By

Começa hoje a Semana de Acesso Cultura, a histórica Livraria Lello, no Porto, homenageia os seus visitantes britânicos e inaugura um novo ciclo de cinema na Cinemateca, em Lisboa! Tudo isto e muito mais é o que tem de saber sobre moda, beleza, bem-estar, lifestyle, cozinha e fitness. Aqui, no Happening!

Semana Acesso Cultura

A Semana Acesso Cultura realiza-se este ano, de 19 a 25 de Junho. Para comemorar os seus quatro anos de vida, a Semana Acesso Cultura inicia-se hoje com a apresentação de uma nova publicação, intitulada “A inclusão de migrantes e refugiados: o papel das organizações culturais”, às 18:30, no British Council, em Lisboa. Um dos entrevistados para esta publicação, Almir Koldzic, codiretor da organização britânica Counterpoints Arts, vai estar presente no lançamento para falar da sua experiência no desenvolvimento de projetos culturais com e para migrantes e refugiados. Também estarão presentes no evento a embaixadora do Reino Unido em Portugal, Kirsty Hayes, e o alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado. Conheça o programa aqui.

Livraria Lello

Desde 1906, a Livraria Lello já foi casa de homens das letras e das artes, inspiração para famosos escritores, palco de tertúlias e espectáculos e serena biblioteca para muitos leitores da cidade Invicta. Hoje, recebe diariamente milhares de ilustres visitantes de todo o mundo, que quando se deslocam à nossa cidade, não perdem a oportunidade de entrar neste magnífico edifício neogótico dos primórdios do século XX.  Para homenagear os seus milhares de visitantes britânicos, a Livraria Lello vai dedicar a próxima segunda-feira, 19 de junho, ao Reino Unido. Estarão em destaque livros sobre o Reino Unido e a cultura britânica, assim como as obras literárias de autores britânicos traduzidas para português e de portugueses traduzidas para inglês. Visita confirmada da Embaixadora do Reino Unido em Portugal Kirsty Hayes, assim como da Vice-Cônsul Gillian Herculano. Saiba tudo aqui.

Gérard Courant – O Homem-Câmara

Para a sessão inaugural do Ciclo na Cinemateca, hoje às 18h30, o cineasta Gérard Courant (que vai estar presente) propõe uma antologia de “o filme mais longo da História do cinema”, o Cinématon. E escolheu um programa composto unicamente por retratos de cineastas célebres, de gerações, países e tendências muito variadas, filmados ao sabor das suas viagens e dos seus encontros. Começamos com o centésimo-segundo Cinématon, que retrata Manoel de Oliveira em Berlim, em 1981 (“como os seus filmes: estático, comovente, cercado por uma luz inebriante”), a que se segue Godard, filmado dois dias depois, a assinar o contrato de distribuição de Sauve Qui Peut (La Vie), antes de acompanharmos uma sequência extremamente variada de retratos, dentro dos rigorosos parâmetros do filme. Gérard Courant declarou numa entrevista que, nos Cinématons, “os grandes cineastas são interessantes. A maioria, não faz nada. Têm confiança suficiente nos poderes da imagem para poderem se permitir isto. Os atores têm mais dificuldades, não sem razão: não têm nenhum papel a representar”. Courant também é de opinião que, embora seja possível programar Cinématons.

Quer acrescentar mais alguma notícia que tem de saber hoje? 

Tags:
 

Leave a Reply