Saúde

10 questões sobre a pílula resolvidas por uma especialista

Será a pílula o melhor método contracetivo para si? Poderá ser a causa de uma diminuição do desejo sexual ou até mesmo de crises de ansiedade? Fomos descobrir as respostas as estas e outras perguntas e partilhamos tudo consigo.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
10 questões sobre a pílula resolvidas por uma especialista
© Twenty20
Vera Santos
Escrito por
Fev. 26, 2020

Em 2015, a pílula foi o método contracetivo mais utilizado pelas mulheres portuguesas, de acordo com um estudo levado a cabo pela Sociedade Portuguesa de Ginecologia e pela Sociedade Portuguesa de Contraceção. 58% das cerca de 4.000 mulheres inquiridas, com idades compreendidas entre os 15 e os 49 anos, afirmaram preferir a pílula a qualquer outro método contracetivo.

Desde uma nova liberdade sexual à prevenção de doenças graves – como o cancro dos ovários – passando pela redução da acne, a pílula foi revolucionária para muitas mulheres, trazendo consigo vários benefícios.

Deu-nos a possibilidade de evitar uma gravidez indesejada e ter controlo sobre a nossa vida sexual, ao mesmo tempo que ajudou a reduzir a dor causada pela endometriose e a síndrome do ovário poliquístico de que muitas de nós sofrem diariamente.

Não podemos negar o impacto positivo que a pílula tem na vida de muitas mulheres. Mas também é verdade que, numa geração caracterizada pela curiosidade e a vontade de questionar e saber sempre mais, sobretudo no que ao nosso corpo diz respeito, são várias as mulheres que têm cada vez mais dúvidas.

Será que tomo a pílula certa? Será que esta pode prejudicar a minha fertilidade no futuro? Selecionámos algumas das questões que achamos mais pertinentes e falámos com Sílvia Roque, médica ginecologista no Hospital CUF Descobertas. Conheça as suas respostas. 

Perguntas e respostas sobre a pílula contracetiva 

Costumo ter mudanças de humor drásticas e alguma ansiedade, é possível que sejam um efeito da pílula?

Sim, pode acontecer em algumas mulheres. O efeito hormonal provocado pela pílula pode provocar ansiedade, irritabilidade e alterações de humor.

Fazer uma toma continua de duas embalagens da pílula, de modo a não ter o período menstrual, é seguro? Se sim, posso fazê-lo sempre ou apenas ocasionalmente?

Sim, pode tomar duas caixas contínuas de pílula ocasionalmente, quando vai de férias ou não quer menstruar. No entanto, não deve fazê-lo sempre.

Tenho a libido muito em baixo, será um efeito secundário da pílula?

Pode acontecer com algumas mulheres porque as hormonas da pílula competem com a proteína de ligação das hormonas sexuais. Algumas mulheres têm essa queixa e, quando param a pílula, a libido volta ao normal.

Como é que posso saber qual a pílula contracetiva certa para mim?

Deve ter uma consulta com o ginecologista ou médico de família que faça planeamento familiar, porque terá de ter em conta fatores como dores menstruais, pelos em excesso ou hemorragias uterinas anómalas. As pílulas têm diferentes composições, por isso terá de se analisar qual a mais indicada para cada mulher.

Tomo a pílula há vários anos. Devo fazer uma pausa ou posso continuar sem problema?

Não se devem fazer paragens na toma da pílula porque, além de se poder engravidar nesse mês, fazê-lo também descontrola as hormonas. Atualmente, as pílulas já não têm doses muito elevadas de hormonas e não existe a necessidade de fazer paragem.

Tomar a pílula pode prejudicar a minha fertilidade no futuro?

Não, isso é um mito. Muitas vezes, até pode ajudar na fertilidade nas mulheres com ovários micropoliquísticos.

Quão necessário é, realmente, tomar a pílula à mesma hora todos os dias?

Deve tomar-se a pílula à mesma hora todos os dias. No entanto, se não ultrapassar mais de 12h, em princípio, não terá qualquer problema.

Posso confiar a 100% na eficácia da pílula ou devo utilizar um método contracetivo adicional, por precaução?

Se tomar a pílula sem esquecimentos, se usar preservativo quando tomar antibiótico ou quando tiver diarreia ou vómitos, então a pílula é um método eficaz e não precisa de usar outro método. Não esquecer, no entanto, que o preservativo previne as doenças de transmissão sexual, ao contrário da pílula.

Quais são os cuidados que devo ter se quero deixar de tomar a pílula? Basta parar de tomar ou há algo que preciso de saber ou fazer?

Basta deixar de tomar.

Qual o método contracetivo mais recomendado se vou deixar de tomar a pílula? Por outras palavras, quero deixar de tomar a pílula, mas engravidar está fora de questão, qual o método a que devo recorrer na sua vez? E se quero fugir às hormonas?

Deve recorrer ao médico ginecologista ou à consulta de planeamento familiar. Sem hormonas, só existe o preservativo ou o dispositivo intrauterino de cobre.

Últimos