Saúde

É mesmo verdade: o cérebro das mulheres muda durante a gravidez

Uma nova investigação mostra que as mulheres em gestação não conseguem desempenhar certas funções tão bem quanto as que não estão. Afinal, o cérebro das mulheres grávidas altera-se e nós explicamos porquê.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
O cérebro das mulheres grávidas muda durante a gestação
Marta Chaves
Escrito por
Mar. 16, 2018

Já deve ter ouvido falar das expressões ‘cérebro de grávida’ ou ‘baby brain’, em inglês, mas tem-se vindo a provar que não são apenas expressões. É frequente ouvir as grávidas falar das suas falhas de memória, que demoram mais tempo a agir e a tomar decisões. Mas qual é a explicação científica para isso?

Recentemente, foi divulgada uma investigação que analisou se o cérebro das mulheres grávidas sofre alterações durante a gestação. Se sempre duvidou disto, então saiba que é mesmo verdade.

O que acontece ao cérebro das mulheres grávidas?

O estudo publicado no Medical Journal of Australia juntou 709 grávidas e 521 mulheres que não estavam grávidas para realizar uma série de tarefas, que incluíam tomada de decisões, planeamento, memória e concentração. Os resultados mostraram que as mulheres à espera de bebé tiveram piores resultados do que as que não estavam grávidas.

É importante realçar que os cientistas não definiram o tempo exato de quando isto acontece.

As alterações no cérebro das mulheres grávidas variam de mulher para mulher e atingem diferentes fases da gravidez. Porém, foi observado que as alterações começaram a ter mais impacto durante o primeiro trimestre. A meio da gestação estabilizaram.

Primeiro o bebé

O ano passado foi publicado um outro estudo que mostrava que a massa cinzenta do cérebro diminuía em áreas ligadas à cognição e à interacção social. Na verdade, não quer dizer que as grávidas fiquem com menos capacidades sociais. Acontece que os circuitos neuronais são realocados e preparam o cérebro para identificar as necessidades do bebé. A mãe e o filho criam laços e ficam mais próximos um do outro.

Sasha Davies, uma das autoras, revelou ao site The Conversation: “isto ajuda a perceber que o ‘cérebro de grávida’ pode ajudar as mulheres a criarem os filhos, uma vez que o cérebro adapta-se ao novo papel de mãe”. Foi ainda provado que esta massa cinzenta volta a ganhar tamanho dois anos após o nascimento do bebé.

Resumindo: não há motivo para alarme. Encare isto apenas como uma fase. Passados dois anos, tudo volta ao normal!


Sabia que o cérebro das mulheres grávidas se alterava? Veja também as seis atividades que exercitam o cérebro.

Últimos