Horóscopo

Annabel Gat: “A astrologia é uma ferramenta muito divertida quando começamos a conhecer alguém”

Falámos com a astróloga norte-americana Annabel Gat, autora de The Astrology of Sex & Love, para entender como realmente funciona a compatibilidade entre os signos. Não resistimos em partilhar o que aprendemos.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Annabel Gat: “A astrologia é uma ferramenta muito divertida quando começamos a conhecer alguém”
© Ilustrações de Jess Rotter/The Astrology of Love & Sex. Grafismo: Carolina Carvalhal
Carolina de Almeida
Escrito por
Carolina de Almeida
Out. 10, 2019

Acredita em signos incompatíveis? Annabel Gat não. A astróloga, nascida e criada em Nova Iorque, acaba de lançar um livro que pretende ser um “guia inclusivo para o amor e o sexo”, adaptando os conhecimentos tradicionais da astrologia aos tempos modernos.

Ao passarmos os olhos por The Astrology of Love & Sex – A Modern Compatibility Guide, é impossível não ficar agarrado à página do nosso signo e, mais importante, dos signos com quem mantemos, mantivemos ou queremos manter uma relação – mesmo para os mais “descrentes” nesta ciência.

Ao longo das 287 páginas, Annabel Gat explora os traços de personalidade de cada signo, as suas filosofias amorosas, inclinações sexuais e compatibilidade. Nunca vai ler as palavras “signos incompatíveis”, porque o objetivo deste guia moderno é destacar as potencialidades, desafios e forças de cada par.

É, por isso, um livro positivo e muito divertido, além de inclusivo – esqueça as dualidades Carneiro Homem/Carneiro Mulher, a abordagem da astróloga é genderless.

Como funciona, afinal, a compatibilidade? Em resumo, “existem 12 signos do zodíaco, e a distância entre dois signos fala do tipo de lições que o casal vai experimentar”, refere a autora, certificada pela Society for Astrological Research, no início do livro.

Foi com base nesta investigação astrológica das relações entre os signos e com inúmeras conversas com amigos, namorados, alunos e professores de diferentes backgrounds e sexualidades, que Annabel Gat construiu o livro.

“A Astrologia tem sido a minha paixão nas últimas duas décadas, por isso foi incrível compilar todo o conhecimento que reuni sobre amor, sexo e astros e criar um livro. Quando dou o meu livro a alguém, sinto que estou a dar um encapsulamento da minha mente”, diz à Saber Viver.

Leia a entrevista com a astróloga e mergulhe no mundo imprevisível da compatibilidade de signos.

Entrevista com Annabel Gat, autora de The Astrology of Love & Sex

Tem a certeza de que não existem signos incompatíveis? Por vezes, parece mesmo que sim…

Existem pessoas incompatíveis, mas não signos incompatíveis! A astrologia funciona com planetas, como o Sol, no signo do zodíaco, e dependendo da relação geométrica entre o grau exato do nosso signo solar face ao da outra pessoa, acontece uma certa química ou ressonância. No entanto, enquanto há aspetos mais tensos ou até de confronto entre planetas, nenhum deles é inerentemente mau, e na verdade, os mais “difíceis” podem significar uma química muito apaixonada!

A ‘faísca’ entre duas pessoas é tão importante! O que é crucial na compatibilidade não é o signo solar, mas a maturidade, as habilidades de comunicação e o desejo de estar numa relação. A compatibilidade do signo solar apenas mostra ideias de qual a melhor forma de fazer as coisas, e o meu livro em particular funciona como ferramenta para a autorreflexão, ou reflexão do casal.

O meu livro fala para os arquétipos de cada signo, por isso, se estiver apaixonada por alguém, pode ler o seu capítulo, e acrescentar as suas próprias ideias, com base no que sabe da outra pessoa enquanto indivíduo (a pessoa real é tão mais importante do que o signo!), para impressioná-la num encontro ou para ficar a conhecê-la melhor, em geral.

annabel gat
Annabel Gat é a astróloga sénior da app Astro Guide, da Vice, nos EUA. Foto cedida pela autora

Como é que a astrologia pode ajudar-nos nas relações amorosas e sexuais? Poderá melhorar um relacionamento?

O mais importante num relacionamento é a honestidade e a comunicação. Nem tem a ver com honestidade para com a outra pessoa – na realidade, acredito que é bom haver algum mistério e não partilhar tudo. Mas temos de ser extremamente honestos connosco!

A autorreflexão é a chave para sermos o melhor que podemos ser num relacionamento. Quando nos conhecemos a nós mesmos, as nossas necessidades, as nossas fronteiras e a nossa verdade, podemos fazer melhores escolhas. E a astrologia é uma ótima ferramenta para isso.

