© GettyImages

Viver devagar (n)as férias? Sim, é possível

As tão merecidas férias estão finalmente aí! Aprenda a pôr em prática o slow living durante os dias de repouso com a ajuda de uma especialista na matéria.

As férias são aquela altura do ano em que, para além de carregarmos as baterias, são também a altura de abraçar amigos e familiares que não vemos com tanta frequência.

É também altura de voltar aos locais que adoramos e colocar em prática algumas coisas que não conseguimos no dia a dia, e aproveitar tudo o que as férias têm para nos oferecer.

Sonhámos todo o ano com estes dias de descanso

Queremos finalmente ir àquele restaurante de que todos falam, dançar até ser dia, pôr a conversa em dia com os nossos amigos e namorar muito. Começar a correr todas as manhãs, ir àquele concerto ou até quem sabe um festival, acampar e fazer piqueniques.

Ser os pais que tantas vezes lemos nos livros de parentalidade positiva (sem gritos ou castigos). Ir pelo menos a um sítio onde nunca fomos antes, ficar alojados naquele hotel cheio de charme, andar de balão de ar quente.

Vamos ter tantas histórias para contar quando regressarmos ao trabalho.

No meio de tudo isto queremos obviamente descansar, dormir muito, começar a meditar, ler todos os livros que comprámos durante o ano, ir ao spa, ver o nascer e o pôr do sol. Tirar fotos espetaculares e ter um feed de Instagram cheio de pinta.

Afinal esfalfamo-nos o ano todo no trabalho, abdicámos de alguns fins de semana, chegámos tarde a casa (valha-nos o uber eats) e agora fazemos o que bem entendemos. Porque merecemos e pronto!

Há necessidade de passarmos as tão merecidas e ansiadas férias em stresse constante, a querer fazer tudo e mais alguma coisa? A resposta só pode ser não e não

E somos tão felizes com 3 semanas por ano (no máximo)! O expoente máximo da felicidade na doce palavra férias… e eis que acabam estas semanas e estamos estafados, até um pouco desiludidos.

Passaram a correr, não descansámos tanto quanto devíamos, não fizemos nem metade do planeado, os miúdos tiraram-nos do sério dia sim dia sim e as fotos ficaram todas mal… Bem, para o ano há mais.

Depois desta história mais ou menos verdadeira, em que qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência, quero pô-la a pensar.

Porque esperamos o ano todo pelas férias para sermos felizes?

E mais, porque não aproveitamos o dia de hoje, o agora para sermos felizes? Para visitarmos os sítios que mais gostamos, para abraçar aqueles amigos e familiares que tanto amamos e que tanto bem nos fazem? Para tirarmos um bocadinho do nosso dia para iniciar algo que queremos muito introduzir na nossa vida?

Há necessidade de passarmos as tão merecidas e ansiadas férias em stresse constante, de atividade em atividade, a querer fazer tudo e mais alguma coisa? As respostas só podem ser não e não.

Princípios minimalistas para viver devagar (n)as férias

Leve na bagagem só o essencial;

Desloque-se com tempo;

Não planeie demasiado;

Não tenha demasiadas expectativas;

Conecte-se com as pessoas à sua volta;

Desconecte-se das redes sociais e do virtual;

Não trabalhe;

Não seja escrava do relógio;

Não tenha pressa;

Ande a pé;

Descanse;

Faça o que a faz feliz;

• Não faça nada;

Desfrute o momento;

Passe tempo na natureza;

Passe tempo com quem ama;

Evite locais muito movimentados;

Relaxe, sorria, simplifique, descomplique (não só nas férias, mas em todos os dias da sua vida).

A vida acontece agora!

Deixe de esperar pelo amanhã, pelo fim de semana, pelas férias, pela ocasião especial e deslumbre-se pelo agora.

Desfrute o dia de hoje, o momento, as pessoas que amamos, o que os nossos olhos veem. E acredite, menos é mais em (quase) tudo na vida.

Introduza estes princípios não só nas férias, mas também no seu dia a dia.

Boas Férias!

 

Cláudia Ganhão é autora e produtora de conteúdos nas áreas do minimalismo e sustentabilidade. Depois de quase 14 anos na Indústria Farmacêutica, encontra-se num período dedicado à família e ao seu desenvolvimento pessoal. Aos poucos mudou a sua forma de estar na vida, e adotou um estilo de vida minimalista, mais simples, consciente e sustentável. Pode segui-la no Instagram e Facebook


Agora que já tem as ferramentas para praticar o slow living nas férias (e não só), descubra os destinos low cost para os quais gastará menos dinheiro com voos, hotel e alimentação.

Comentários

Viver devagar (n)as férias? Sim, é possível

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.