© Thinkstock

Os cristais chegaram à beleza e vão melhorar a nossa rotina diária

O poder curativo dos cristais já não deixa ninguém indiferente. Saiba porquê e o que deve usar em cada situação.

Enquanto 2017 foi o ano dos produtos feitos com cristais, como os jade rollers, 2018 foi o ano em que a indústria de beleza os incluiu na sua composição dos produtos. Se pesquisarmos no Instagram o hashtag #crystalinfused, o resultado equivale a mais de 13 mil fotografias que variam desde os tónicos aos cremes de rosto.

De mão dada com esta tendência, surgiram centenas de novas marcas com variadas propostas dentro do mundo dos cristais. Mas de onde surgiu esta obsessão e porque é que qualquer influencer que se preze já publicou um post com pelo menos um produto desta categoria?

A resposta é simples: além de os cristais existirem desde o princípio da Terra, defende-se que cada um deles tem uma energia e propriedade curativa únicas. Apesar de não existirem provas científicas sobre o efeito destas pedras no corpo humano, a verdade é que não faltam testemunhos de indivíduos que se regem pelas propriedades holísticas destes elementos.

Se aprofundarmos o conceito, podemos comprovar que a teoria não é assim tão estranha. Os cristais emitem vibrações a alta frequência – frequência essa que não sentimos diretamente. No entanto, se somos compostos maioritariamente por água, faz sentido que sejamos afetados por essas vibrações e que estas alterem o humor e a condição física de cada um.

Enquanto, há uns anos, poderíamos achar que longe estava o dia em que seria possível hidratar o rosto com água infundida com quartzo rosa ou utilizar uma máscara com turmalina, hoje, esse dia chegou.

Cristais: as pedras mágicas

Antes de falarmos sobre as diferentes propriedades destes elementos, é importante perceber o que são. Os cristais são sólidos nos quais os seus constituintes, sejam eles átomos, moléculas ou iões, estão organizados num padrão tridimensional bem definido que se repete no espaço, criando uma forma geométrica específica.

Contudo, não é só isso que os torna especiais. A energia e as vibrações terrenas que possuem distinguem-nos dos restantes elementos do planeta, visto que nos fazem sentir conectados à Terra. Isto porque tudo o que existe no mundo é energia que vibra a diferentes frequências. Logo, estes pequenos elementos podem canalizar ou elevar a nossa energia.

View this post on Instagram

✨ Spirit Quartz ✨ This stone is simply magic. Spirit Quartz opens, activates, balances and harmonises the crown chakra, allowing one to connect fully with divine wisdoms. As the crown chakra is energetically charged, ones clairvoyant states are heightened allowing divine guidance about your life's purpose and the steps to take to fulfill your divine plan. This guidance is often received with such clarity that one's fear is non – existant. Energetically this crystal holds the template of group co-hesion and facilitates harmony in relationships, families, the workplace and social gatherings 💫 📸 @goldirocks.co ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ • ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ • ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ • ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #spiritquartz #mineralmagic #crystalhealing #healingpowers #clairvoyant #haromny #healingcrystal #boho #hippie #yogi #yogalover #highvibration #goodvibes #positivevibes #mediation #chakrabalancing #mindbodysoul #openheart #crownchakra #recharge #cleanse #holistichealing #moonchild #simplymagic #crystalinfused #elixiroflife #alchemybottleco

A post shared by Crystal Infused Water Bottle ✨ (@alchemybottleco) on

Muitos defendem ainda que os cristais podem curar-nos, visto que são usados para aumentar a nossa beleza interior, aura e equilibrar os nossos chakras. Outros afirmam que, como os minerais têm uma frequência mais alta, conseguem viajar até às células mais fracas da pele de forma a equilibrá-las, o que faz destes ingredientes poderosos e eficazes elementos no combate a problemas de pele como vermelhidão e envelhecimento.

Infelizmente, para muitas de nós, ainda não existem provas científicas que possam comprovar o que é afirmado por estes defensores, porém também não existem provas do contrário!

Os cristais na beleza

Adicionar cristais a produtos de beleza pode ser considerado um passo extra para o nosso aspeto geral. Quando nos sentimos bem interiormente, isso transparece no nosso físico. Mas como funcionam os produtos com cristais infundidos?