Por exemplo, se abrir o capítulo do seu signo solar no meu livro e ler algo que a faça dizer: ‘não, isto decididamente não é verdade para mim’, então foi bem-sucedida a atividade de descobrir a sua verdade! Nos meus livros, e nos meus horóscopos em Astro Guide, onde sou astróloga sénior, o meu principal objetivo é ser manter-me fiel aos arquétipos astrológicos, e depois permitir ao leitor decidir se está certo ou errado para eles.

A comunicação é crucial em cada relação. Se alguém tem péssimas habilidades de comunicação, não interessa se tem uma ‘compatibilidade astrológica perfeita’. Penso que a astrologia é uma ferramenta de comunicação muito divertida quando começamos a conhecer alguém. Por exemplo, perguntar “li que o teu signo solar adora a natureza, é verdade para ti? Preferes praia ou montanha?”. Dá-nos umas luzes e uma forma fácil de conhecermos alguém. E claro, a astrologia tem implicações espirituais e filosóficas também, como a livre-vontade, por isso pode ainda abrir portas para conversas profundas sobre a vida.

A forma como os livros de compatibilidade têm sido escritos durante muito tempo baseia-se na fórmula 'Carneiro Homem, Touro Mulher', que não é inclusiva.
Annabel Gat Annabel Gat

O seu livro está focado nos signos solares. Existem outras formas de conhecer e explorar a compatibilidade entre signos?

Sim, o signo solar é apenas o primeiro passo. Pode usar o livro para ler o seu signo lunar e o signos das casas Vénus e Mercúrio também. E, se procurar um astrólogo profissional, este irá comparar o seu mapa astral e o do seu companheiro das mais variadas e divertidas formas.

Qual foi a sua maior aprendizagem em relação à compatibilidade astrológica?

Nunca digas nunca. Geralmente, quando um cliente meu me diz que nunca irá namorar com um determinado signo, acaba por ser o signo da pessoa por quem se apaixona a seguir. Mantenha a mente aberta!

A compatibilidade a nível sexual cria muita curiosidade. Quão divertido foi escrever sobre esta área? Recebeu feedback por parte dos leitores?

Sim, foi muito divertido! Os leitores disseram-me que estão a deixar marcadores em determinadas páginas como pistas para os seus companheiros.

É muito interessante o facto de o livro ter uma narrativa inclusiva em termos de género. Considera que a astrologia pode ser sexista?

A forma como os livros de compatibilidade têm sido escritos durante muito tempo baseia-se na fórmula ‘Carneiro Homem, Touro Mulher’, que não é inclusiva. Foi crucial escrever um livro que inclua toda a gente.

Com base na sua experiência como astróloga, quais são as combinações de signos que considera mais e menos compatíveis?

Recentemente – e isto continuará a evoluir – tenho recebido muito feedback de casais com o mesmo signo que dizem que estar com alguém tão semelhante tem sido maravilhoso – ou desastroso! Isso é o que tenho notado ultimamente.

Mas, em geral, há muito mais num mapa astral para julgar a compatibilidade do que apenas com os signos solares.

Sou Touro, casada com Carneiro. Algum conselho especial que não esteja no livro?     

Desde que ele continue a beijar-lhe o pescoço e que continue a massajar-lhe o couro cabeludo, a vossa chama deverá continuar viva! A comunicação é muito importante, mas também o toque, e a astrologia é uma excelente ferramenta para explorar como cada signo gosta de ser cativado.

Últimos

Acha que sabe distinguir cosméticos naturais dos restantes?
Beleza
Acha que sabe distinguir cosméticos naturais dos restantes?
Dormir a sesta não é sinal de preguiça, é bom para o coração
Saúde
Dormir a sesta não é sinal de preguiça, é bom para o coração
Pão de castanhas: uma sugestão deliciosa e nutritiva
Receitas
Pão de castanhas: uma sugestão deliciosa e nutritiva
19 bandoletes para palmilhar as ruas com o acessório da estação
Moda
19 bandoletes para palmilhar as ruas com o acessório da estação
Como reduzir manchas e ter uma pele luminosa em três passos
Beleza
Como reduzir manchas e ter uma pele luminosa em três passos
Seremos realmente livres de deixar crescer os nossos pelos?
Beleza
Seremos realmente livres de deixar crescer os nossos pelos?
Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres
Cultura
Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres
Experimente estes jogos de sexo e quebre a monotonia da relação
Sexo
Experimente estes jogos de sexo e quebre a monotonia da relação
Síndrome pré-menstrual: tem estes sintomas?
Saúde
Síndrome pré-menstrual: tem estes sintomas?
27 frases de empoderamento feminino para se inspirar todos os dias
Sociedade
27 frases de empoderamento feminino para se inspirar todos os dias
Crónica: Yoga. Por onde começar?
Bem-estar
Crónica: Yoga. Por onde começar?
Os 5 modelos de botas que todas deveríamos ter no guarda-roupa
Moda
Os 5 modelos de botas que todas deveríamos ter no guarda-roupa