Beleza

Beauty check. Experimentámos 6 champôs naturais e este é o veredicto

Será que conseguimos sentir diferenças no cabelo a partir do momento em que mudamos para um champô natural? Com esta pergunta em mente, a equipa online da Saber Viver foi em busca da resposta. Para tal, testámos seis champôs naturais, de seis marcas diferentes.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Beauty check. Experimentámos 6 champôs naturais e este é o veredicto
Escrito por
Saber Viver
Nov. 06, 2019

*Todos os meses, a redação do site da Saber Viver fará um beauty check, ou seja, vai testar produtos de beleza durante um mês e deixar o seu veredicto. Se quiser ver alguma categoria específica a ser posta à prova, envie-nos a sua sugestão.

Um champô natural é aquele que não tem silicones nem contém parabenos, fragrâncias ou corantes artificiais, mas pode conter uma pequena percentagem de ingredientes sintéticos na sua composição. Ainda assim, graças aos seus componentes, contribui de forma significativa para a saúde do cabelo e do Planeta.

É mais leve e menos agressivo para o couro cabeludo e, por isso, recomendado para quem sofre de irritação, caspa ou queda capilar. Mas não só. Apresenta-se também como uma alternativa saudável e eficaz para quem pretende adotar um estilo de vida mais ‘verde’.

Quisemos perceber quão difícil é esta transição para um champô criado a partir de ingredientes naturais, e quais as diferenças na textura e comportamento dos fios capilares.

6 champôs naturais postos à prova

Carolina de Almeida, editora

Este foi o champô que me proporcionou a experiência de utilização mais memorável de sempre! Conhece aquela sensação refrescante de ter uma pastilha de mentol na boca? O mesmo acontece assim que espalhamos este produto no cabelo. A culpa é da mistura do rábano-de-cavalo fresco, cafeína em pó e cristais de mentol.

Dos seus 27 ingredientes, apenas seis não são naturais (ainda assim, são produtos sintéticos seguros). E, como todos os produtos da Lush, este champô não foi testado em animais. Conta na sua composição com sal marinho colhido à mão e sais de Epsom, que lhe dão uma textura granulada, e ainda wasabi fresco.

Desde a cor (de um verde intenso) à textura, passando pelo resultado final (transformou verdadeiramente o aspeto do meu cabelo em termos de volume e brilho), este champô é inesquecível!

champo natural lush

Champô Wasabi Shan Kui
Lush, 11,95€

Forma de utilizar: usei-o diariamente e experimentei guardá-lo no frigorífico para aumentar a sensação de frescura. Funciona mesmo!

Textura: Granulada.

Ideal para: Estimular o crescimento do cabelo e dar volume.

Pontos positivos: Tudo nesta experiência foi positivo, mas ressalto a sensação de frescura, a percentagem de ingredientes naturais e o resultado final – mais volume e textura.

Ana Carvas, editora-adjunta

Sou reticente quanto à ideia de trocar de champô, isto porque tenho alguma dificuldade em encontrar um que preencha os requisitos necessários para os cuidados dos meus fios capilares. Tenho caracóis e um couro cabeludo extremamente sensível, por isso, habituei-me a alternar entre um champô para cabelo encaracolado e um para cabelo sensível ou com caspa.

Escolhi experimentar este champô revitalizante da L’Occitane porque foi o que melhor se adequava ao tipo de tratamento que o meu cabelo precisa. Revitalizante, graças ao vinagre vegetal purificante que ajuda a liberar a cabeleira dos resíduos, deixa uma sensação de frescura que perdura. Isso deve-se ao extrato de menta, um dos cinco óleos essenciais que fazem parte dos seus componentes.

Com um aroma fresco e duradouro, senti o cabelo mais macio, cheiroso e ‘limpo’. Contudo, não penso que seja a melhor opção para o meu cabelo, encaracolado e fino.

champo natural loccitane

Champô revitalizante
L’Occitane, 18€

Forma de utilizar: utilizei o champô durante duas semanas, e lavei o cabelo a cada dois dias (em média). Contrariamente a muitos champôs naturais, este da L’Occitane faz um pouco de espuma, o que ajuda no processo de lavagem, e a sensação de frescura penetra no couro cabeludo instantaneamente.

Textura: gel aquoso.

Ideal para: cabelos normais com couro cabeludo sensível.

Pontos positivos: com extrato de menta, deixa uma sensação de frescura intensa, agradável e duradoura.

Ponto menos positivo: a sua utilização não é a mais adequada para cabelos encaracolados, uma vez que não estimula a textura natural do cabelo.

Marta Chaves, jornalista

Tento não lavar o cabelo todos os dias, mas a tarefa começa a ser difícil. Nos últimos anos – talvez devido ao stresse e ao meu sistema nervoso acelerado -, a raiz do meu cabelo tornou-se oleosa, o que consequentemente fez com que ficasse sem brilho e sem vida.

Descobrir o que resulta no cabelo tem sido uma aventura. Sei que os esfoliantes capilares são, de facto, incríveis, e agora a nova tendência de produtos naturais tem sido igualmente atrativa e, por isso, quando surgiu este desafio saltei de cabeça (quase literalmente).