A teoria defende que ao colocar uma pedra dentro de uma loção, óleo, tónico, entre outros, o produto líquido irá absorver as propriedades positivas desse elemento. Ao entrar em contacto com a pele, a fórmula absorvida penetra na corrente sanguínea e espalha-se pelo corpo. Desta forma, os benefícios dos cristais são aproveitados na sua totalidade.

Existem outras formas de incluir estes ingredientes nas fórmulas. As pedras podem ser esmagadas e misturadas com o resto da composição para esfoliar e iluminar a pele. Algumas marcas optam por utilizar a essência da pedra, deixando-a submersa num determinado tipo de óleo que é depois incluído na composição do produto. Noutros casos ainda, as pedras são colocadas dentro de óleo ou água a ferver de forma a absorver as energias dos cristais.

É certo que estes produtos não vão ajudá-la a curar um coração partido ou a tratar todos os males, ainda assim, vale a pena experimentar dado que, por serem ricos em minerais, ajudam realmente a esfoliar células mortas, a hidratar a pele e a dar-lhe luminosidade, carregando consigo boas energias. Quer tenha uma coleção de cristais em casa ou seja uma pessoa mais cética relativamente a estes assuntos, não há nada como experimentar e tirar as teimas.

Decifre os seus cristais

Diferentes cores têm diferentes propriedades. Descubra o que deve usar.

Quartzo rosa

Considerado a pedra do amor, o quartzo rosa é utilizado para abrir o chakra do coração, ajudando a criar harmonia nas relações familiares, de amizade ou românticas. Antigos curandeiros acreditavam que as manchas no rosto derivavam de medos, logo o quartzo rosa era ideal para a pele visto que ajudava a acalmar emoções.


Aragonita

Derivada do carbonato  de cálcio, este cristal ajuda a manter o equilíbrio. Devido ao seu formato, a pedra liberta energia em todas as direções concedendo-lhe propriedades calmantes, meditativas e de comunicação compassiva.


Ametista

Ao acalmar o corpo  e a mente, esta pedra fomenta a paz interior e ajuda a reduzir o stresse diário. as suas propriedades calmantes promovem a estabilidade emocional e força interior, combatem insónias e neutralizam energias negativas. A ametista é ideal para o equilíbrio do sistema nervoso.


Lápis-Lazúli

Considerada uma pedra de poder no antigo Egipto, usa-se como purificadora espiritual. Isto porque, diz-se que atua nos bloqueios subconscientes.


Rubi

Distingue-se pela sua coloração encarnada e é ideal para ativar a circulação sanguínea e fortalecer o coração. É muitas vezes utilizado para estimular  a intuição e pensamento, sendo o aliado perfeito para quem sofre de preguiça.


Pedra da Lua

Considerada a pedra-mãe, é ideal para nutrir e para conceder energias positivas a novos inícios. Além disto, é perfeita para relaxar, para a acompanhar durante a gravidez e para a ajudar e entrar em contacto com o seu lado mais espiritual e emocional.


Turmalina preta

Ideal para combater as energias e radiações eletromagnéticas emitidas pelos telemóveis, esta é uma verdadeira pedra dos tempos modernos. Além disto, afasta as energias negativas da sua casa, criando uma espécie de barreira.

Produtos com cristais infundidos

Quartzo rosa
Desmaquilhante em óleo rinse away
Nazan Schnapp, 70€


Topázio dourado
Iluminador com topázio dourado
Haloscope Glossier, 20€


Turmalina
Máscara de rosto
Chlorophyll + Tourmaline Lilfox, 60€


Aplicador aventurina
Sérum para lábios com pedra aventurine Kiss
Odacité, 39€


Safira
Máscara aperfeiçoadora
Kashmir Saphir Sjal, 132€


Já usou algum produto com cristais infundidos? Conheça ainda 6 tradições milenares aiurvédicas.

A versão original deste artigo foi publicada na revista Saber Viver nº 223, janeiro de 2018.
Mais sobre pele

Comentários

Os cristais chegaram à beleza e vão melhorar a nossa rotina diária

Os comentários podem ser editados por questões de clareza e para permitir respostas mais gerais.