacto na perda de peso.

Pelo contrário, as mudanças na qualidade da dieta foram um autêntico sucesso.

Matemática à parte, a solução está na dieta funcional

A nutricionista portuguesa Lillian Barros, não podia estar mais de acordo. “Já não é de agora que defendo que deveríamos deixar de contar calorias e começar a contar nutrientes”, explica à Saber Viver.

Como refere o site Well and Good, “ingerir 100 calorias de doces e açúcar tem de ser menos benéfico para o nosso corpo do que ingerir 100 calorias de vegetais, certo?”.

Certíssimo. Como explica Lillian, até há bem pouco tempo “as dietas eram tidas como cálculos matemáticos de distribuição alimentar. Se quisesse emagrecer, era fácil. Gastava x, comia y e automaticamente emagrecia. A partir de certa altura, começou-se a perceber que o valor calórico é menos importante do que o tipo de alimento que colocamos no nosso prato”.

A chave está, portanto, em optar por alimentos funcionais e deixar de lado a dieta matemática que só tem em conta apenas o valor calórico, de acordo com a nutricionista e autora do blog Santa Melancia.

“Mais importante do que fazer estes cálculos matemáticos, é ter em conta alimentos mais nutritivos, ricos em fibra, com mais vitaminas e minerais, menos processados e fugir também dos produtos diet ou light. Apesar de baixos em calorias, não são assim tão saudáveis”, confirma. “Os planos alimentares funcionam com uma ingestão baixa de calorias, sim. Porém não são sustentáveis a longo prazo e facilmente entramos naquelas que chamamos de dietas iô-iô”.

Costuma contar a quantidade de calorias que ingere? Veja ainda este plano de treino para emagrecer.

Mais sobre ciência , nutricionista

Comentários

Importa assim tanto contar calorias quando queremos perder peso?

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.