Cultura

Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres

Percorra esta lista de documentários sobre mulheres (mas para todos) e deixe-se inspirar.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Em busca de inspiração? Encontre-a nestes 12 documentários sobre mulheres
© D.R
Vera Santos
Escrito por
Vera Santos
Out. 16, 2019

Há-os para todos os gostos. Para os amantes da natureza, para os aficionados da ciência e para os apaixonados pela alimentação saudável. Para quem é um coração mole com os animais ou para as fãs de true crime. Os documentários são a mistura perfeita entre um filme de ficção e o noticiário da noite. E sim, pode acompanhar com pipocas.

Com toda a informação que temos disponível, é preciso saber distinguir aquela que realmente interessa da que não é tão relevante. Tentámos simplificar o seu trabalho e encontrámos 12 documentários sobre mulheres (para toda a gente) que vão aumentar a sua cultura geral e dar-lhe um boost de inspiração.

Se há muito tempo que não pensa “adoro ser mulher”, então prepare-se. A seleção que temos para si é de a deixar cheia de orgulho.

12 documentários sobre mulheres para se sentir inspirada

  • Feminists – what were they thinking?

    Feminists – what were they thinking?

    Este documentário dá-nos um olhar para o que o feminismo foi, em tempos, e o que é atualmente. Através de um contraste entre histórias pessoais e gravações antigas e outras mais recentes, leva-nos numa viagem ao passado e mostra-nos como a cultura feminista foi evoluindo ao longo dos tempos. As atrizes e ativistas Jane Fonda e Lily Tomlin são apenas algumas das mulheres entrevistadas, naquela que é uma tentativa de analisar o movimento de empoderamento feminino, de forma provocadora e imersiva. Envolvido em polémica, este é um documentário que vale a pena ver. IMDB – 6,8/10

    1 / 12

  • Ask Dr. Ruth

    Ask Dr. Ruth

    Este documentário conta-nos a história de Ruth Westheimer, desde o momento em que se viu obrigada a fugir da Alemanha, sozinha, em pleno Holocausto, passando pelos anos 80, quando criou um talk-show chamado Sexually Speaking (em português, Sexualmente Falando). Numa época em que o sexo era tabu, Ruth dizimou vários estereótipos e tornou-se uma autoridade no que toca à sexualidade. Hoje, é uma personalidade conhecida por muitos. Autora de vários livros e com uma vasta carreira na televisão, é um exemplo de coragem e carisma que não deixa ninguém indiferente. IMDB – 7,6/10

    2 / 12

  • Gaga: five foot two

    Gaga: five foot two

    É uma hora e 40 minutos de Lady Gaga nos bastidores das gravações do seu álbum Joanne e do histórico espetáculo que deu na Super Bowl. Entre muitas lágrimas e muito talento, a cantora fala de como a fama é solitária e das dores crónicas com que tem de viver. Um olhar por detrás das câmaras que mostra o oposto de uma vida perfeita e glamorosa e sublinha o ditado “nem tudo o que parece, é”. IMDB – 7,1/10

    3 / 12

  • He named me Malala

    He named me Malala

    Nenhuma lista de documentários feministas estaria completa sem o de Malala. Se faz parte do grupo das (poucas) pessoas que nunca ouviu este nome, então prepare-se para uma história arrepiante e inspiradora. A jovem ativista paquistanesa foi a pessoa mais nova de sempre a ganhar um prémio Nobel, pela defesa do acesso à educação na sua terra natal (onde as jovens estão proibidas de frequentar a escola) e dos direitos das mulheres. IMDB – 6,9/10

    4 / 12

  • RBG

    RBG

    RGB retrata a carreira da juíza Ruth Bader Ginsburg, no Supremo Tribunal de Justiça, nos Estados Unidos. Assumidamente feminista, liberal e defensora das igualdades de género e de raça e dos direitos da classe trabalhadora, Ruth dedicou a sua vida profissional à igualdade e à justiça. Aos 86 anos, a juíza continua a trabalhar, apesar dos seus problemas de saúde. Uma história de perseverança e dedicação. IMDB – 7,5/10

