Beleza

Mesoterapia: consegue eliminar a celulite de vez?

Esta técnica pode ajudar e muito quem quer reduzir a celulite (mas não só) e sentir-se melhor na sua própria pele. Será que elimina de vez este problema? Fomos descobrir.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Marta Chaves
Escrito por
Marta Chaves
Jan. 09, 2019

A celulite pode ser como uma espécie de praga para muitas mulheres que a têm e que gostariam de ver-se livres dela de vez. Antes de passar para um tratamento estético, há, na verdade, muitas alterações que pode fazer no seu dia a dia que ajudam, pelo menos, a melhorar visivelmente o aspeto da pele e a prevenir o aparecimento da celulite.

Fazer exercício físico, beber muita água, comer certos alimentos – como o abacate, abacaxi, salmão ou banana – podem ajudar a combater a celulite. Mas é difícil fazer com que esta desapareça de vez, principalmente nas zonas mais comuns, como nas pernas, ancas e zona abdominal.

Para quem sofre com este problema, e principalmente para quem tem complexos com isto, os tratamentos estéticos acabam por ser uma opção viável para alcançar resultados desejáveis. Como é o caso da mesoterapia, a qual não traz complicações e surge como alternativa à cirurgia.

Na verdade, a mesoterapia não se restringe ao combate à celulite, podendo ser utilizada noutras áreas como a medicina desportiva, a reumatologia ou dermatologia.

O que é a mesoterapia?

“A mesoterapia é uma técnica de aplicação subcutânea de alguns produtos/fármacos através de uma agulha. Tanto pode ser uma corticóide [hormonas], como vitaminas, ou ácido hialurónico”, explica David Rasteiro, especialista em cirurgia plástica, reconstrutiva e estética no Instituto Português de Cirurgia Plástica e no Hospital de São José, ambos em Lisboa.

A técnica ajuda na redução do volume e da quantidade da celulite, uma vez que estimula a microcirculação. Ainda que este tratamento seja mais usual para a celulite, a mesoterapia tem outras funções e podem ser aplicada noutras áreas da medicina, como a angiologia, a reumatologia ou a medicina desportiva.

“Um dos problemas que trato é o envelhecimento cutâneo da face, nomeadamente a falta de brilho, rugas finas e manchas cutâneas discretas, que são as principais indicações para a mesotarapia que utilizo habitualmente”, partilha o cirurgião plástico, realçando uma outra utilização deste método, também procurado por mulheres.

É doloroso? Como é que funciona?

O cirurgião deixa a nota: “Melhora a celulite e reduz, mas não acaba totalmente”. É importante também que olhemos para o estilo de vida que levamos, para as nossas escolhas alimentares e para a falta de algumas rotinas, como exercício físico, por exemplo.

Quanto ao procedimento deste tratamento, este é invasivo, mas “pouco”, como nos diz David Rasteiro. “Há sempre uma injeção. É muito curta e indolor mas existe a introdução de uma agulha na pele, por isso podemos considerar um tratamento invasivo, mas pouco.”

E é doloroso? “Realizo anestesia tópica antes do tratamento (em média 30 minutos antes) ou seja, coloco um creme que anestesia a pele. Sem ele o procedimento é mais doloroso” refere.

Além da eficácia visível deste método e da pouca dor associada, é ainda relevante dizer que é seguro, sem efeitos secundários relevantes, à “excepção de alguma nódoa negra que eventualmente possa surgir”, garante David Rasteiro.

Tem ainda uma outra vantagem que o especialista sublinha. A possibilidade de fazer uma destas sessões durante a semana de trabalho, numa pausa de almoço e, após alguns minutos, sem alguém reparar que fez o tratamento. “A mesoterapia é uma técnica que, para além de ser fácil e relativamente indolor, tem um efeito muito significativo na qualidade da pele, sobretudo se paciente e médico respeitarem os protocolos instituídos”, conclui.

Quantas sessões são necessárias? E quais são os preços?

“Depende da indicação para a qual estamos a realizar a mesoterapia. No caso de rejuvenescimento do rosto, normalmente são necessárias três sessões. Atualmente utilizo a mesoterapia com ácido hialurónico num protocolo de três sessões (uma por mês) ou mesoterapia com PRP [Plasma Rico em Plaquetas, um processo que ajuda a acelerar a cicatrização], que são fatores de crescimento derivados das plaquetas, o chamado ‘beijo do Vampiro’. Também realizo sessões mensais durante três meses.”

As sessões de mesoterapia podem custar entre 200€ a 300€.


Já alguma fez experimentou mesoterapia? Saiba também tudo sobre drenagem linfática.

Últimos