By

É já este domingo, dia 8, que o campus da Fundação EDP/MAAT vai ser invadido por yogis. O melhor do universo “shanti”, encontra-se na primeira edição do Wanderlust 108 Lisboa. Conheça as 6 razões porque não pode mesmo perder este triatlo de “mindful”.

Experiências pensadas para fazerem bem ao corpo, à mente e à disposição. É este o objetivo da primeira edição do Wanderlust 108 Lisboa. O evento, descrito como o “triatlo de mindful“, vai decorrer a 8 de outubro, domingo, em 60 cidades espalhadas pelo mundo.

Para acolher todas as atividades, o campus da Fundação EDP | MAAT, em Belém, vai estar dividido em quatro áreas distintas. O Palco Principal, onde vai decorrer a mega sessão de yoga de 90 minutos, seguida de uma sessão de meditação guiada. Para atividades fora do comum, a zona Uncommons, proporciona práticas diferentes, como yoga suspenso, trapézio ou hoop dance. O Palco Speakeasy está reservado para as conversas, palestras e workshops. E, por último, o Kula Market e a zona de restauração.

O Wanderlust começa com uma corrida ou caminhada, às 9h00. Às 10h30 inicia-se a sessão de yoga, seguida de meditação. O recinto abre às 7h30 e fecha às 19h00.

6 atividades a não perder no Wanderlust 108 Lisboa

1. Yoga e muita música no Palco Principal

Jean-Pierre de Oliveira e Filipa Veiga vão guiar a mega aula de yoga de 90 minutos, a decorrer no palco principal do Wanderlust 108 Lisboa. A acompanhá-los estará o guitarrista e compositor Arli Liberman, juntamente com a DJ portuguesa Mary B. Logo a seguir, inicia-se a sessão de meditação guiada por Rute Caldeira, autora do livro Liberta-te de Pensamentos Tóxicos.

No palco Speakeasy, Jean-Pierre de Oliveira lançar o seu livro Calma. Filipa Veiga e Rute Caldeira vão partilhar experiências sobre os seus percursos, quer no mundo do yoga, quer na esfera da meditação.

2. Aereos: tecido vertical e trapézio

Duas modalidades que acontecem, maioritariamente, com os pés fora do chão. O Tecido Vertical utiliza um tecido suspenso na vertical, através do qual se executam subidas e descidas, poses, quedas e outros movimentos que desenvolvem componentes tão importantes como a força e a flexibilidade. Já o trapézio utiliza uma barra horizontal que fica suspensa entra duas cordas. Daqui nascem mais poses e acrobacias, por baixo ou por cima da barra.

3. Yoga Suspenso

Nesta variante do yoga, a prática acontece com cordas suspensas, com um tecido específico. A partir daqui nascem inúmeras posições, umas de cabeça para baixo, outras de cabeça para cima, pés para o teto ou para a parede. Rui Oliveira Costa, do Jaya Aerial Lab  vai dirigir esta prática, depois de, em 2010, a ter introduzido em Portugal.

4. Hoop Dance

Quem disse que no Wanderlust 108 Lisboa só vai haver yoga? Também está marcada uma aula de Hoop Dance, uma modalidade que une um hula hoop à dança. Além de ser benéfica para a mente, contribui para a uma melhor capacidade de coordenação. A atividade vai ser dirigida pela criadora do novo conceito, a alemã Leela Pluma, dançarina e professora de hula hoop, certificada de pedagogia de circo.

5. Hotpod Yoga

Um insuflável aquecido a 37 graus. É aqui que decorrem as aulas de Hot Pod Yoga, que vão estar a cargo de Sílvia Rodrigues, Inês Afonso, Juliana Schmuke, Mafalda Mourão e Isabel Guerreiro. Entre os vários benefícios, a prática do yoga aquecido aumenta a flexibilidade, liberta toxinas e promove uma mente descansada e relaxada.

 

6. Um mercado, comida vegan, café e muito chá

Produtos orgânicos, roupa, acessórios e muitos outros produtos que vivem dentro, ou fora, do universo do yoga vão estar no Kula Market, o mercado do Wanderlust 108 Lisboa. Quando a fome apertar, não perca a zona de restauração com refeições vegan preparadas pelo Celeiro, o café orgânico da Delta Cafés, disponível no True North Café, ou os sabores do chá da Tetley, no Tea Garden.

Está preparada para o Wanderlust 108 Lisboa? Abrace o seu lado zen e espalhe boas energias!

 

Leave a Reply