Viagens e lazer

5 destinos baratos a não perder nas próximas férias

As férias não têm de ser só no verão. Até porque, nesta altura, fica tudo mais caro. A publicação de viagens “Lonely Planet” fez uma lista dos destinos baratos a conhecer todo o ano. O cálculo baseou-se na relação custo-benefício. Surpresa: há uma cidade portuguesa pelo meio!

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Estes são os 5 destinos baratos a conhecer que a editora Lonely Planet aconselha.
Marta Chaves
Escrito por
Mai. 16, 2016

Dizer adeus às férias, de verão ou não, nunca é fácil. Mas isso não quer dizer que não possa viajar também nas outras estações do ano. Se ainda tem uns dias para usar, considere alguns dos destinos baratos que estão na lista criada pelo guia de viagens Lonely Planet. Ate lá, saiba também como poupar um salário até às próximas férias.

Destinos baratos a não perder

Este ano, a Lonely Planet de viagens sugere vários locais na Europa, Ásia e África a não perder, tendo como base uma boa relação custo-benefício. Para nossa surpresa, há uma cidade portuguesa na lista! Porque não fazer férias cá dentro? É a cidade do Porto, que está em terceiro lugar no top cinco. Parece-nos uma excelente opção para uns dias de descanso.

Conheça a lista de destinos baratos a visitar.

1. Nepal (Ásia)

Um violento terramoto de 7,8 na Escala de Ritcher, em 2015, no Nepal deixou cerca de 700 mil pessoas sem casa e, ainda hoje, a população luta para que a vida volte à normalidade. A Lonely Planet afirma que o número de visitantes do país asiático começa lentamente a aumentar e que quem passar por aqui será agradavelmente bem recebido pela comunidade, uma vez que precisa do turismo para recuperar do desastre natural.

A publicação destaca as famosas rotas de trekking pelas montanhas e a vida animal tão rica e interessante para os turistas. Porque não ajudar um país tão bonito?

2. Namíbia (África)

O dólar da Namíbia perdeu valor nos últimos anos face a outras moedas. Por isso, esta será uma boa altura para visitar o país africano. A Lonely Planet destaca algumas experiências imperdíveis: visitar o Parque Nacional de Etosha; fazer uma caminhada pelo desfiladeiro do rio Fish; e fazer surf na areia das Dunas Sossusvlei.

3. Porto, Portugal

A Lonely Planet começa por escrever: “Aqui está uma cidade europeia que ainda consegue voar sob o radar. É difícil de acreditar, devido ao cenário deslumbrante do Porto e do rio Douro e à excelente gastronomia e alojamento acessível“.

Não podiam deixar de ser referidos os museus baratos, as paisagens vintage, as caves de vinho do Porto, os passeios diurnos pelas vinhas e, claro, a tão famosa (e saborosa) francesinha – chega a ser mesmo escrito que esta “pode ser a única refeição que precisa de comer o dia todo”.

 

4. Veneza, Itália

Veneza não é propriamente barata. Ainda assim, a Lonely Planet diz que é possível visitar a cidade sem arruinar a conta bancária. A plataforma aconselha-a a ficar nas cidades de Mestre ou Treviso. O comboio liga-a facilmente a Veneza. Um alerta: o horário dos transportes podem não deixar aproveitar a vida noturna. Procure alugar uma casa ou um quarto em sites como o Airbnb ou HomeAway para poupar algum dinheiro e tempo. Fique longe dos locais turísticos e escolha um apartamento com cozinha para economizar nas refeições.

5. Debrecen, Hungria

É a segunda maior cidade do país e é descrita pela publicação como o “coração do low-cost da Hungria”. Debrecen tem estado na berra por ter vários festivais de verão, por assistir a um crescimento de arte moderna e por ser rica em história.

O que achou destes destinos baratos? Já foi a algum destes locais?

Últimos