Relações e família

7 dicas para ajudar os seus filhos a serem mais empáticos

A melhor forma de estimular a empatia nos seus filhos é precisamente enquanto brinca com eles. Michele Borba, especialista em Inteligência Emocional e psicóloga educacional, dá sete dicas aos pais para que, a brincar, ajudem os filhos a ser mais empáticos.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
7 dicas para ajudar os seus filhos a serem mais empáticos
© GettyImages
Madalena Alçada Baptista
Escrito por
Nov. 17, 2020

Pode parecer, à primeira vista, uma tarefa simples e fácil de pôr em prática. Desengane-se, pois há alguma ciência se o seu objetivo é ajudar os seus filhos a serem mais empáticos.

Reunimos sete dicas direcionadas para os pais que os vão ajudar a criar adultos também eles mais empáticos.

7 dicas para ajudar os seus filhos a serem mais empáticos

1. Brinque com bonecas e oiça

Brincar com bonecas oferece uma perspetiva única da vida das crianças. Se prestar atenção, poderá descobrir o que lhes interessa, o que as preocupa e o que não lhes agrada.

2. Fale sobre sentimentos

As crianças têm de conseguir ler as emoções para poderem sentir empatia. Dê nome aos sentimentos: “Parece que estás zangado.” “Pareces frustrado.” Faça perguntas sobre os sentimentos: “Estás tenso, preocupado, feliz?”.

3. Alargue os horizontes

É mais fácil criar empatia com pessoas parecidas connosco, por isso, devemos incentivar as crianças a interagir com indivíduos de várias raças, culturas, idades e sexos desde cedo. Uma forma de fazê-lo é oferecer bonecas com diferentes cores de pele, sexos ou incapacidades.

4. Faça cartões de sentimentos

Ensinar as crianças a ‘ler’ os sentimentos é fundamental para cultivar a empatia e a gentileza. Imprima os nomes de algumas emoções básicas como ‘feliz’, ‘triste’ e ‘assustado’ em cartões. Depois, desenhe ou cole imagens de revistas que representem cada emoção no cartão correspondente.

5. Use a regra dos dois gestos de gentileza

Digam ou façam pelo menos duas coisas gentis por dia. Primeiro, explique o que é ser gentil (por exemplo, dizer olá, sorrir, partilhar um brinquedo ou ajudar alguém). Reconheça quando a criança é gentil: “Segurar na mão do teu irmão para o ajudar a descer as escadas foi gentil”.

6. Crie uma caixa da gentileza

Uma caixa de sapatos velha com uma abertura na parte superior é o suficiente para esta atividade simples. Sempre que um gesto de gentileza é descoberto, quem o descobriu escreve ou desenha o gesto e o nome do membro da família em questão e coloca o papel na caixa da gentileza.

Ler estas notas à mesa ou durante uma reunião familiar desenvolve a gentileza.

7. Recrie gestos gentis e de empatia

Através de pequenas dicas, incentive os seus filhos a praticarem gestos de gentileza, atenção e ajuda enquanto brincam.

Últimos