Beleza

6 conselhos para quem está a pensar pintar o cabelo pela primeira vez

Quer esteja a ponderar pintar o cabelo, fazer alisamentos ou até permanentes, existe uma primeira vez para tudo. Estes são os nosso conselhos para a sua.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
6 conselhos para quem está a pensar pintar o cabelo pela primeira vez
© Getty Images
Ana Carvas
Escrito por
Jan. 22, 2020

Para uma virgem capilar, os principais medos quanto à primeira coloração estão relacionados com a manutenção, as alterações do estado natural do cabelo e os cuidados a ter.

O hairstylist Fábio Oliveira esclarece, ponto por ponto, os principais receios associados à cor. Se pintar ou não o cabelo ainda é um dilema para si, atualmente já pouco tem a temer.

Descoloração, a assombração das mulheres

Falar da manutenção de cor não é tarefa fácil, pois depende de vários fatores, desde o tipo de fio até ao trabalho de cor que foi feito. Ainda assim, Fábio aconselha que “quando é uma alteração de cor global, deve ser, no mínimo, mensal. Por exemplo, se for uma morena que quer ter o cabelo todo ruivo, para manter a cor bonita e não ter diferença de tom natural para o do crescimento da coloração, deverá fazê-lo uma vez por mês. Todavia, alguém que faça uma coloração pela primeira vez, pode optar sempre por um trabalho de balayage porque é uma coloração que exige menos manutenção”.

Conhecido mundialmente como um dos maiores e mais antigos inimigos da saúde do cabelo, o processo de descoloração já não é um monstro assustador que chega para partir e estragar os fios de cabelo das mulheres.

“Há uns anos, se olharmos para o caso da Marilyn Monroe e o seu percurso enquanto aclarou o cabelo, os seus fios no final estavam com um aspeto claramente danificado. Ela começou por usar um tom dourado e quis acabar com o cabelo quase branco. Hoje em dia, já é possível aclarar um cabelo virgem de forma saudável, com produtos que ajudam a proteger a fibra e a dar longevidade ao fio. No entanto, é necessário mudar alguns hábitos a nível dos cuidados diários, como os produtos que utiliza”, esclarece o especialista.

Isto significa que uma descoloração não danifica inteiramente o cabelo, mas sensibiliza-o. Para o hairstylist, o segredo para um procedimento bem-sucedido parte da consulta inicial com o profissional, em que é feita uma análise detalhada ao estado do cabelo e, em muitos casos, numa madeixa teste.

Se quer mudar a cor do cabelo, pense que tem que investir nele – Fábio Oliveira, hairstylist

“Hoje em dia já temos várias formas de mostrar ao cliente como a cor resulta,” esclarece. Para que não haja margem para dúvidas, Fábio Oliveira começa por explicar que é mais simples no caso de uma cliente morena que pretenda escurecer o cabelo, porque já há colorações semipermanentes que ajudam a ‘maquilhar’ o cabelo, com a promessa de que é possível voltar ao tom natural.

Nos restantes casos, há outras técnicas que podem ajudá-la a sair do limbo, como programas de computador em que pode inserir uma fotografia e experimentar vários tons diferentes até encontrar o que melhor se adequa a si.

“Se quer mudar a cor do cabelo, pense que tem que investir nele”, alerta Fábio Oliveira, hairstylist e Redken artist.

6 pontos a ter em conta antes de pintar o cabelo pela primeira vez

1. Encontrar um hairtsylist especialista em cor e que esteja disposto a esclarecer todas as dúvidas;

2. Verificar a conta de Instagram do profissional é uma forma de garantir que é alguém que percebe efetivamente de cor;

3. Usar uma gama de produtos em casa que se adequem às necessidades do seu cabelo, como um bom condicionador e máscara para cabelo pintado ou danificado;

4. Fazer um tratamento acompanhado por um profissional no salão, de duas em duas semanas ou mensalmente;

5. Não descurar a saúde dos fios capilares – tenha em conta que a sua rotina capilar irá sofrer alterações e é preciso ter consciência de que a manutenção terá de ser feita com alguma frequência;

6. Por último, é essencial ter cuidado com as temperaturas dos ferros e placas de alisamento, visto que estas danificam a fibra. Antes de os usar, aplique sempre um bom protetor térmico.

Últimos