Carreira

Crónica. Aprender até ao fim é a chave para ser um bom líder

O que define um bom líder? Mafalda Almeida, coach e mentora de líderes, responde à questão e deixa ainda algumas dicas para que consiga manter a sua humildade rumo ao conceito de aprendizagem.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Crónica. Aprender até ao fim é a chave para ser um bom líder
© Getty Images
Mafalda Almeida, coach
Escrito por
Jul. 09, 2020

Ser ensinável é uma grande virtude nos dias de hoje. Diz-me a minha experiência que, de facto, esta predisposição para a aprendizagem é condição fundamental para a evolução e, obviamente, para o sucesso de cada um de nós.

Existem, no entanto, pessoas (muitas vezes os mais seniores em contexto empresarial) que se recusam a percorrer este caminho rumo a uma vida mais rica no que diz respeito ao conhecimento, sendo, assim, “ultrapassadas” pelos colegas mais juniores que, embora não tenham tanta experiência de trabalho, apresentam um espírito curioso e humilde perante a vida, reconhecendo assim a necessidade de constante aprendizagem.

Há que sublinhar também a ideia da competitividade. De facto, se nos queremos manter competitivos, devemos não só investir na nossa própria aprendizagem, mas também investir e facilitar o acesso à aprendizagem das “nossas pessoas” – tanto equipas, como também família.

O que define um líder

O verdadeiro líder é aquele que fica genuinamente satisfeito ao verificar que os membros da sua equipa o poderão substituir um dia e que não tem receio algum em aprender com eles.

É aquela pessoa que reconhece que ainda não sabe tudo, nem nunca saberá. É aquela pessoa que resiste em dizer a célebre frase “eu é que mando aqui”. E quando me refiro ao conceito de líder, estou a falar de liderança no âmbito profissional, mas também pessoal.

Ter uma atitude humilde perante a aprendizagem leva-nos longe e proporciona uma vida mais preenchida, mais rica e mais feliz
Mafalda Almeida Mafalda Almeida

Uma das formas mais profundas e robustas de desenvolvermos a nossa capacidade de aprendizagem é on job, ou seja: aprender fazendo, aprender no terreno. Enquanto andarmos no terreno, devemos aprender.

Não me refiro somente a assistir a cursos, formações, webinars, mas também em colocar a informação aprendida em prática. De facto, o conhecimento não valerá de nada se não for colocado em prática, não concorda comigo?

5 dicas para manter a humildade rumo ao conceito de aprendizagem

1. Reconhecer que “conhecimento é poder”. Poder para decidir, poder para gerir todas as questões da nossa vida da melhor forma.

2. Se tem objetivos profissionais definidos e se já sabe o que tem de fazer e aprender para lá chegar, peça ajuda, opinião e orientação.

Tenha um mentor e aprenda com ele, porque provavelmente ele já percorreu o caminho que deseja percorrer e já chegou onde deseja chegar.

3. Arrisque. O conhecimento não vale de nada se não for colocado em prática. Confie na sua intuição, confie no que aprendeu, e tome decisões.

4. Coloque o seu conhecimento em causa, oiça opiniões e outros pontos de vista. Desenvolva a escuta ativa rumo a uma vida mais informada e afaste-se da tendência natural do ser humano para julgar as outras pessoas.

5. Liberte-se de crenças limitadoras, de bloqueios emocionais e de comportamentos autodestrutivos.

Ter uma atitude humilde perante a aprendizagem leva-nos longe e, como consequência, proporciona uma vida mais preenchida, mais rica e mais feliz. Não é isto que todos queremos?

Conte-me tudo: o que precisa de aprender para chegar onde deseja? O que já fez em concreto nesse sentido?

Mafalda Almeida é a coach pioneira em Desenvolvimento Feminino, afirmando-se assim no mercado do desenvolvimento pessoal. É a autora do livro Veja em si a Melhor Mulher do Mundo (Marcador, 2018) e pode acompanhá-la através do seu siteInstagram e Facebook.

Últimos