By

A pesquisa no Google images vai levá-la a fazer uma receita só de olhar para a fotografia. É caso para dizer que quem come com os olhos… engorda! Explicamos aqui porquê. Aviso: pode ser perigoso para os viciados em food porn. Não diga que não avisámos!

Vamos experimentar: vá ao Google images no seu telemóvel. Procure por guacamole, por exemplo. Vai reparar que quase todas as imagens têm um ícone no canto inferior esquerdo com uma faca e um garfo ao pé da palavra Recipe (sim, receita em inglês). Isto, porque o Google Images revelou uma nova funcionalidade (por enquanto, apenas disponível na pesquisa feita no seu telemóvel), que permite saber através das imagens que está a pesquisar quais as que incluem receita.

Google images

Receitas de guacamole no Google images.

 

Google images

À medida que for fazendo a sua pesquisa no Google images vai  também reparar que muitas das imagens incluem um marcador com uma seta seguida de um tempo no canto inferior esquerdo. É o indicador que essa receita inclui um video e que esse é o tempo que este demora. É capaz de encontrar a palavra Product. Indica que o produto na imagem pode ser comprado diretamente ao clicar na fotografia.

Em suma, todas estas novas funcionalidades só revelam que o Google images está cada vez mais semelhante ao Pinterest. Como explica o site Tech Crunch, esta não é a primeira vez que o Google reage ao Pinterest ao fazer um upgrade dos resultados da pesquisa de imagens no Google images, ajudando os utilizadores a fazerem mais coisas – como compras.

O Google images está a tornar a pesquisa cada vez mais fácil e útil. Neste caso, ajuda a encontrar mais rapidamente as receitas que se procura.

Esta nova funcionalidade de mobile, que permite saber através de imagens quais as que incluem receitas, vídeo ou venda de produto, vai ser especialmente útil quando andarmos à procura de imagens específicas. Por exemplo, bolos com decorações, cupcakes cor de rosa, etc. Ideal também para quem é viciado em food porn, ou seja, julga as receitas pelo seu aspeto. O problema é que, quanto mais deliciosa for a imagem, mais urgente se torna a vontade de comer. É o que diz um estudo publicado no The Journal of Neuroscience. A pesquisa revelou que observar imagens de pratos deliciosos desperta o centro de recompensa do cérebro. Ou seja, os adeptos de food porn correm o risco de comer mais.

 

Leave a Reply