Sexo

O admirável mundo dos sex toys. Quais são os melhores?

Para usar sozinha ou acompanhada, os sex toys prometem melhorar (e muito) a vida sexual. Descubra quais os mais utilizados, que funções desempenham e os cuidados a ter ao utilizá-los.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
O admirável mundo dos sex toys. Quais são os melhores?
© Unsplash
Marta Chaves
Escrito por
Fev. 21, 2019

A história diz-nos que há cerca de 30 mil anos começaram a surgir as primeiras formas fálicas em pedra, que deixaram os arqueólogos confusos: seria uma ferramenta? Se sim, porquê aquela forma? Porém, há quem defenda que já naquela altura se faziam brinquedos para explorar a sexualidade das mulheres.

Mais tarde, na Grécia Antiga, surgiram os primeiros dildos, ainda bastante rudimentares, feitos em madeira e em pele. Há mesmo quem diga que em algumas culturas, os sex toys (ou brinquedos sexuais) eram usados para tirar a virgindade a jovens raparigas. Felizmente, o verdadeiro significado destes objetos é dar prazer a ambos os sexos. O conceito foi sofrendo alterações, mas ainda hoje há alguns tabus por desmistificar.

Acredite que a sua sexualidade vai beneficiar, e muito, com as brincadeiras eróticas proporcionada pela utilização destes objetos mágicos – Vânia Beliz, in Ponto quê? 

O que são sex toys?

“Como o nome indica, são brinquedos sexuais, objetos feitos com a única finalidade de excitar e, consequentemente, de ajudar quem os utiliza a ter mais prazer”, explica a sexóloga Vânia Beliz, no livro Ponto quê? (Objetiva, 2011).

Como é provavel que já tenha visto, existem centenas de modelos de sex toys, com diferentes finalidades e para estimular diversas parte do corpo. A pergunta que se impõe é: como escolher? Na verdade, deve primeiro perceber de que é que sente falta, seja nas relações sexuais, seja na masturbação, e que preferisse que fosse mais completo.

“Dependendo do tipo de prazer que queira obter ou da parte do corpo que queira estimular, há uma panóplia de possibilidades que poderão fazer verdadeiras maravilhas”, escreve a sexóloga. “Acredite que a sua sexualidade vai beneficiar, e muito, com as brincadeiras eróticas proporcionada pela utilização destes objetos mágicos. E mesmo que os use apenas com um fim masturbatório, pode fazê-lo com a ajuda ou na presença do seu parceiro.”

Top 5: os brinquedos sexuais mais comuns

Vânia Beliz enumerou os cinco sex toys que considera ser os melhores e mais utilizados. Veja a lista.

1. Estimulador duplo

Estimulador duplo, 34,95€

Estimula simultaneamente o clitóris e a vagina e pode ser utilizado a solo ou em casal. É feito em silicone e tem dez modos de vibração. Além disto é flexível e à prova de água.


2. Massajador clitoriano

Lily 2, 139€

Este é um objeto discreto, que também pode ser utilizado sozinha ou acompanhada, uma vez que serve exclusivamente para estimular o clitóris. O seu tamanho permite que ande consigo e tem ainda cinco modos de estimulação. Vem numa caixa, com um carregador e uma bolsa em cetim.


3. Vibrador com estimulador clitoriano

sex toys vibrador com estimulador clitoriano

Vibrador, 23,05€

É um dos vibradores mais famosos no mundo dos sex toys, pelas suas duas funções: o de penetração e de estimulação clitoriana com uma forma em coelhinho. Foi desenhado especialmente para mulheres e é conhecido por ser um sucesso.


4. Patinho vibratório

Patinho, 19,90€

É o famoso patinho de borracha utilizado no banho mas, desta vez, com uma função muito mais satisfatória. Tem um botão discreto que o põe a vibrar e pode ser utilizado em diferentes zonas do corpo, como peito, clitóris ou vagina.


5. Vibradores à prova de água

Vibrador, 26,09€

Existem inúmeros modelos, de diferentes tamanhos, e são ideais para levar para o duche. Tanto podem ser utilizados para penetração ou apenas para estimulação do clitóris.


Os sex toys também ajudam na saúde sexual 

Vera Ribeiro, sexóloga e autora do livro Manual de Sedução, dá algumas sugestões de brinquedos sexuais que podem ajudá-la a ter mais prazer e até a tratar alguns problemas físicos da vida sexual.

1. Dilatores progressivos

sex toys dilatores progressivos

Set de dilatores, 64,90€

“São utilizados não só para dilatação progressiva da vagina (indicado para situações de vaginismo) mas também para ajudar na recuperação do controlo do assoalho pélvico (parto vaginal)”, escreve a sexóloga. Os exercícios de Kegel também ajudam.

Um kit que inclui cones vaginais para serem utilizados em conjunto com alguns exercícios de relaxamento.


2. Bolas vaginais

Bolas vaginais, 29,95€

Tal como os dilatores, as bolas vaginais ajudam no fortalecimento da pélvis (por exemplo no pós parto) e servem assim para utilizar a força muscular. Vânia Ribeiro aconselha a fazer este exercício durante 30 minutos, com 20 contrações.