Experimentei a nova linha da Herbal Essences, em parceria com Royal Botanic Gardens, composta 90% por produtos de origem natural. Tal como a Herbal nos habituou, o aroma (de morango branco e menta) dá vontade de comer o champô e condicionador como de sobremesas se tratassem – assim de uma vez só.

champo natural herbal essence

Champô morango branco e menta
Herbal Essences, 6,99€

 Forma de utilizar: Durante o mês houve semanas que usei dias seguidos, outros que usei dia sim, dia não. De qualquer forma, utilizei sempre a dupla champô/condicionador.

Textura: gel.

Ideal para: cabelos finos.

Pontos positivos: A promessa é “limpa o cabelo em profundidade e nutre sem pesar”. E de facto cumpre. Senti sem dúvida resultados eficazes da limpeza, em que notei uma raiz mais lisa e não tão pesada. O cabelo ficou mais solto e ligeiramente mais brilhante.

Ponto menos positivo: Achei que o efeito não foi tão duradouro quanto gostaria, ou seja, no próprio dia senti os resultados, mas no dia seguinte já senti o cabelo novamente pesado.

Vera Santos, jornalista estagiária

Quando faço as compras semanais lá para casa, no supermercado, corro para a secção de produtos “saudáveis” e biológicos. Talvez por isso não seja de estranhar que tudo o que se diga “natural” chame por mim. Não só na alimentação, mas também na cosmética.

Gosto de saber que o que estou a consumir (ou, neste caso, a aplicar) é constituído, na sua maioria, por ingredientes que não são prejudiciais à minha saúde.

Neste champô da gama Ultra Suave, da Garnier, 98% dos ingredientes são de origem natural. Tem leite de amêndoa e seiva de agave, ambos biológicos, e deixa o cabelo com uma sensação de limpeza e um cheirinho delicioso.

champo natural garnier

Champô Ultra Suave com leite de amêndoa
Garnier,
3,59€

Forma de utilizar: usei este champô sempre que lavei o cabelo, nas duas últimas semanas, dia sim dia não. Ocasionalmente, repito este passo, para me certificar de que qualquer acumulação de produto ou oleosidade desaparece por completo. De seguida, como sempre faço, utilizei uma máscara capilar.

Textura: líquida e cremosa.

Ideal para: cabelos mais secos que precisam de um cuidado hidratante.

Pontos positivos: apesar de não ter notado qualquer diferença na aparência do meu cabelo, o cheirinho é mesmo muito bom, e gosto de saber que estou a aplicar um produto que é feito com ingredientes naturais.

Carolina Carvalhal, designer

Confiei assim que vi a palavra BIO no rótulo. Como tenho o cabelo pintado, já o sacrifiquei demasiado com químicos e sabendo que há opções naturais, gosto de optar por essas.

Este champô é composto por 99,8% de ingredientes de origem natural – 11% deles são provenientes de agricultura biológica, não contém parabenos nem silicones.

O cheiro é forte – confesso que esperava algo menos intenso – e a textura muito cremosa. Notei o meu cabelo mais brilhante logo na primeira utilização, algo que precisava muito: recuperar o aspeto natural do cabelo e deixá-lo saudável.

champo natural herbatint

Champô reparador Moringa Bio
Herbatint, 10,99€

Forma de utilizar: usei-o dia sim, dia não, duas vezes na mesma lavagem.

Textura: cremoso e transparente.

Ideal para: quem tem cabelo pintado e danificado e lhe queira dar vida.

Pontos positivos: os ingredientes naturais.

Ponto menos positivo: o cheiro intenso.

Carlota Teixeira Duarte, branded content manager

Confesso que era um pouco cética no que toca a champôs naturais, tinha a sensação de que não lavariam bem o cabelo. Este champô provou que estava errada.

Senti o cabelo muito bem lavado e sem qualquer oleosidade. Sabe quando até parece que as mãos não escorregam no cabelo? Foi isso que senti.

Para além de incluir 80% de ingredientes de origem natural, este champô (e toda a marca) traz um rótulo muito transparente e fácil de entender, mencionando tanto a origem como a função da maioria dos ingredientes presentes em cada produto Source Essentielle.

A embalagem quadrada também é intencional: reduzir ao máximo a quantidade de plástico e a otimizar o espaço durante o transporte. E permite ainda reabastecer o frasco no salão.

champo natural source

Source Essentielle Delicate Shampoo
L’Oréal Professionnel, 18,15€

Forma de utilizar: usei dia sim, dia não.

Textura: em gel.

Ideal para: couro cabeludo sensível.

Pontos positivos:a sensação de limpeza, o aroma fresco a camomila e a leveza com que fica o cabelo.

Ponto menos positivo: o meu cabelo e couro cabeludo tem tendência para ser seco. Apesar de este champô ser indicado para couro cabeludo sensível, senti que no meu caso me secou um pouco demais o cabelo.

Últimos