By

É já esta sexta-feira que a Avenida da Liberdade se vai encher de histórias de algumas das personalidades portuguesas mais conhecidas do nosso país. Conta-me Tudo é um espetáculo de storytelling que mostra a arte de contar histórias.

Quem conta um conto acrescenta um ponto. Mas aqui as coisas são contadas tal como aconteceram. Experiências, conversas e vivências são partilhadas com o público. Estas são histórias reais, contadas na primeira pessoa e sempre em português, claro. A ideia é simples: relacionarmo-nos com o que ouvimos e promover o sentimento de proximidade entre as as pessoas. “É, acima de tudo, um espetáculo de proximidade”, diz João Dinis, um dos criadores deste formato.

O Conta-me Tudo conta tudo, a todos, e em vários canais

O espetáculo, que chega agora ao Cinema São Jorge, na Avenida da Liberdade, Lisboa, no dia 2 de fevereiro, sexta-feira, já tem um currículo longo. É um programa de televisão no Canal Q e também um podcast, que mostra a arte do storytelling de várias celebridades portuguesas, mas também de anónimos. Por lá já passaram Manuel João Vieira, Vítor Norte, Guilherme Duarte, Ana Garcia Martins (do blogue A Pipoca Mais Doce), Toy, Joana Latino ou Luísa Barbosa e muitos outros.

A João Dinis juntou-se o humorista David Cristina, o ator Pedro Górgia e Fernando Alvim. Os quatro desenvolveram, agora, o espetáculo que pretende acontecer todos os meses em Lisboa. Desta vez, são: José Cid, Mariana Cabral (do canal Bumba na Fofinha), Vitorino, Rita Marrafa de Carvalho, Zezé Camarinha e Filipa Gomes, do 24 Kitchen, que sobem ao palco.

“Na verdade, a arte de contar histórias existe desde sempre. Aquilo que nós fazemos é trabalhar as histórias e tentar que cada uma das pessoas que pisa o palco conte a sua história da melhor forma possível”, refere Pedro Górgia.

Desde 2015 que existe o Conta-me Tudo e por aqui já passaram mais de 20 nomes.

Os bilhetes para o espetáculo custam 10 euros e estão disponíveis nos locais habituais. Se os comprar no dia do evento o valor sobe para 12€.

Já conhecia este espetáculo? Conheça ainda as obras de Vhils e de Manuel João Vieira que estão pelo interior do país.

 

Leave a Reply