Viagens e lazer

11 mandamentos para sobreviver a um voo de longo curso

Saiba como escolher o melhor lugar num avião, o que levar no necessaire, o que evitar consumir e onde vale mesmo a pena investir. Mas há mais, muito mais. Um guia de sobrevivência para longas horas a bordo.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
11 mandamentos para sobreviver a um voo de longo curso
© Getty Images
Marta Vieira
Escrito por
Fev. 05, 2020

Diz-se que que “viajar é uma arte” e não é em vão. De facto, adoramos tanto viajar como detestamos as vicissitudes de ocupar o lugar num avião.

Há uma série de factos que levam a grande maioria das pessoas a detestar voar. Pode ser ansiedade, claustrofobia, a turbulência ou pequenas inquietudes.

É nestas, pois, em que nos focamos, tentando trazer alguma tranquilidade a quem se sente desconcertado neste mal-amado meio de transporte.

Ora, um voo comercial pode apontar para quase 20 horas consecutivas no ar. Já imaginou? Siga-nos neste artigo e verá como o tempo passa depressa.

Sugestões para lidar com um voo de longo curso

Hidratação, hidratação, hidratação

O ar seco do avião, bem como os efeitos do jet-lag levam a que o corpo fique desidratado e a pele se ressinta. Daí que se beber água durante o voo e mesmo nos dias anteriores à grande viagem seja essencial.

Não espere até ficar com sede, previna-se e o corpo agradece. Se não quiser estar sempre a recorrer às hospedeiras, compre água engarrafada no aeroporto, ou melhor, leve o seu recipiente vazio e encha-o mal passe pela segurança.

Higiene pessoal e mais além

Ao fim de 12 horas confinada num avião, sentir-se-á renovada e de bom humor se estiver de bem com o seu corpo. Para além da escova de dentes – que muitas vezes fica esquecida no confim mais longínquo da sua mala de porão – não descure também o fio dentário, desodorizante e toalhitas desinfetantes e/ou álcool gel, o básico vá.

No entanto, há quem eleve este tempo a um outro patamar e faça uso das suas miniaturas de beleza num autêntico spa aéreo, onde vale tudo desde máscaras faciais, patches para os olhos ou jade rollers. É uma opção.

Snacks saudáveis e indulgências

Não fique ansiosamente à espera que seja servida a próxima refeição a bordo. Verifique primeiro os trâmites da segurança, para que não ocorra desperdício desnecessário e esteja atenta a quem está a seu lado – odores demasiado intensos podem destabilizar um avião inteiro.

Renda-se à fruta e legumes frescos, barras nutricionais, frutos secos, húmus, wraps ou granola como snacks saudáveis, mas permita também mimar-se com o seu chocolate preferido.

Sinal Proibido

Muitas pessoas não dispensam a sua chávena de café matinal ou mesmo uma bebida alcoólica para combater a ansiedade de voar. No entanto, para além de mantê-la acordada, desidratada e, possivelmente, irritada, poderão também fazê-la sentir-se inchada e desconfortável, agravando os efeitos do jet-lag.

Da mesma forma, evite comer demasiado, a digestão torna-se mais difícil lá em cima. Não há necessidade.

Também aqui exercício físico

Não exatamente exercício físico, acalme-se. Mas antes alongamentos de 4 ou 5 minutos por cada hora passada no avião. Ajuda a eliminar a tensão muscular e os problemas de circulação.

Levante-se e ande – dentro do possível – e mesmo no seu lugar não dispense: girar os ombros para a frente e para trás; rodar o pescoço e os pulsos; levantar os pés ligeiramente e rodá-los em círculos ou, mantendo os calcanhares no chão, apontar os dedos o máximo para cima e depois o máximo para baixo, são apenas alguns exemplos.

© Giphy

Conforto é o seu lema

No que toca ao outfit para viajar para o lado de lá do mundo, convenhamos, como comuns pessoas que somos, não teremos paparazzi à nossa espera no aeroporto, logo podemos dar-nos ao luxo de vestir o que bem nos apetecer. E o que nos apetece é conforto. Que não tem de significar desleixo, obviamente.

Use roupas respiráveis, largas e/ou elásticas. Um lenço é sempre uma boa opção pois servirá não só como acessório, mas também de cobertor e almofada. Nos pés prefira sapatos fechados, uma opção sensata em caso de emergência. Finalmente, vista-se por camadas.

Investimentos

Principalmente se viaja com bastante frequência, poderá não estar a esbanjar dinheiro ao investir numa almofada para o pescoço – escolha com calma, enquanto, por exemplo, faz tempo no aeroporto – meias de compressão, que reduzem o risco de coágulos sanguíneos e um apoio lombar, conseguido através de uma almofada extra ou de um cobertor, por exemplo.

Bloqueie o som

O avião pode ser um transporte ruidoso, seja pelo barulho do próprio motor e ambiente de fundo, seja por algum passageiro mais inconveniente ou mesmo um bebé a bordo.

Se duas horas parecem toleráveis, ao fim de 16 horas já não lhe resta muita tranquilidade, e paciência. Principalmente quando o objetivo é que se sinta zen durante toda a viagem. Use headphones ou tampões para os ouvidos.

© Giphy

Exímia entertainer

Não fique à espera que o avião lhe ocupe o tempo, por assim dizer, venha antes prevenido de casa, numa ode ao entretenimento máximo. Traga livros, revistas, jogos e quebra-cabeças, mas também descarregue séries, filmes e programas das suas plataformas de streaming preferidas ou mesmo episódios de podcasts.

Para isso certifique-se que todos os gadgets, incluindo power banks, estão devidamente carregados.

Lugar ao sol

Não necessita ir em executiva, mas também não tem de se sentir miserável com o lugar que escolher. Algumas sugestões poderão facilitar esta decisão. O lugar à janela é sempre um plus, onde a vista e a possibilidade de encostar a cabeça e não ter de se levantar por ninguém aliciam qualquer um.

Os lugares perto das saídas de emergência têm também espaço suficiente para esticar as pernas. Por outro lado, sentar-se ao pé da asa do avião, fará a turbulência sentir-se com menos intensidade uma vez que está o mais perto possível do centro de gravidade do mesmo, segundo peritos.

Durma como um bebé

Ou tente, pelo menos. Passar longas horas num voo pode ser desgastante e não há entretém que dure para sempre.

Procure repousar o máximo que conseguir, se necessitar com os reforços de uma máscara para os olhos, tampões nos ouvidos, uma manta e almofada adaptada ao pescoço.

Sinta-se à vontade. O mais provável é que as luzes do avião se apaguem também durante algum tempo. Se necessitar de ajuda médica ou farmacêutica, teste primeiro os medicamentos antes de voar.

Últimos