Sociedade

Editorial de julho: O sol ninguém nos tira!

As palavras da diretora da Saber Viver na edição de julho da revista.

Untitled-7 Untitled-7 Untitled-7
Editorial de julho: O sol ninguém nos tira!
© Unsplash
Tânia Alexandre
Escrito por
Jul. 01, 2020

O atual estado de pandemia tem sido um verdadeiro desafio a todos os níveis. Para a maior parte de nós, este #fiqueemcasa foi tudo menos tempo de descanso e acredito que, tal como eu, sintam que nunca precisaram tanto de férias como agora.

Apesar de cada vez mais submersas neste universo tecnológico e digital – que, verdade seja dita, foi a ‘boia de salvação’ que permitiu mantermo-nos produtivas, próximas e também mentalmente saudáveis –, tenho saudades de desconectar, de sair à rua sem telemóvel, de esquecer que existe uma plataforma de reuniões chamada Zoom ou conferências webinar.

Hoje, estamos ainda mais conscientes das vantagens e potencialidades que a tecnologia nos oferece, mas espero que continuemos a querer conhecer o mundo lá fora e a valorizar a quantidade de coisas interessantes que existem para além de interagir e viver através um ecrã.

Se conseguimos estar três meses confinadas, também conseguiremos estender a toalha na praia a dois metros de distância

Durante estes meses, ouviu-se falar muito de saúde do ponto de vista físico e de prevenção, não obstante, é importante que tenhamos consciência de que não pode haver saúde sem saúde mental. E para isso é preciso ter tempo para si, para descansar e para fazer as coisas de que tanto gosta.

Marque os seus dias de férias. As sestas na praia, as cores quentes do entardecer, as fotografias de pés na areia e os brindes com mojitos e caipirinhas esperam por si!

Com mais ou menos “liberdade de movimentos”, encontre uma forma de relaxar e de recarregar energias

É certo que já nos mentalizámos que este verão vai ser diferente, mas que venha ele! Se conseguimos estar três meses confinadas, também conseguiremos estender a toalha na praia a dois metros de distância.

Se não podemos ir para fora de Portugal, viveremos então novas experiências, construiremos novas memórias por cá… há tantos lugares bonitos do nosso País que ainda desconhecemos.

Se não há festivais de verão, haverá sempre boa música para ouvir e descobrir num recanto calmo qualquer. Se não é momento de grandes churrascadas com os amigos de infância, junte só alguns. No futuro, haverá certamente muitos motivos para celebrar e oportunidades para se juntarem todos.

Nesta edição vai encontrar dicas e conselhos para a ajudar a desfrutar de um merecido descanso.

O que pode encontrar nas páginas da Saber Viver de julho (nas bancas)

Com mais ou menos “liberdade de movimentos”, encontre uma forma de relaxar, de aproveitar o sol, de se divertir e de recarregar energias. Boas férias!

A edição de julho da Saber Viver já está nas bancas, num local perto de si.

Últimos