By

A varanda, o terraço ou até uma prateleira da cozinha pode ser um ótimo recanto para plantar as suas ervas aromáticas preferidas. Muito fáceis de cuidar, conferem um sabor único aos pratos e saladas. Bastam os cuidados certos e alguma imaginação.

Quem não adora uma piza salpicada de manjericão fresco, um tataki de atum com cebolinho picado ou um smoothie com hortelã? Nas grandes cidades, há cada vez mais pequenas hortas de ervas aromáticas. É uma solução para quem quer poupar algum dinheiro mas também uma forma de lazer e uma paixão para quem defende um estilo de vida mais sustentável. O “fenómeno” das hortas urbanas tem origem na metade do século XIX e apareceu, nos países do norte da Europa, em resposta à diminuição dos espaços verdes, devido à crescente industrialização. Com estes temperos naturais pode criar sabores diferentes, inovar nos cozinhado e diminuir o consumo do sal. A somar a tudo isto, plantar as suas próprias ervas aromáticas é uma introdução deliciosa no maravilhoso mundo da jardinagem.

Onde aprender

Se acha que não tem os materiais corretos ou tem algum receio de avançar com as mãos na terra, pode sempre frequentar um dos workshops do AKI (selecione a loja pretendida e depois o menu Brico-Aulas), aulas no Horto do Campo Grande ou na Associação dos Jardins Históricos, entre outros. Vai perceber que relaxante é!

Agora, conheça e saiba como plantar ervas aromáticas em casa.

Alecrim

Alecrim

Como plantar: Em qualquer altura do ano, num vaso com cerca de 30/40 cm de profundidade, num local com sol pleno.
Como cuidar:
Precisa de pouca água, basta uma rega semanal no verão. Deverá podar a seguir à floração para aparecerem novas flores e ramos. Pode ser colhido em qualquer época do ano.
Use em:
Pratos de carne, caça e de peixe, pratos de massa, batatas assadas no forno, pão e foccacias.

 

Leave a Reply