3. Bomba de vácuo clitoriana

sex toys bomba de vácuo

Bomba de vácuo, 52,80€

É o objeto ideal para quem tem pouca sensibilidade no clitóris, uma vez que vai aumentar a pressão sanguínea neste local.


Cuidados a ter com brinquedos sexuais

É um erro achar que estes brinquedos estão livres de quaisquer cuidados e que basta apenas utilizá-los quando bem lhe apetece. Na verdade, há algumas advertências que deve seguir para tornar a sua utilização segura.

A regra número 1 é, claro, a higiene. Todos os brinquedos sexuais devem ser devidamente limpos após a utilização. Cada um traz regras de limpeza, por isso não deixe de consultar a embalagem;

Na utilização destes objetos deve utilizar um lubrificante para que a sua utilização seja mais prazerosa;

Por norma, os vibradores têm prazo de validade, por isso verifique sempre esta data. Não devem ser utilizados quando ainda estão ligados à corrente e tenha em atenção se funcionam bem e não estão danificados;

Se depois da penetração anal passar para a vaginal, então deve ter medidas de prevenção extra. Ou limpa e desinfeta bem o objeto ou coloca um preservativo;

Confirme se o seu brinquedo sexual é mesmo à prova de água, pois nem todos são submergíveis.

(…) o pudor é inimigo do prazer, já o sabemos. O que não pode mesmo acontecer é ficar na ignorância e no desconhecimento só porque tem vergonha de entrar numa sex shop – Vânia Beliz

A compra não tem de ser um drama

Sente constrangimentos em comprar um brinquedo sexual? O sentimento é comum a muitas mulheres e homens, mas não tem de fazer disto um bicho de sete cabeças. Entrar numa sex shop tem de ser encarado como entrar numa loja de roupa, por exemplo. As duas têm diferentes propósitos, mas todas vão responder à procura.

“Assumir, em plena luz do dia, que se está a comprar um brinquedo sexual é ainda, para muitas pessoas, motivo de vergonha, e o pudor é inimigo do prazer, já o sabemos. O que não pode mesmo acontecer é ficar na ignorância e no desconhecimento só porque tem vergonha de entrar numa sex shop”, escreve Vânia Beliz.

A solução, claro, passa por comprar online. Hoje encontra centenas de sex shops com loja online e ainda pode guiar-se pelos tops da Amazon, que têm brinquedos sexuais classificados pelos utilizadores.

A verdade é que ainda há algum preconceito em relação a este assunto. Por exemplo, o best seller da marca japonesa Hitachi, Magic Hand, ainda hoje não é reconhecido como sex toy.

O produto é descrito como um “massajador” para “relaxar os músculos” porém, aparece nas sugestões de procura por vibradores – e já foi mesmo considerado um dos melhores brinquedos sexuais de sempre pela revista Cosmopolitan. No entanto, a marca nunca o assumiu como tal. Um golpe de marketing ou vergonha assumida? Fica a dúvida.

Alguns homens encaram os brinquedos sexuais como substitutos do parceiro, por isso, é importante que comece por lhe explicar que ele não vai ser ‘trocado’ nem posto em causa – Vânia Beliz

Sozinha ou em casal?

Quando se fala em vibradores, dildos, massajadores clitorianos, entre outros brinquedos, achamos, por norma, que são utilizados exclusivamente por mulheres e apenas quando há masturbação. A ideia vai-se descontruindo ao longo do tempo e vemos os estereótipos a cair com o passar do tempo.

“Na realidade, os brinquedos sexuais são cada vez mais utilizados em casal. Isto acontece sobretudo com o vibrador”, refere Vânia Beliz. E é verdade que a utilização de brinquedos sexuais por casais pode ajudar muito mais do que pensa. Um estudo realizado em 2016 pela Universidade de Chapman, na Califórnia, Estados Unidos da América, mostrou que as mulheres e homens que mais estavam satisfeitos com as suas vidas sexuais já tinham usado estes objetos sexuais.

Mas atenção, pois tem de haver abertura e comunicação para falar sobre este assunto. “Cuidado com as surpresas!”, alerta a sexóloga Vera Ribeiro, “Se quiser experimentar, fale primeiro sobre isso, e deem o primeiro passo os dois, escolhendo online ou indo a uma loja onde possam adquirir esses artigos”.

Também Vânia Beliz aconselha: “Alguns homens encaram os brinquedos sexuais como substitutos do parceiro, por isso, é importante que comece por lhe explicar que ele não vai ser ‘trocado’ nem posto em causa.”

Muito pelo contrário. Explique ao seu parceiro que este é um complemento que lhe dará mais prazer e, ao mesmo tempo, ensine-o a manuseá-lo para que quando o usarem a dois, possam desfrutar ao máximo. A sua utilização é benéfica para ambos, e é isso que deve ser transmitido.


Já comprou algum brinquedo destes? Se a resposta é “não”, veja este guia completo para encontrar o ideal.

Últimos