8 dicas simples para ter o quarto livre de stresse

Livre-se de tralhas e de tudo o que está a trazer más energias à zona mais pessoal da sua casa. A decoração do quarto é muito importante e tem um maior impacto na sua vida do que imagina. Livre-o de stresse com estes 8 passos simples!

“O quarto é uma das divisões mais privadas da casa. Partilhado ou não por duas pessoas, deve ser o nosso espaço, onde encontramos o nosso equilíbrio, o nosso porto seguro ao final de um dia cansativo. Deve ser sinónimo de refúgio e descanso. A decoração do quarto tem o importante poder para que isso seja conseguido”. É desta forma que Ana Rita Soares, decoradora e autora do livro Dê uma Volta à sua Casa descreve aquela que é a zona mais pessoal da nossa casa.

Acontece quem nem sempre nos sentimos bem no nosso quarto. Tropeçamos em três pares de sapatos até chegar à cama. Temos de tirar quase dois quilos de almofadas para nos conseguirmos deitar – já para não falar daquelas molduras sem fotografias que estão penduradas há mais de dois meses. Tudo isso (e todas aquelas outras coisas que nos envergonham quando alguém vai lá a casa) acabam por tornar o quarto impessoal, carregado de más energias e nada confortável.

O que fazer? É mais fácil do que pensa!

Decoração do quarto zen em 8 passos

A cama

Uma cama com 1,60 m é o ideal. Assegure-se apenas que existe espaço de circulação adequado em todos os sentidos e em seu redor (mínimo 60 cm). O modelo da cama é importante na parte estética do quarto, mas o colchão é que lhe vai garantir, ou não, as suas fantásticas noites de sono. Este, ao ser bom, deve durar, no mínimo, dez anos.

O conforto é essencial. Por isso, quando for comprar um colchão, experimente-o. Não se compra um colchão num modelo igual ao de uma amiga, apenas porque ela adora o que comprou. Os gostos variam. Há quem goste de colchões mais firmes e quem goste de colchões mais macios.

As cores

Ao pintar o quarto escolha cores suaves e neutras para a maioria das paredes. Se quiser um apontamento mais colorido, faça-o nos pormenores decorativos (tecidos, almofadas, abatjours e papel de parede) ou numa das paredes.

Retenha que, para criar um ambiente leve e agradável, o ideal é não utilizar mais de duas ou três cores numa divisão. O violeta é uma boa opção para o quarto, pois transmite tranquilidade, sossego e calma ao ambiente.

A iluminação

Um candeeiro de tecto é prático e indispensável para atribuir uma iluminação geral, que se acende ao entrar no quarto, mas são os candeeiros das mesas de cabeceira que vão proporcionar a este espaço um ambiente intimista.

Não se esqueça de que os interruptores destes candeeiros devem estar acessíveis, para não ter de se levantar para apagar a luz quando já está deitada no conforto dos seus lençóis macios. Regra de ouro: lâmpadas de luz amarela, sempre! Só assim conseguirá uma atmosfera intimista e acolhedora.

Os cortinados

As janelas devem vestir-se com um cortinado ou japonesa, por uma questão de conforto, mas também de privacidade. O tecido deve ser claro, caso pretenda que entre luz natural durante o dia. Assim, não será necessário deixar o cortinado aberto.

Evite os tecidos estampados e muito coloridos com motivos florais ou geométricos se o quarto for pequeno. Estes padrões são intensos e tornam-se cansativos em espaços pequenos.

O tapete

Complete a decoração do quarto com um tapete bem macio, onde apeteça pôr os pés descalços ao sair da cama. Deve ser grande e abranger toda a zona de cama e sua envolvente, pelo menos no perímetro da cama e mesas de cabeceira. Para as restantes divisões, pode não ser aconselhável escolher tapetes claros (isto, porque há mais afluência de pessoas). Mas no quarto não há problema.

A roupa de cama

Não há nada como nos deitarmos numa cama com lençóis lavados, suaves e perfumados. Lençóis de boa qualidade, num bom algodão ou fibra natural, são essenciais. Basta uns lençóis simples e brancos para cumprir essa função.

Já para a parte de fora da cama, há que pensar na escolha da colcha, almofadas decorativas e, para completar o visual, uma mantinha aos pé da cama. Todos os tecidos desses elementos devem ser coordenados entre si. Desta forma, o resultado vai ser um conjunto harmonioso de cores, padrões e texturas.

Os acessórios

É importante que a decoração do quarto seja clean, com o mínimo de objetos e os acessórios aos pares para criar um ambiente simétrico. Se tiver necessidade de ter um espelho no quarto, opte por colocá-lo no interior da porta do armário. Segundo o feng shui, este objeto é muito importante, mas não deve ser utilizado no quarto, pois reflete-a quando está a dormir, o que não é bom. Como toque final aposte num aromatizador de lavanda ou sálvia.

O armário

Dá trabalho manter a roupa toda arrumada, sem estar sobreposta. Mas tem de ser. Aproveite umas horas do fim de semana para tirar as peças todas do armário e gavetas e colocar de lado aquilo que já não quer.

O resto das peças organize, primeiro, por estações do ano e, depois, por tipo de vestuário. Ao ter tudo arrumado faz com que encontre mais rapidamente aquilo de que precisa. Assim não se vai enervar tanto da próxima vez que tiver pouco tempo para se despachar de manhã.

A sua decoração do quarto segue estas regras? Vai utilizá-las?

Fonte: Dê uma Volta à sua Casa
Mais sobre quarto

Comentários

8 dicas simples para ter o quarto livre de stresse

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.