Casa

Truques para manter a casa fresca nos dias mais quentes de verão

Saiba como manter a sua casa fresca sem recurso a ar condicionado ou ventoinhas em 7 passos simples. Poupe dinheiro e o nosso planeta.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Truques para manter a casa fresca nos dias mais quentes de verão Truques para manter a casa fresca nos dias mais quentes de verão
© unsplash
Marta Rebelo da Silva
Escrito por
Jul. 23, 2021

A verdade é que, à medida que os anos passam, temos tido temperaturas cada vez mais altas no verão. Esta estação consegue ser muito quente, especialmente se estivermos no interior.

Segundo o Relatório Especial do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas, a temperatura da Terra tem vindo a aumentar. Os últimos cinco anos foram os mais quentes desde que há registos e julho de 2019 foi o mês mais quente de sempre.

Se 2016 continua a ser o ano que registou maior variação da temperatura global, nos primeiros seis meses de 2019 a temperatura aumentou quase 1ºC.

Este facto, somado a deficientes condições de isolamento e ventilação, e excessiva exposição solar, faz com que no verão muitas casas portuguesas se tornem autênticos fornos, quentes e abafadas, fazendo-nos implorar por um ar condicionado.

O problema é que com a utilização dos equipamentos de climatização vem normalmente uma fatura de energia elétrica bem mais pesada, o que consequentemente estrangula as nossas carteiras.

Por essa razão, revelamos-lhe 7 truques para tornar a sua casa mais fresca. Meta estas dicas em prática e, quem sabe, consegue dispensar o ar condicionado ou a ventoinha na maior parte dos dias, e assim baixar a conta de eletricidade.

Como manter a casa fresca em 7 passos

1. Feche estores, cortinas, portadas e persianas durante o dia

Começamos por uma sugestão que parece ser óbvia, mas que muitas vezes é esquecida na ânsia de ar fresco: de dia, feche a sua casa, sobretudo nas horas de maior calor.

Corra as cortinas, baixe os estores, feche as portadas. A ideia é fazer sombra e diminuir a incidência da luz solar. Esta pequena medida é suficiente para conseguir uma diminuição de temperatura de até 6ºC.

Se não tiver estores nem cortinas e for uma janela virada para sul, onde a incidência solar é grande ao longo do dia, pense na hipótese de instalar um sistema que lhe permita fechá-la à luz, mas que não passe por impedir a sua abertura.

2. Abra as janelas à noite

Sabemos que algumas noites de verão em Portugal são quase tão tórridas como os dias, mas mesmo nessas noites sempre corre alguma aragem, e mesmo com temperaturas altas as noites nunca são tão quentes como os dias.

Em algumas localidades, em especial no interior, as amplitudes térmicas são bastante acentuadas. Use essa diferença de temperaturas a seu favor. À noite abra todas as janelas que fechou durante o dia, abrindo a casa à temperatura mais baixa e à passagem da brisa noturna para a arrefecer.

Tenha só especial atenção às luzes que tem acesas, com as janelas abertas e luz, pode ter a desagradável visita de mosquitos e melgas em sua casa, mesmo não as tendo convidado.

3. Faça churrascos no exterior

Esta época do ano pede sempre grelhados, não concorda? Opte por fazê-los sempre no exterior, caso contrário, a sua casa vai reter o calor (e o cheiro). Ao evitar gerar calor dentro de casa, diminuindo o calor gerado pelo fogão, vai conseguir pôr a casa menos abafada.

Se não tiver a oportunidade de aceder a um pátio ou a um terraço, utilize a varanda ou coloque um grelhador portátil junto à janela, por exemplo. Pode não ser tão eficaz como fazê-lo no exterior, mas sempre é melhor do que fazer inteiramente dentro de casa.

4. Não use lâmpadas incandescentes

Se motivos lhe faltavam para se desfazer das suas lâmpadas incandescentes, aqui tem mais um: os modelos mais antigos e comuns (de baixo custo e emissão de muita luz) consomem muito mais energia elétrica e aquecem imenso.

Estas lâmpadas perdem cerca de 90% da energia consumida sob a forma de calor, ou seja, além de as tornar pouco eficientes energeticamente, ainda aumentam significativamente a temperatura no interior.

Este tipo de lâmpada deverá desaparecer nos próximos anos. Opte por substituí-las por LEDS ou por lâmpadas economizadoras.

5. Crie sombras

Plante árvores e arbustos altos junto às suas janelas para que proporcionem uma boa sombra para o interior. Para além disso, ajudam a refrescar o ambiente porque reduzem o calor absorvido pelas paredes.

Caso essa opção não esteja ao seu alcance, instale toldos, pérgulas, palas ou qualquer outro tipo de coberturas sobre portas e janelas com maior exposição solar.

6. A sua cama

Normalmente, os colchões têm duas faces distintas, uma para inverno e outra para o verão. A face de verão é mais fresca e transpirável, permitindo um melhor arejamento e diminuindo, assim, a sensação de calor.

Por outro lado, é importante escolher bem os têxteis de cama. Use lençóis frescos em algodão fino ou linho, de preferência brancos.

7. Utilize o seu exaustor

Por último, damos-lhe uma sugestão muito simples, que muita gente não conhece, mas que é igualmente eficaz. Tem um exaustor na cozinha e um ventilador na casa de banho? Ligue-os logo que chegar a casa para baixar a temperatura ambiente.

Se os ligar, estes equipamentos vão puxar o ar quente envolvente, acabando por gerar uma corrente que baixa a temperatura, não só da divisão onde estão, mas também das divisões adjacentes (se não existirem barreiras como portas fechadas).

Últimos