    5 / 12

  • The women’s list

    The women’s list

    15 caras bem conhecidas do público são entrevistadas sobre o tema do feminismo e falam sobre os avanços culturais que se têm feito sentir nos últimos tempos. Entre as personagens está a cantora Alicia Keys, assim como a apresentadora de televisão Wendy Williams e a escritora e realizadora Shonda Rhimes (conhecida pela série Anatomia de Grey). Todas elas figuras de referência nos seus ramos, vão retratando as suas vivências ao longo do documentário, ao mesmo tempo que passam mensagens relevantes aos tempos que correm. Encontrar uma voz pessoal e ser autêntica são apenas alguns dos valores que The Women’s List pretende passar às mulheres. IMDB – 7,9/10

    6 / 12

  • Advanced style

    Advanced style

    Se é daquelas que fica em pânico quando vê um cabelo branco e quer arrancá-lo imediatamente, mas tem medo que cresçam outros sete no seu lugar, então este documentário é para si. As estrelas de Advanced Style – que é também um blogue com imenso sucesso – podem estar já na terceira idade, mas o seu espírito é mais jovem do que o de muitas mulheres que ainda nem estão na casa dos 30. Com Nova Iorque como cenário e a moda como tema central, a força e criatividade destas mulheres saltam bem à vista e tocam qualquer um. IMDB – 7,3/10

    7 / 12

  • Joan Didion: the center will not hold

    Joan Didion: the center will not hold

    Com a intenção de desmistificar a imagem sombria e deprimida de Joan Didion, o seu sobrinho, o ator Griffin Dunne, realizou um documentário sobre a sua vida. Jornalista e escritora, com uma vida pessoal repleta de tragédia e uma carreira premiada e reconhecida, Joan Didion é, sem dúvida, uma figura marcante. Para além da entrevista com a autora, o documentário inclui um olhar exclusivo sobre vários momentos da sua vida e carreira. IMDB: 7,4/10

    8 / 12

  • Knock down the house

    Knock down the house

    Knock down the house conta a história inspiradora de quatro mulheres que, revoltadas com a situação do país e com as suas consequências, se candidataram ao Congresso dos Estados Unidos da América. Sem qualquer tipo de experiência política e com poucos fundos monetários, criaram um movimento que ficará para a história . IMDB – 6,8/10

    9 / 12

  • The death and life of Marsha P. Johnson

    The death and life of Marsha P. Johnson

    Considerada a Rosa Parks do movimento LGBT, Marsha P. Johnson foi uma ativista transexual que teve um papel importante na luta pelos direitos gay. Marsha foi encontrada morta em 1992, em circunstâncias consideradas pela polícia como suicídio, mas os seus amigos acreditam que foi assassinada. Este é um documentário que mostra a realidade da perseguição de que são alvo os membros da comunidade LGBT e que inspira a lutar pela liberdade e pelos direitos das minorias . IMDB – 7,2/10

    10 / 12

  • Mercury 13

    Mercury 13

    Se há documentário que grita “feminismo” é Mercury 13. Da mesma forma que o filme Hidden Figures (em português, Elementos Secretos) o faz, este documentário retrata a equipa de mulheres matemáticas que tiveram um papel importante na missão de levar o Homem ao espaço. As 13 mulheres fizeram os testes para integrar o grupo de astronautas, mas o pedido foi-lhes negado pelo simples facto de não serem homens.

    11 / 12

  • Homecoming: a film by Beyoncé

    Homecoming: a film by Beyoncé

    Que Beyoncé é adorada por muitos, não é novidade. Realizado pela cantora, este filme/documentário retrata o backstage dos ensaios para o festival Coachella de 2018 e as preparações para a atuação histórica. Beyoncé é feminista assumida e ativista pelos direitos das mulheres e da comunidade afro-americana. IMDB – 7,5/10

    12 / 12

Últimos