12 vestidos para usar agora (e sempre!)

Porque nunca são demais. Porque ficam bem em qualquer ocasião. Porque se usam de todos os tamanhos e feitios. Todas as razões são boas para usar um vestido. Nem que seja porque está calor, apesar de estarmos no outono.

Quem diria que o outono chegou? O termómetro marca 30 graus (ou mais). O nosso mindset já se adaptou à meia estação, mas o calor que ainda se faz sentir pede tudo menos roupa pesada e fechada. A solução? Vestir a peça mais democrática de qualquer estação do ano. Aquela que fica bem em qualquer ocasião ou temperatura. O vestido!

Vestido para que te quero!

Comprido, curto ou médio, pode ser usado durante todo o ano. E, sorte a nossa, todos os padrões são permitidos. Fácil de vestir, com uma só peça e faz-se a festa. Se o frio apertar, agasalham-se as pernas com uns collants e, se necessário, veste-se uma blusa justa ou um body de algodão por baixo. Nas semanas internacionais de moda das coleções para este outono-inverno, esta foi uma das peças de eleição – como o é sempre.

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Nas ruas de Paris, Milão, Londres e Nova Iorque, os vestidos são a peça de eleição das influenciadoras.

A acompanhar, tudo depende da ocasião – e mood. Por cima, um blazer para um look de escritório ou um casaco de malha para dias mais descontraídos.

Nos pés, uns sapatos rasos ou com um salto largo, se o vestido for comprido. Se este for curto, opte sempre por rasos, como uns botins ou umas sabrinas. Os ténis, se o dress code o permitir, também são bem-vindos!

Veja a nossa seleção de 12 vestidos a usar (e abusar) este outono – com mais ou menos calor. Saiba também qual o modelo de vestido que fica melhor no seu tipo de corpo.

 

Vestidos floridos

Indicado para todas as românticas de espírito boho. Válido em todos os comprimentos. Mas, se muito comprido, evite os padrões maiores.

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Vestido chocker, Natura, 39,99€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Corte envelope Mademoiselle R, na La Redoute, 27,49€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Em algodão, Billabong, 65€

Vestidos compridos

Retire o ar casual do comprimento do vestido ao adicionar acessórios que vão fazer toda a diferença. Um colar statement vai tornar o look mais chique, enquanto usar uns ténis vai torná-la mais cool e trendy.

Vestido, a peça a mais democrática da estação (e sempre)

Padrão florido e renda, Silvian Heach, 39,30€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Com tule, Nordic Dress, Levi’s, 230€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Com capuz, Elizabetta Franchi, 201€

Vestidos curtos

Pernas à mostra quando o calor aperta, mas mais tapadas por umas botas de cano alto quando o frio chegar. mas, atenção, o vestido curto exige sempre pouco salto.

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Com decote choker estampado, Salsa, 54,99€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

De manga com folho, Bershka, 15,99€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Com pormenor de fivela, Zara, 25,95€

Vestidos básicos

As peças que ficam bem em qualquer ocasião. E melhor ainda se optar pelo preto – que não compromete ninguém, muito pelo contrário.

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Com folhos, Intimissimi, 35,90€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Em renda e folhos, Guess, 99,90€

Vestido, a peça mais democrática da estação (e sempre)

Vestido camiseiro, Benetton, 69,95€

 

Gosta de usar vestido? Veja ainda as tendências deste outono-inverno.

Mais sobre outono

Comentários

12 vestidos para usar agora (e sempre!)

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.